Inter continua reconstrução com chegada de Miranda

Em busca do regresso à UEFA Champions League, o Inter contratou o defesa brasileiro Miranda, isto após a chegada de Geoffrey Kondogbia e de Jeison Murillo ao clube de Milão.

Miranda ao serviço do Atlético de Madrid
Miranda ao serviço do Atlético de Madrid ©Getty Images

Depois de um decepcionante oitavo posto na Serie A na época passada, o FC Internazionale Milano tem estado particularmente activo no mercado de transferências tendo em vista o regresso à UEFA Champions League, prova que venceu em 2010.

O Inter sofreu 48 golos em 2014/15, o dobro da Juventus, um número que Roberto Mancini pretende fazer descer drasticamente na próxima temporada. Para ajudar nesse objectivo o treinador dos "nerazzurri" já contratou o defesa colombiano, Jeison Murillo, oriundo do Granada CF, bem como o defesa-central do Club Atlético de Madrid, Miranda.

Murillo, de 23 anos, destacou-se na Copa América, apesar de ter falhado uma grande penalidade no desempate frente à Argentina nos quartos-de-final, tendo-se estreado a marcar frente ao Brasil, na vitória por 1-0 na fase de grupos. "O Murillo é um defesa muito bom", disse o seu compatriota e antiga referência da defesa do Inter, Iván Córdoba. "É muito forte, em especial na marcação homem-a-homem. Ele poderá dar muito ao Inter e espero que fique com os 'nerazzurri' durante muitos anos."

Miranda (à esquerda) e Diego Godín
Miranda (à esquerda) e Diego Godín©AFP/Getty Images

O brasileiro Miranda, de 30 anos formou, juntamente com Diego Godín, uma das mais fortes duplas de defesas-centrais da Europa no Atlético, tendo vencido a Liga espanhola em 2014 e atingido a final da UEFA Champions League sob o comando do antigo médio do Inter, Diego Simeone.

"Simeone disse-me que iria para um grande clube", disse Miranda. "Procurava um novo desafio e o Inter é uma grande oportunidade para mim em todos os sentidos. Estou certo que vamos fazer uma grande temporada."

O ponto alto do defeso até ao momento foi a aquisição do médio Geoffrey Kondogbia, que veio do AS Monaco FC por uma verba a rondar os 40 milhões de euros. A chegada do jogador de 22 anos despertou uma onda de entusiasmo pelos adeptos, que ficaram satisfeitos por o facto do Inter ter levado a melhor sobre o rival AC Milan na luta pela contratação do ex-RC Lens e Sevilla FC.

"Roberto Mancini ligou-me e convenceu-me a vir para o Inter," disse Kondogbia. "É uma oportunidade fantástica para mim. Vamos fazer coisas grandes aqui, estou certo." Forte no desarme e na intercepção, Kondogbia é um jogador físico com uma grande capacidade de leitura de jogo. Visto como um dos mais promissores médios da Europa, destacou-se na época transacta na caminhada do Mónaco até aos quartos-de-final da UEFA Champions League.

Geoffrey Kondogbia em acção frente à Juve
Geoffrey Kondogbia em acção frente à Juve©Getty Images

"Estou certo que posso evoluir como jogador em Itália", acrescentou Kondogbia. "Tacticamente, a Serie A é sem dúvida a melhor liga e esse é o aspecto [do meu jogo] que espero melhorar mais." Com o melhor marcador da Serie A com 22 golos, Mauro Icardi, pronto a comandar uma vez mais o ataque, e com o crescer da especulação sobre a chegada de mais aquisições importantes, estará o Inter bem apetrechado o suficiente para atacar os lugares cimeiros da Serie A de modo a regressar à principal competição de clubes da Europa?

A lenda do Inter, Giuseppe Bergomi, pensa dessa maneira. "É sempre bom acrescentar jogadores físicos como Miranda, Murillo e Kondogbia," disse à Gazzetta dello Sport. "Mancini irá ter um plantel fantástico. Já poderá discutir com a Juve pelo Scudetto."

Topo