Bale: Real Madrid vai aprender com o empate com o Legia

"Se não terminarmos com o jogo, o adversário pode sempre causar problemas", explicou Gareth Bale ao UEFA.com após ter marcado um golo no primeiro minuto, insuficiente para o Real Madrid ganhar em Varsóvia.

Gareth Bale comemora depois de marcar no primeiro minuto
Gareth Bale comemora depois de marcar no primeiro minuto ©AFP/Getty Images

Gareth Bale marcou aos 57 segundos e ficou a sensação que estava aberto caminho para o triunfo do Real Madrid no reduto do Legia Varsóvia.

Na verdade, os espanhóis precisaram de um golo de Mateo Kovačić ao 85 minutos para empatarem 3-3. Foi a primeira vez em 14 anos que o Real Madrid deixou escapar uma vitória na UEFA Champions League após dispor de uma vantagem de dois golos. Bale, que marcou o golo mais rápido de sempre dos "merengues" na prova e ofereceu o segundo a Karim Benzema, afirmou ao UEFA.com. "Temos de aprender com esta lição. Se não terminarmos com o jogo, o adversário pode sempre causar problemas."

Resumo: Legia 3-3 Real Madrid
Resumo: Legia 3-3 Real Madrid

Este empate leva a que o Real Madrid ainda não tenha garantido a passagem aos oitavos-de-final, já que o Sporting CP está a apenas cinco pontos, enquanto o Borussia Dortmund tem uma vantagem de dois na liderança.

"Obviamente, estamos desiludidos por não termos vencido este jogo", reconheceu Bale. "Temos de jogar melhor nos próximos encontros, temos de reagir a isto. Tenho a certeza que isso vai acontecer."

"Tivemos o jogo controlado, talvez tenhamos perdido a concentração. Se calhar pensámos que o jogo tinha acabado, por vezes estas coisas acontecem no futebol. Se não anularmos o adversário, ele pode sempre reagir."

"Não vamos cometer o mesmo erro no futuro. O grupo está em aberto, temos de vencer os dois jogos que faltam. Se o fizermos, terminaremos no primeiros lugar, que é o nosso objectivo."

O Legia somou o primeiro ponto e está a apenas dois pontos do terceiro lugar, ocupado pelo Sporting, que ainda tem de visitar Varsóvia. Os polacos também ficaram frustrados por, nos últimos minutos, não terem conseguido segurar a vantagem de 3-2.

Vadis Odjidja, que deu início à recuperação, explicou: "Reconheço que este resultado é fantástico para o Legia, mas a cinco minutos do final do jogo estávamos a ganhar por 3-2, pelo que é natural que exista também alguma desilusão."

"Claro que fizemos um grande jogo. Ficámos a perder por 1-0 no primeiro minuto e mostrámos grande personalidade para não perder a cabeça. O Legia está a participar pela segunda vez na UEFA Champions League, após uma pausa de 21 anos, e esta noite mostrámos que merecemos estar aqui."

Topo