Nasri dá vitória ao Sevilha em Zagreb

O Sevilha deu sequência à excelente campanha no Grupo H com um triunfo por 1-0 no reduto do Dínamo Zagreb, um encontro decidido por um bom golo de Samir Nasri na primeira parte.

See how Samir Nasri sealed the points for the visitors.

O Sevilha deu sequência à primeira vitória fora de casa na Liga espanhola desde 2015 com o primeiro triunfo como visitante na UEFA Champions League em sete anos. Uma exibição sólida na Croácia permitiu somar três pontos no Grupo H frente ao Dínamo Zagreb.

O momento decisivo surgiu na primeira parte, quando uma jogada fluída e bem construída pelo flanco esquerdo que terminou com o impressionante Samir Nasri a desviar a bola com suavidade junto ao primeiro poste.

Os croatas, muito apoiados pelos ruidosos adeptos ao longo de todo o encontro, nunca deixaram de lutar e de pressionar, mas Jorge Sampaoli pode lamentar as oportunidades desperdiçadas por Nasri e Luciano Vietto que teriam justificado um triunfo mais folgado.

Figura: Samir Nasri (Sevilha)
Esteve tão bem no último jogo que tinha feito na prova que o treinador não lhe poupou elogios individuais, mas Nasri explicou recentemente numa entrevista no Mónaco que, embora Josep Guardiola lhe tenha pedido para ficar no Manchester City e lutar por um lugar na equipa, só hesitou "dois segundos" antes de aceitar ser emprestado ao Sevilha. "Um clube onde muitos jogadores de topo têm renascido", explicou o francês. Algo que parece continuar a acontecer. Decisivo, responsável e a jogar de forma fluida durante todo o encontro, marcou um golo delicioso. O atacante de 29 anos parece estar a desfrutar novamente do futebol e tem vindo a tornar o Sevilha uma equipa ainda mais divertida graças à sua subtileza, inteligência e talento. “Chapeau”.

Petev aposta nos jovens
Foi interessante ver o que o novo treinador do Dínamo Zagreb, Ivaylo Petev, poderia fazer com esta equipa limitada. Apesar da falta de qualidade, especialmente para o alto nível da UEFA Champions League, os croatas conseguiram discutir o jogo até ao apito final. O aumento da disciplina é evidente, a equipa reagiu muito melhor do que frente ao Lyon e à Juventus, mas não foi suficiente para empatar. Contudo, Petev terá de estar satisfeito com a resposta dos jogadores, um bom augúrio para o futuro.

Samir Nasri esteve perto de voltar a marcar pelo Sevilha
Samir Nasri esteve perto de voltar a marcar pelo Sevilha©AFP/Getty Images

Sevilha redescobre o segredo para ganhar fora
A vitória fora de casa na Liga espanhola parece ter funcionado como um elixir, uma poção mágica. Os sevilhanos estiveram desde 2015, durantes 22 jogos, sem vencer no reduto de rivais espanhóis, uma curiosidade invulgar para um clube que acaba de ganhar três UEFA Europa Ligas consecutivas. No entanto, apesar do triunfo do último fim-de-semana em casa do estreante Leganés só ter sido conseguido ao cair do pano, é bem evidente que a equipa de Jorge Sampaoli parece com a auto-confiança renovada. Os espanhóis controlaram o ritmo e a posse de bola desde o início, tendo feito aquele que será um dos golos desta semana europeia. Deveriam ter marcado mais? Sim. O Sevilha trabalha muito, mas ainda tem algum trabalho pela frente.

©AFP/Getty Images
©AFP/Getty Images
©AFP/Getty Images
Topo