Ronaldo, Messi e Neymar nomeados para Melhor Jogador da UEFA

Cristiano Ronaldo e Lionel Messi rivalizam por mais um galardão e integram os dez nomeados para o Prémio de Melhor Jogador da UEFA na Europa em 2014/15.

Os nomeados para o Prémio de Melhor Jogador da UEFA na Europa
Os nomeados para o Prémio de Melhor Jogador da UEFA na Europa ©UEFA.com

Oito finalistas da UEFA Champions League e o vencedor da época passada, Cristiano Ronaldo, integram a lista de dez nomeados para o Prémio de Melhor Jogador da UEFA na Europa em 2014/15, cujo vencedor será anunciado a 27 de Agosto.

Tal como em anos anteriores, jornalistas de cada uma das 54 federações-membro da UEFA forneceram uma lista inicial ao votar nos seus cinco jogadores eleitos. Os atletas são ordenados do primeiro ao quinto, com o primeiro a receber cinco pontos, o segundo quatro e assim sucessivamente. Os dez jogadores mais votados avançam para a segunda eleição, sendo, depois, definidos os três finalistas, revelados a 12 de Agosto.

Depois, o júri irá votar durante o sorteio da fase de grupos da UEFA Champions League de 2015/16, a realizar no Mónaco, a 27 de Agosto, para determinar o vencedor. As anteriores edições foram ganhas por Lionel Messi (2011), Andrés Iniesta (2012), Franck Ribéry (2013) e Ronaldo (2014).

Os nomeados, por ordem alfabética, são os seguintes:

Gianluigi Buffon (ITA – Juventus)
• Manteve a sua baliza inviolada em cinco jogos consecutivos no início de 2014/15, numa época em que a Juventus garantiu o quarto "Scudetto" consecutivo.
• Capitaneou a Juve rumo à final da UEFA Champions League e, seis dias depois, tornou-se no primeiro jogador a realizar 50 jogos no Campeonato da Europa, no empate de Itália 1-1 com a Croácia.

Eden Hazard (BEL – Chelsea FC)
• Foi o segundo melhor marcador do Chelsea atrás de Diego Costa, com 14 golos, na caminhada dos londrinos até à conquista da Premier League inglesa, pela primeira vez desde 2009/10.
• Eleito Jogador do Ano pela Associação de Futebolistas Profissionais (PFA).

Estrelas sul-americanas: Neymar e Messi
Estrelas sul-americanas: Neymar e Messi

Lionel Messi (ARG – FC Barcelona)
• Bateu o recorde de Telmo Zarra de 251 golos na Liga espanhola, graças a um "hat-trick" frente ao Sevilha, a 22 de Novembro; terminou a época, na qual o Barcelona conquistou a "tripla", com 58 golos em todas as competições, incluindo um bis na vitória na final da Taça de Espanha ante o Athletic Club.
• Terminou a UEFA Champions League como melhor marcador, a par de Ronaldo e do colega de equipa Neymar, com dez golos.

Neymar (BRA – FC Barcelona)
• Fez o derradeiro golo da vitória "blaugrana" na final da UEFA Champions League, ante a Juventus, em Berlin, um dos dez tentos europeus que marcou na época passada.
• Facturou também nas duas mãos dos quartos-de-final frente ao Paris Saint-Germain e das meias-finais com o FC Bayern München.

Paul Pogba (FRA – Juventus)
• Atingiu o seu máximo de oito golos na caminhada da Juventus rumo ao título da Serie A, com 17 pontos de vantagem.
• Assistiu para o empate decisivo dos "bianconeri" na segunda mão das meias-finais da UEFA Champions League na casa do Real Madrid.

Andrea Pirlo (ITA – Juventus, agora no New York City FC)
• Fez um golo através de um dos seus tradicionais livres em jeito ante o Olympiacos, no seu 100º jogo na UEFA Champions League – o seu único golo pela Juventus nas provas europeias.
• Eleito melhor jogador em Itália pelo terceiro ano consecutivo, Pirlo ajudou o emblema de Turim a vencer a Serie A e a Taça de Itália.

A carreira de Andrea Pirlo
A carreira de Andrea Pirlo

Cristiano Ronaldo (POR – Real Madrid CF)
• Melhor marcador da Liga espanhola (48 golos) e da UEFA Champions League. Os seus 61 golos em todas as provas pelo Real Madrid foi o seu registo mais alto numa só temporada, na qual ultrapassou Alfredo Di Stéfano e chegou ao segundo lugar dos melhores goleadores de sempre do clube.
• Marcou cinco golos num só jogo pela primeira vez na carreira, no triunfo "blanco" por 9-1 sobre o Granada, a 5 de Abril. Finalizou a época com três "hat-tricks" consecutivos – frente ao Espanyol, Getafe e Arménia (por Portugal).

Luis Suárez (URU – FC Barcelona)
• Autor de dois golos na primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League frente ao Manchester City, no regresso a Inglaterra pela primeira vez desde que saiu do Liverpool.
• Formou um tridente ofensivo arrasador com Neymar e Messi, que atingiu  um total de 122 golos em todas as competições.

Carlos Tévez (ARG – Juventus, agora no CA Boca Juniors)
• O seu total de 20 golos na Serie A foi o mais elevado desde a época 2009/10.
• Fez parte da selecção da Argentina que atingiu a final da Copa América no Chile.

Arturo Vidal (CHI – Juventus)
• Marcou o golo decisivo frente à Sampdória a 2 de Maio que garantiu o "Scudetto" para a Juventus.
• Foi totalista no êxito do Chile na Copa América, em casa, com três golos apontados.

No total, 35 jogadores receberam votos na eleição inicial (os que não integram a lista final podem ser consultados em baixo, pela ordem de classificação):
11: Arjen Robben (NED – FC Bayern München)
12: Manuel Neuer ( GER – FC Bayern München)
13: Carlos Bacca (COL – Sevilla FC, agora AC Milan)
14= Andrés Iniesta (ESP – FC Barcelona)
14= Álvaro Morata (ESP – Juventus)
14= Thomas Müller (GER – FC Bayern München)
17: Kevin De Bruyne (BEL – VfL Wolfsburg)
18: Zlatan Ibrahimović (SWE – Paris Saint-Germain)
19= Gareth Bale (WAL – Real Madrid CF)
19= André-Pierre Gignac (FRA – Olympique de Marseille)
21= Robert Lewandowski (POL – FC Bayern München)
21= Ivan Rakitić (CRO – FC Barcelona)
23= Jérôme Boateng (GER – FC Bayern München)
23= Xavi Hernández (ESP – FC Barcelona, agora al-Sadd SC)
23= Jackson Martínez (COL – FC Porto)
23= Javier Mascherano (ARG – FC Barcelona)
23= Alexis Sánchez (CHI – Arsenal FC)
28= Giorgio Chiellini (ITA – Juventus)
28= Roberto Firmino (BRA – TSG 1899 Hoffenheim, agora Liverpool FC)
28= Nemanja Matić (SRB – Chelsea FC)
28= Arkadiusz Milik (POL – AFC Ajax)
28= Nicolás Otamendi (ARG  – Valencia FC)
28= Sergio Ramos (ESP – Real Madrid CF)
28= Marc-André ter Stegen (GER – FC Barcelona)
28= Arda Turan (TUR – Club Atlético de Madrid, agora FC Barcelona)

Topo