Zlatan Ibrahimović: "Quero vencer a Champions League"

Na segunda parte da entrevista com Zlatan Ibrahimović, o jogador sueco fala dos planos especiais para o Malmö - Paris e da possibilidade de vencer finalmente a UEFA Champions League.

Por ocasião do regresso ao Malmö, ao serviço do Paris Saint-Germain, Zlatan Ibrahimović conta ao UEFA.com como se sente por regressar ao clube da sua cidade e explica a razão pela qual quer que seja "um dia para recordar".

Na segunda parte da nossa entrevista com Zlatan Ibrahimović, antes do regresso a Malmö pelo Paris Saint-Germain, o avançado sueco fala da festa que organizou na principal praça da cidade, para transmitir o jogo em ecrã gigante para adeptos sem bilhetes para o encontro, e confronta os críticos em relação à possibilidade de conquistar, finalmente, a UEFA Champions League.

  • 1ª parte: Ibrahimović sobre a sua formação no Malmö (ADD LINK)

UEFA.com: Reservou a praça principal da cidade para transmitir o jogo de quarta-feira. O que pensou quando avançou com esse gesto?

Zlatan Ibrahimović: Fi-lo logo após o sorteio quando soubemos que iríamos defrontar o MFF. O Malmö tem um estádio pequeno, não para os padrões suecos, mas para os internacionais, em recintos onde costumo jogar, e se o estádio do MFF fosse cinco vezes maior, mesmo assim seria possível enchê-lo. Queríamos ter lá toda a cidade de Malmö, mas tal não é possível, pelo que quero dar a todos a possibilidade de assistirem ao encontro. Estará um ecrã gigante na praça, onde todos terão a possibilidade de ver o jogo em directo. Temos ainda algumas surpresas reservadas.

UEFA.com: Esteve envolvido no planeamento?

Ibrahimović: Sim, estive envolvido em tudo. Era para sentir algo pessoal, como sendo planeado por mim. Não quero sentir que alguém esteja a usar o meu nome para atrair pessoas para lá. É um presente meu. Reservei a praça e fiz todo o planeamento.

UEFA.com: Já passaram 14 anos desde que deixou o Malmö. Como é a sua relação actual com clube e adeptos?

Ibrahimović: É óptima. Tenho uma relação especial com o clube, pois estamos sempre em contacto. Falamos do futuro, do presente, sobre tudo. Por vezes pedem-me conselhos e ajuda e tento partilhar a minha experiência e ajudá-los o melhor possível. É o clube onde comecei e quero que cresça para se tornar no melhor, o que já acontece no contexto da Escandinávia. Farei tudo o que puder pelo clube e pelos adeptos. Fazem-me sempre sentir bem-vindo.

UEFA.com: No momento desta conversa soma já 116 jogos na UEFA Champions League. Até que ponto esta é uma competição especial?

Ibrahimović: É onde estão os melhores jogadores, mas não é sempre o melhor que ganha. Apenas compreendemos a Champions League após jogarmos mesmo na Champions League. O hino, a melodia, o ambiente e tudo o que rodeia. Enfrentamos os melhores jogadores a actuar na Europa. A bola. Tudo o que nos rodeia. É um sentimento especial.

©AFP/Getty Images

UEFA.com: Acredita que a actual equipa do Paris é capaz de conquistar a UEFA Champions League?

Ibrahimović: Melhorámos. Somos bem melhores do que na época passada, pelo que temos uma boa oportunidade. Não quer dizer que vamos ganhar, mas temos uma excelente equipa que melhorou bastante desde a temporada transacta. Temos o potencial de ir longe, mas é preciso muito para ganhar. Não é apenas a melhor equipa que ganha, pelo que veremos.

UEFA.com: Até que ponto é movido pela vontade de ganhar a UEFA Champions League?

Ibrahimović: Quero ganhar. Ainda não venci a Champions League, como todos sabem, mas vamos fazer o possível para o conseguir. Se não a conquistar, não vou ficar desiludido.

Topo