Paris renova título, Bayern, Barcelona goleadores

O Paris sagrou-se campeão de França a oito jornadas do fim, enquanto o Bayern apontou cinco golos e o Barcelona seis antes da segunda mão dos oitavos-de-final desta semana.

Lionel Messi falhou uma grande penalidade frente ao Getafe, mas depois emendou-se
Lionel Messi falhou uma grande penalidade frente ao Getafe, mas depois emendou-se ©AFP/Getty Images

SEGUNDA-FEIRA
Benfica 4-1 Tondela (Jardel, Jonas, 24, 60, Mitroglou 87; Nathan Junior 90+2)
O Benfica recuperou a liderança da Liga portuguesa, perdida no sábado para o Sporting, ao vencer o último classificado. Jardel inaugurou cedo o marcador antes Jonas bisar e chegar ao topo dos melhores marcadores dos campeoantos europeus, um tento à de Cristiano Ronaldo, Zlatan Ibrahimović e Gonzalo Higuaín. Kostas Mitroglou deu maior expressão à goleada, mas ainda houve tempo para o tento de honra dos visitantes. Com este triunfo, os "encarnados" seguem na frente com mais dois pontos do que o rival de Lisboa.

DOMINGO

Troyes 0-9 Paris (Cavani 13 75, Pastore 17, Rabiot 19, Ibrahimović 46,52,55,88, Saunier 58 ag)
O Paris foi coroado campeão de França pela quarta temporada consecutiva, numa partida em que o melhor marcador da Ligue 1, Zlatan Ibrahimović, assinou quatro tentos. A formação de Paris alcançou o sexto título da sua história a oito jornadas do final, estabelecendo também novo máximo da prova, pois o Lyon de Gérard Houllier sagrou-se campeão à 33ª jornada em 2006/07.

Arsenal 1-2 Watford (Ighalo 50, Guedioura 63; Welbeck 88)
Odion Ighalo e Adlène Guedioura marcaram para os visitantes que surpreenderam o Arsenal, detentor da Taça de Inglaterra, nos quartos-de-final. Danny Welbeck entrou para reduzir a dois minutos do final, mas foi incapaz de impedir os "gunners" de sofrer a terceira derrota consecutiva em casa, em todas as competições, pela primeira vez desde 2002.

Las Palmas 1-2 Real Madrid (Willian José 87; Ramos 24, Casemiro 89)
Casemiro marcou, de cabeça, o golo da difícil vitória do Real Madrid, com Pepe e Cristiano Ronaldo titulares, nas Canárias. Expulso nos descontos, o capitão Sergio Ramos adiantou os "merengues" na primeira parte, na sequência de um canto, mas os anfitriões lutaram e foram premiados pelo golo de Willian José a três minutos do fim. No entanto, Casemiro repôs de imediato a diferença e deixou a equipa de Madrid a quatro pontos do segundo lugar, ocupado pelo vizinho Atlético.

SÁBADO
Atlético 3-0 Deportivo (Saúl Ñíguez 18, Griezmann 60, Correa 83)
A formação de Diego Simeone manteve-se segura no segundo lugar em Espanha. Saúl Ñíguez fez o primeiro da noite e Antoine Griezmann marcou pela quarta partida seguida, antes do capitão Gabi assistir Ángel Correa para o terceiro.

Barcelona 6-0 Getafe (Juan Rodríguez 8og, El Haddadi 19, Neymar 32 51, Messi 40, Arda Turan 57)
Com a sua equipa a vencer por 1-0, Lionel Messi desperdiçou uma grande penalidade no minuto 11, mas Munir El Haddadi aumentou a vantagem e Neymar bisou, antes de Messi marcar com um clássico remate em arco, cabendo a Arda Turan fechar a contagem.

Bayern 5-0 Bremen (Thiago Alcántara 9 90, Müller 31 65, Lewandowski 86)
Kingsley Coman assistiu duas vezes Thiago Alcántara e Thomas Müller para o primeiro dos seus dois golos, com Robert Lewandowski – que começou no banco – a marcar o quarto do Bayern, num triunfo que terminou uma série de dois jogos sem ganhar na Bundesliga.

Sergio Agüero teve um dia frustrante
Sergio Agüero teve um dia frustrante©Getty Images

Norwich 0-0 Man City
Sergio Agüero viu o guarda-redes John Ruddy negar-lhe o golo em duas ocasiões e Patrick Bamford acertar na barra para os da casa num remate de longe. O empate pode deixar o City a 12 pontos do topo.

PSV 1-1 Heerenveen (Te Vrede 53; De Jong 56)
A série de dez jogos sempre a ganhar do PSV na Eredivisie chegou ao fim, apesar de ter estado a perder. Luuk de Jong fixou o resultado, a centro de Luciano Narsingh, no seu 19º golo na prova. A igualdade, ainda assim, permitiu ao PSV manter a liderança antes do confronto do próximo domingo com o Ajax, segundo classificado.

Hoffenheim 1-0 Wolfsburgo (Kramarić 3)
O tento madrugador de Andrej Kramarić tirou algum brilho a uma semana inesquecível para o Wolfsburgo, que afastou o Gent para atingir os quartos-de-final. O guardião dos anfitriões, Koen Casteels, defendeu uma grande penalidade de Kevin Volland depois do intervalo.

SEXTA-FEIRA
Karpaty 1-2 Dínamo Kiev (Chachua 27; Teodorczyk 55, Yarmolenko 64)
O Dínamo Kiev somou o 16º triunfo em 18 partidas do campeonato e Denys Garmash fabricou ambos os golos. Serhiy Rebrov proporcionou a estreia a Artem Besedi, de 20 anos, e Paul Orzechowski, de 19, na segunda parte.

Juventus 1-0 Sassuolo (Dybala 36)
O 14º golo de Paulo Dybala no campeonato fez a diferença para a Juventus, que se tornou na primeira equipa da história a estar dez jogos consecutivos da Serie A sem sofrer golos.

Horas de Portugal Continental

Topo