Buffon fala sobre desilusão da Juve

Gianluigi Buffon disse que a Juventus perdeu quando parecia que podia ganhar, ao reflectir sobre nova derrota na final frente à "melhor equipa do Mundo".

Gianluigi Buffon, capitão da Juventus, reflecte sobre a final
Gianluigi Buffon, capitão da Juventus, reflecte sobre a final ©AFP/Getty Images

Onde a final foi perdida
Houve uma fase, um período de dez minutos, em que pensámos que tínhamos o jogo ao nosso alcance, e foi exactamente nessa altura que o perdemos. Teria sido um resultado extraordinário. Não conseguimos vencer, mas não foi por falta de esforço: demos o máximo. Na minha opinião, o Barcelona é a melhor equipa do Mundo e o resultado é justo. No entanto, provámos que somos um adversário à altura das exigências, a nível colectivo e individual.

O que o futuro reserva
Sofremos um golo cedo, mas estivemos sempre na discussão do resultado. Este desempenho dá-nos esperança e confiança. Podemos ter a certeza que vamos manter este nível na próxima época e nos próximos dois ou três anos – quem sabe? – talvez eu até seja capaz de cumprir mais alguns sonhos.

O brilhantismo do Barcelona
Em finais, mesmo quando somos mais fortes, não se costuma ter mais do que 51 por cento de percentagem de sucesso. Todos diziam que o Barcelona tinha um valor bem superior a esse. Era o claro favorito e era expectável, tendo em conta os jogadores que tem, mas demos luta e houve um momento em que podíamos ter assumido o controlo do jogo.

Falhar no fim
No futebol, tal como na vida, existem momentos de grande alegria e outros em que saímos desiludidos. Recentemente, e antes desta derrota, tínhamos festejado várias vezes. Estamos desiludidos porque não conseguimos ultrapassar o derradeiro obstáculo, algo que talvez fosse merecido.

Respostas à derrota
Estamos muito satisfeitos com a reacção dos nossos adeptos após o apito final. Significa que no desporto nem sempre vencer é o mais importante. As lágrimas de [Andrea] Pirlo após o jogo? Estamos todos muito tristes, disso não há dúvida, mas a forma de expressar a desilusão difere de pessoa para pessoa.

Topo