Zenit quer tirar partido das baixas no Benfica

Se quiser estrear-se nos quartos-de-final, o Zenit tem de superar o mau início de 2016 e anular a desvantagem de 1-0 da primeira mão, frente a um Benfica em boa forma mas com ausências na defesa.

  • Golo de Jonas nos descontos deu um triunfo tangencial ao Benfica na primeira mão
  • Ezequiel Garay apto mas André Villas-Boas tem de fazer alterações numa noite "histórica"
  • Benfica tem apenas um defesa-central disponível, pelo que o jovem Rúben Dias, de 18 anos, foi convocado pela primeira vez
  • "Encarnados" ganharam 15 dos últimos 16 jogos no conjunto de todas as competições

Equipas prováveis
Zenit: Lodygin; Anyukov, Lombaerts, Garay, Zhirkov; Yusupov, Witsel, Shatov, Danny; Hulk, Dzyuba
Ausentes: Criscito (castigo), Fayzulin (joelho), Javi García (castigo)
Em risco de suspensão: Danny, Hulk, Yusupov, Witsel

Benfica: Ederson; Semedo, Lindelöf, Fejsa, Eliseu; Samaris, Renato Sanches, Gaitán, Pizzi; Jonas, Raúl Jiménez.
Ausentes: Jardel (castigo), André Almeida (castigo), Lisandro López (coxa), Júlio César (coxa), Luisão (fractura no braço)
Em dúvida: ninguém
Em risco de suspensão: Luisão, Gonçalo Guedes, Jonas

André Villas-Boas, treinador do Zenit
Vamos ser obrigados a fazer algumas alterações na equipa, mas temos de ultrapassar isso. É um jogo histórico para nós, é importante passar aos quartos-de-final da UEFA Champions League.

O Benfica joga sempre de forma muito compacta, é um equipa que faz boas combinações. É sempre difícil encontrar espaços devido à forma como defendem, mas temos de o conseguir.

O Hulk está ansioso por jogar e ganhar. Já inscreveu o seu nome na história do Zenit e continua a fazê-lo. Todos os jogadores podem ter dias menos bons, o futebol é assim. Acreditamos que amanhã vamos ser capazes de corrigir os nossos erros, criar oportunidades e tirar partido delas.

Veja o resumo da primeira mão
Veja o resumo da primeira mão

Rui Vitória, treinador do Benfica
Não temos tido o mais fácil dos calendários, mas já sabíamos que ia ser assim. Derrotámos o Sporting e, agora, estamos prontos para voltar a ganhar amanhã e atingir os quartos-de-final da Champions League.

Não considero o André um rival. Ele é um grande treinador, um dos melhores do mundo, e fez já excelentes trabalhos ao leme de vários clubes, incluindo o Zenit. Desejo-lhe toda a sorte do mundo excepto amanhã, contra nós!

Jogamos sempre para ganhar! Sabemos que temos uma vantagem para proteger, mas não nos vamos esquecer de atacar e tentar fazer golos.

Rúben Dias
Rúben Dias©Getty Images

No Benfica sabemos sempre o que temos de fazer e acreditamos sempre nas nossas capacidades. Ainda assim, claro, é sempre fundamental respeitar o adversário e o Zenit tem uma excelente equipa, repleta de grandes jogadores. Vai ser importante mantermo-nos concentrados e vamos dar tudo o que temos. Apesar das muitas lesões, temos vários jogadores jovens de grande qualidade nas reservas. Rúben Dias é um desses jovens que constituem o futuro do Benfica.

Resultados do fim-de-semana
Krasnodar 0-0 Zenit
O primeiro desafio do Zenit na Premier-Liga em três meses terminou com um nulo, pelo que o clube ganhou apenas um dos três jogos disputados em 2016, todas as competições incluídas. A equipa de Villas-Boas é quinta classificada, a nove pontos do líder CSKA.

Veja o Benfica a bater o Zenit num jogo emotivo em 2012
Veja o Benfica a bater o Zenit num jogo emotivo em 2012

Sporting 0-1 Benfica (Mitroglou 20)
O oitavo golo de Kostas Mitroglou nos seus últimos oito jogos disputados permitiu ao Benfica bater o rival Sporting, que viu Adrien Silva ser expulso, e subir à liderança da Liga portuguesa. A equipa de Rui Vitória venceu 11 dos últimos 12 desafios no campeonato.

Guia de forma (todas as competições, mais recente em primeiro)
Zenit: EVDDED
Benfica: VVVVDV

Opinião do repórter: Richard van Poortvliet (@UEFAcomRichVP)
O defesa Nicolas Lombaerts afirmou que passar aos quartos-de-final seria uma "conquista maravilhosa", mas o Zenit terá de ser mais eficaz do que em Lisboa e no jogo do último fim-de-semana. Villas-Boas também precisa que Hulk regresse ao seu melhor nível, pois o brasileiro marcou apenas três golos em 15 jogos desde Outubro. A ausência de Domenico Criscito pode ser uma oportunidade para o Benfica marcar um golo decisivo fora de casa.

Sabia que?
O Zenit ganhou por 1-0 na recepção ao Benfica na fase de grupos de 2014/15, com um golo do português Danny, que começou a carreira no Marítimo e no Sporting. Saiba mais na nossa retrospectiva alargada do jogo.

Topo