Roma apurada apesar de empate com o BATE

Roma 0-0 BATE Borisov
Wojciech Szczęsny e Sergei Chernik mantiveram o marcador em branco e a Roma levou a melhor na luta com o Leverkusen pelo segundo lugar do Grupo E.

Watch the best of the action from Rome, as the hosts progressed to the knockout stages from Group E.

A Roma passa aos oitavos-de-final pela primeira vez desde 2010/11, depois de um nulo frente ao BATE Borisov, um resultado que, conjugado com o facto de o Bayer Leverkusen não ter conseguido derrotar o Barcelona, permitiu a conquista do segundo lugar do Grupo E da UEFA Champions League.

Os italianos não encontraram forma de bater Sergei Chernik, mas ficaram a dever a qualificação ao seu guarda-redes, Wojciech Szczęsny, que fez uma defesa por instinto e defendeu um remate à queima-roupa de Mikhail Gordeichuk. O BATE, que conquistou quatro dos seus cinco pontos com a Roma, ficou em quarto lugar.

Rudi Garcia tinha comparado este encontro a um derby, dado o que estava em jogo, por isso não surpreende que a Roma tenha entrado com grande intensidade. A tendência do encontro ficou definida, com os italianos a atacar e o BATE na defensiva, ainda que todas as investidas da equipa da casa na primeira parte só tenham provocado uma defesa difícil a Chernik, quando teve de mergulhar para a direita para afastar um livre de Miralem Pjanić.

Mikhail Gordeichuk e Alessandro Florenzi num duelo aéreo
Mikhail Gordeichuk e Alessandro Florenzi num duelo aéreo©AFP/Getty Images

Uma jogada que não foi suficiente para silenciar a frustração dos adeptos italianos, que expressaram o seu descontentamento logo que soou o apito para intervalo. Dois minutos após o reinício, os anfitriões já estavam a lamentar mais uma boa intervenção de Chernik, com o guarda-redes do BATE a negar o golo a Edin Džeko, que surgiu isolado após um bom passe do compatriota Pjanić.

Chernik voltou a salvar os visitantes pouco depois, negando o golo a Alessandro Florenzi com as pernas. A Roma precisava de mais acutilância e Garcia apostou em Mohamed Salah, que recuperou de lesão e disputou o primeiro jogo num mês.

A meio do segundo tempo, Szczęsny brilhou ao negar o golo a Gordeichuk. Percebendo que estava perante uma oportunidade de ultrapassar os romanos, o BATE voltou a testar Szczęsny dez minutos depois. O guardião que está emprestado pelo Arsenal voou e desviou o remate de Filip Mladenović.

    

©AFP/Getty Images
©AFP/Getty Images
©AFP/Getty Images
©AFP/Getty Images
Topo