Luis Enrique em êxtase com vitória

Luis Enrique mostrou-se em êxtase após guiar o Barcelona a mais uma conquista "num ano difícil", enquanto Massimiliano Allegri já olha para o futuro.

2307_Barca_UCLF_AMB

Luis Enrique, treinador do Barcelona
Esta final foi espectacular, contra um adversário verdadeiramente de topo. Eles causaram-nos muitos problemas e tivemos de sofrer bastante, mas criámos várias oportunidades de golo. Foi fantástico, por tudo aquilo que as duas equipas deram ao jogo e, claro, por termos escrito mais uma página na história do Barcelona.

Começámos de forma perfeita, com um golo na primeira ocasião criada. Depois criámos outras oportunidades, mas [Gianluigi] Buffon esteve igual a si mesmo. Na segunda parte a Juventus voltou à discussão do jogo e colocou-nos sob pressão. Durante cerca de dez minutos estivemos em dificuldades, mas reagimos e, no fim, acabámos por ser um justo vencedor.

Este foi o nosso 60º jogo da temporada, na qual somámos apenas seis derrotas e quatro empates. São números que mostram que esta foi uma das melhores épocas de sempre do Barcelona. Nos últimos dez anos este tem sido o clube de maior sucesso na Europa. Estes jogadores têm fome de vitórias e voltaram a mostrá-lo.

Neymar já tinha feito uma campanha muito, muito boa na época passada, a sua estreia no Barcelona e na Europa, mas esta temporada foi ainda melhor. Cresceu imenso, quer em termos estatísticos quer a nível exibicional. Está a provar que é um dos melhores jogadores do Mundo.

Quando pensámos em contratar Luis Suárez para reforçar a nossa equipa estávamos conscientes das suas qualidades, mas claro que tínhamos as nossas dúvidas sobre como ele se iria adaptar a uma nova equipa e a uma filosofia diferente. Os seus números e as suas actuações mostram que foi uma das melhores contratações de sempre do clube.

Agora seguem-se as celebrações. Foi um ano difícil, um ano de transição mas, graças a todas as pessoas que confiaram em mim e a todos os que me apoiaram dentro e fora do clube, fomos bem-sucedidos.

Massimiliano Allegri conforta os seus jogadores
Massimiliano Allegri conforta os seus jogadores©AFP/Getty Images

Massimiliano Allegri, treinador da Juventus
No final do encontro agradeci aos meus jogadores a fantástica temporada realizada e dei-lhes também os parabéns pelo que fizeram neste jogo. Eles estiveram muito bem, mostraram personalidade, técnica e qualidade. Foi uma grande final mas, infelizmente, quando se defronta jogadores com desta categoria as coisas acabam por fugir ao nosso controlo de um momento para o outro. Foi o que aconteceu quando estávamos a controlar o jogo e perto de voltar a marcar.

Claro que lamentamos a derrota, mas saímos desta final de cabeça erguida, conscientes daquilo que somos capazes e determinados a melhorar. Estamos tristes, é óbvio, não é todos os dias que se joga uma final da Champions League, mas não tenho nada a apontar à minha equipa.

Tivemos oportunidade de impedir o Barcelona de vencer o seu terceiro troféu da temporada, mas eles têm uma equipa extraordinária e nós não a conseguimos travar. Disse a Buffon que estava com um bom pressentimento e que sentia que podíamos vencer, mas o Barcelona aproveitou mal nós cometemos um erro e permitimos um contra-ataque. Eles têm três avançados fenomenais para aproveitar essas situações e pagámos caro por isso.

É sempre uma desvantagem sofrer o primeiro golo numa final, mas os jogos só acabam no fim. Podíamos ter feito mais no primeiro tempo. Ainda assim soubemos ser pacientes quando eles controlavam o jogo e criámos duas boas situações para marcar, moas oferecemos-lhes três.

Ainda temos espaço para melhorar no que à qualidade do nosso jogo diz respeito. Há que consolidar isso de forma a que nos possamos manter com regularidade entre as oito melhores equipas europeias. Isso é fundamental!

Topo