Doze equipas com presenças anteriores na fase de grupos

Recordamos os desempenhos das 12 equipas da segunda pré-eliminatória com historial na fase de grupos, entre as quais o APOEL, agora treinado por Domingos Paciência.

O APOEL alcançou os quartos-de-final em 2012
O APOEL alcançou os quartos-de-final em 2012 ©Getty Images

Com 12 das equipas envolvidas na segunda pré-eliminatória a terem historial na fase de grupos, o UEFA.com recorda o seu desempenho na principal competição europeia de clubes.

APOEL FC
Sem vitórias na estreia, em 2009/10, realizou uma campanha notável duas épocas depois (2011/12) – alcançando a fase a eliminar após vencer um grupo que contava com FC Zenit, FC Porto e FC Shakhtar Donetsk. O campeão cipriota afastou o Olympique Lyonnais mas o Real Madrid CF foi demasiado forte nos quartos-de-final. Na época passada, no Grupo F, com FC Barcelona, Paris Saint-Germain e AFC Ajax, somou apenas um golo e um ponto.

Maccabi Tel-Aviv FC
A única participação aconteceu em 2004/05, e logo contra adversários de peso, como FC Bayern München, Juventus e Ajax. O campeão israelita venceu o homólogo holandês e empatou com a Juve.

Recordações da primeira participação do Maribor
Recordações da primeira participação do Maribor

NK Maribor
A formação eslovena regressou na época passada, após 15 anos de ausência, e esteve na luta pelo apuramento até perto do fim.

Na estreia, em 1999/2000, começou em grande estilo, com uma vitória sobre o FC Dynamo Kyiv. Depois disso, o melhor que conseguiu foi um empate diante do Bayer 04 Leverkusen, no último jogo.

FC BATE Borisov
A quarta participação do clube, na época passada, foi dura, com derrotas pesadas frente a FC Porto (6-0) e FC Shakhtar Donetsk (7-0 e 5-0). O único aspecto positivo da campanha foi a vitória caseira sobre o Athletic Club. Dois anos antes tinha sido um pouco melhor (2012/13), com triunfos sobre LOSC Lille e Bayern a abrir, mas depois não somou mais pontos.

Mika Lehkosuo em acção pelo HJK
Mika Lehkosuo em acção pelo HJK©Getty Images

HJK Helsinki
A sua única participação aconteceu em 1998/99, e apesar de ter começado a perder, frente ao PSV Eindhoven, um empate com o 1. FC Kaiserslautern e uma vitória diante do SL Benfica, seguida de um empate em Lisboa, deixaram-no no segundo lugar do Grupo F. Só que duas derrotas a fechar ditaram a descida para o último posto.

Molde FK
Mais um clube com apenas uma presença, o campeão norueguês sofreu cinco derrotas em seis jogos da primeira fase de grupos de 1999/2000, sendo que na primeira volta foi batido por todos os rivais, entre eles o Real Madrid, por 4-1. A quarta jornada trouxe um momento para recordar, com uma vitória caseira sobre o Olympiacos FC.

Markus Rosenberg festeja frente ao Olympiacos
Markus Rosenberg festeja frente ao Olympiacos©AFP/Getty Images

Malmö FF
Finalista em 1979, as coisas correram menos bem desde a criação da UEFA Champions League, em 1992/93, com o clube a participar apenas na época passada. Marcar golos revelou-se o principal problema do campeão sueco, que não o conseguiu em quatro dos seis jogos. Ainda assim, alcançou uma vitória frente ao Olympiacos.

FC Steaua Bucureşti
O campeão de 1986 tem sido presença regular desde a introdução da fase de grupos, contabilizando sete participações. No entanto, o sucesso tem sido escasso, sem apuramentos a registar. O mais perto que isso esteve de acontecer foi na estreia, em 1994/95, perdendo o segundo lugar para o HNK Hajduk Split por apenas um ponto. As suas campanhas mais recentes (2013/14, 2008/09, 2007/08) foram para esquecer, terminando no último lugar em todas elas.

Os melhores momentos do Celtic
Os melhores momentos do Celtic

Celtic FC
O gigante escocês desfrutou de várias noites memoráveis desde a sua estreia, em 2001/02, que incluíram um triunfo memorável sobre a Juventus por 4-3 no Celtic Park. Atingiu a fase a eliminar em 2006/07 graças a exibições concludentes em casa – bateu Manchester United FC e Benfica – e na temporada seguinte, com três vitórias caseiras a fazerem a diferença. Em 2012/13 chegou aos oitavos-de-final depois de uma inesquecível vitória frente ao FC Barcelona, também perante o seu público.

FK Partizan
Com duas participações, a formação sérvia não teve muito para celebrar em cada uma delas. Foi mais competitiva na primeira, em 2003/04, empatando com Olympique de Marseille, Real Madrid e Porto, em casa, mas perdendo sempre fora, terminando no último lugar. Em 2010/11, perdeu todos os jogos e marcou apenas dois golos, num grupo ganho pelo Shakhtar e que também contava com Arsenal FC e SC Braga.

O Ludogorets festeja frente ao Liverpool
O Ludogorets festeja frente ao Liverpool©Getty Images

PFC Ludogorets Razgrad
As "águias" de Razgrad estrearam-se na época passada e mostraram-se muito mais competitivas do que alguns esperavam, apesar de terem terminado no último lugar do Grupo B. A equipa búlgara lutou até ao fim nas derrotas com Liverpool FC e o campeão Real Madrid, antes de somar o primeiro triunfo na competição batendo o FC Basel 1893. Duas goleadas, sofridas na Suíça e em Espanha, colocaram um ponto final na esperança de apuramento.

GNK Dinamo Zagreb
Quatro participações da formação croata, que não teve a sorte do seu lado em 1998/99, na estreia. Vitórias frente a Ajax e Porto deixaram-na no segundo posto, atrás do Olympiacos, mas nessa temporada apuraram-se apenas oito equipas. Na edição seguinte (1999/00), empatou com Manchester United e Marselha e derrotou o SK Sturm Graz, ainda assim terminando no último lugar de um Grupo D bastante disputado. Recentemente, as dificuldades têm sido maiores: sem vitórias e sem pontos em 2011/12 e 2012/13.

Topo