Real marca passo, Benfica, Barça e Bayern vencem

Cristiano Ronaldo marcou mas falhou um penalty, com Real e Atlético a ficarem mais longe do Barça, que ganhou, tal como Benfica, Paris, Bayern, Roma e PSV; em Inglagterra o Chelsea afastou o City da Taça.

DOMINGO

Málaga 1-1 Real Madrid (Albentosa 66; Ronaldo 33)
Cristiano Ronaldo falhou uma grande penalidade no encontro em que o Real Madrid – sem os atacantes Karim Benzema e Gareth Bale, ambos lesionados – não foi além do empate em Málaga. Ronaldo colocou os da capital na frente, apontando o 22º golo em 25 partidas na prova, desperdiçando, três minutos depois, um penalty, com Carlos Kameni a voar para a sua esquerda para negar o segundo ao português. Em vez de ver aumentada a vantagem, os visitantes acabariam por a perder, quando Raúl Albentosa foi deixado sem marcação para fazer o empate, após o intervalo. A formação de Zinédine Zidane está agora a nove pontos do líder Barcelona a 13 jornadas do fim.

Ronaldo é a imagem da desilusão do Real Madrid
Ronaldo é a imagem da desilusão do Real Madrid©AFP/Getty Images

Atlético Madrid 0-0 Villarreal
Com mais um ponto e no segundo lugar que o rival da cidade está o Atlético, que também não venceu este domingo, ao não ir além do nulo pela segunda vez no campeonato. Um cabeceamento de Antoine Griezmann quase deu golo, numa primeira parte muito equilibrada, com Alphonse Aréola a salvar o Villarreal após o recomeço, negando o golo a Ángel Correa, com os visitados a somarem o quinto jogo seguido sem sofrer golos em todas as competições.

Roma 5-0 Palermo (Džeko 30 89, Keita 52, Salah 60 62)
A formação de Luciano Spalletti reagiu da melhor maneira à derrota com o Real Madrid ao somar o quinto triunfo consecutivo na Serie A, muito pela acção de Edin Džeko e Mohamed Salah. Džeko bisou pela primeira vez ao serviço dos Giallorossi, enquanto Salah o fez pela primeira vez na Serie A. Saydou Keita marcou o outro tento da noite com a Roma a consolidar o quarto posto.

Chelsea 5-1 Manchester City (Costa 35, Willian 48, Cahill 53, Hazard 67, Traoré 89; Faupala 37)
O Chelsea atingiu sem grandes problemas a passagem para os quartos-de-final da Taça de Inglaterra, ao golear um City com muitas segundas escolhas. Antes da visita de quarta-feira ao Dynamo kyiv, a formação de Manuel Pellegrini poupou vários titulares e colocou em campo cinco jogdores da sua academia – Tosin Adarabioyo, Bersant Celina, Aleix García, Manuel Garcia e David Faupala – que assim se estrearam pela formação principal. Diego Costa inaugurou o marcador de cabeça, a centro de Eden Hazard, mas Faupala deu esperança ao City, 94 segundos depois, ao empatar à boca da baliza. Depois do intervalo, os "blues" arrancaram para a goleada, com Willian, Gary Cahill, Hazard e o entrado Bertrand Traoré a carimbarem o triunfo, com Oscar a ter tempo ainda para falhar uma grande penalidade. 

Oostende 5-2 Gent (Jonckheere 12 55, A.Milić 15, Knowledge Musona 36, El Ghanassy 90+1; Kums 7pen, Depoitre 41)
O Gent, segundo classificado, sofreu uma pesada derrota depois do desaire dos oitavos-de-final frente ao Wolfsburg na UEFA Champions League na quarta-feira. Após sofrer três golos em casa frente aos "lobos" a meio da semana, a formação de Hein Vanhaezebrouck concedeu mais cinco, tendo caído para quarto da tabela na sequência da quinta derrota em todas as provas. Sven Kums ainda colocou  os "búfaros" na frente, de penalty, aos sete minutos, mas os da casa marcaram três vezes sem resposta, com Laurent Depoitre a reduzir ainda antes do intervalo. Os campeões belgas sofreram mais um golo dez minutos após o recomeço, ficando a seguir reduzidos a dez quando Nana Asare viu o cartão amarelo pela segunda vez. O Oostende carimbou um rotundo triunfo nos descontos, deixando assim o Gent a três pontos da liderança na Bélgica.

SÁBADO

Arsenal 0-0 Hull City
Os "gunners" vão ter de viajar até Humberside para a repetição do encontro da quinta ronda da Taça de Inglaterra, depois do nulo registado em Londres. Um livre de Joel Campbell ao poste foi o lance mais perigoso do encontro, com os visitantes a terminarem uma série de 14 jogos seguidos a ganhar em todas as competições para o Arsenal, que venceu o troféu nas duas últimas edições.

Las Palmas 1-2 Barcelona (Willian José 10; Suárez 6, Neymar 39)
O oitavo triunfo consecutivo dos "blaugrana" na Liga espanhola começou com o 25º tento de Luis Suárez na prova em 24 jornadas. No entanto, a vantagem madrugadora durou apenas quatro minutos, com Neymar a devolver a vantagem aos catalães antes do intervalo, resultado que deixou a formação de Luis Enrique com oito pontos de avanço na liderança, dado que os dois rivais de Madrid não foram além do empate, este domingo. Os catalães não perdem há 32 jogos em todas as competições.

Bayern München 3-1 Darmstadt (Müller 49 71, Lewandowski 84; Wagner 26)
O Bayern sofreu um golo na primeira parte de um jogo da Bundesliga pela primeira vez desde Novembro, tendo chegado ao intervalo a perder. No entanto, Thomas Müller, duas vezes, e Robert Lewandowski marcaram os tentos da reviravolta, aumentando o seu pecúlio conjunto para 39 golos na Bundesliga, o máximo alcançado por uma dupla atacante ao final da 22ª jornada da competição.

Paços Ferreira 1-3 Benfica (Diego Jota 23; Mitroglou 13, Jonas 45+2gp, Lindelöf 57)
A dupla atacantes das "águias" voltou a marcar para o Benfica que é agora novamente líder, com os mesmos pontos do Sporting, pelo menos até ao rival jogar na segunda-feira, frente ao Boavista. Kostas Mitroglou inaugurou o marcador com o seu 13º da prova, com Jonas a devolver a vantagem à beira no intervalo, naquele que foi o seu 23º golo em 24 jornadas. O primeiro tento de Victor Lindelöf pelo Benfica valeu a liderança, graças a uma melhor diferença de golos.

Paris 4-1 Reims (Van der Wiel 12, Ibrahimović 43 68, Cavani 45+1; Oniangué 34)
O Paris Saint-Germain continua o seu passeio na Ligue 1, ao derrotar o Reims por 4-1, o seu 22º segundo triunfo em 24 partidas em todas as competições. Zlatan Ibrahimović bisou, com Gregory van der Wiel e Edinson Cavani a marcarem os restantes. Com esta vitória, a formação de Laurent Blanc tem agora, pelo menos de forma temporária, 27 pontos de avanço na liderança.

PSV Eindhoven 2-0 Heracles (Pröpper 3, Pereiro 45gp)
O PSV impediu o Ajax de atingir a liderança da Eredivisie este fim-de-semana, com uma exibição competente ante o Heracles, quarto da tabela. O remate de Davy Pröpper de trivelas colocou os da casa na frente logo no começo, com Gastón Pereiro a fazer o resultado final a segundos do intervalo, que foi também o seu oitavo seguido no campeonato.

Hertha 1-1 Wolfsburg (Kalou 60; Schäfer 53)
A formação de Dieter Hecking continua no oitavo posto da Bundesliga depois de não ter ido além do empate na capital. Os "lobos", que venceram os três últimos encontros na UEFA Champions League, somam apenas um triunfo nos derradeiros nove jogos da Bundesliga. Marcel Schäfer marcou no minuto 53 para dar vantagem à equipa de Vieirinha no reduto do Hertha, mas os da casa, que subiram ao terceiro posto, empataram por intermédio de Salomon Kalou.

SEXTA-FEIRA

Bolonha 0-0 Juventus
A Juventus não chegou às 16 vitórias consecutivas na Serie A. Patrice Evra desperdiçou uma boa oportunidade na primeira parte e Paul Pogba rematou por duas vezes com muito perigo após o recomeço, num jogo dominado pela turma de Turim, mas que não conseguiu capitalizar essa superioridade.

Ainda sem jogar: Dínamo Kiev e Zenit

Encontros do campeonato salvo indicação em contrário, horas de Portugal continental.

Topo