Juventus - Real Madrid: opinião dos repórteres

Os repórteres do UEFA.com a acompanhar Juventus e Real Madrid falam das forças e fraquezas, da história e das equipas prováveis antes das meias-finais.

Cristiano Ronaldo parece fugir a Carlos Tévez e Paul Pogba em Madrid, em Outubro de 2013
Cristiano Ronaldo parece fugir a Carlos Tévez e Paul Pogba em Madrid, em Outubro de 2013 ©AFP/Getty Images

Pontos fortes
Paolo Menicucci: A Juventus sofreu apenas cinco golos até ao momento, terminando seis jogos sem sofrer golos. Não interessa se usa quatro defesas ou um esquema em 3-5-2, os "bianconeri" são sempre uma equipa difícil de bater. Os defesas-centrais são Leonardo Bonucci, Giorgio Chiellini e Andrea Barzagli, que jogam juntos há muitos anos, tanto na Juve como na selecção de Itália.

Joe Walker: Nunca é bom estar desfalcado de jogadores da qualidade de Luka Modrić, Gareth Bale e Karim Benzema. Porém, o Real Madrid CF eliminou o Club Atlético de Madrid sem estes atletas, nos quartos-de-final, e é provável que Bale esteja de regresso a tempo das meias-finais. Juntando a isso o sensacional regresso de James Rodríguez após lesão – para além do implacável Cristiano Ronaldo –, até uma defesa coesa como a da Juventus tem razões para se preocupar.

Pontos fracos
Paolo Menicucci: A equipa de Massimiliano Allegri tem estado bem apesar da ausência de Paul Pogba, mas o treinador certamente sentiu a falta da força física e imprevisibilidade do francês no meio-campo – já para não falar do seu remate de longa distância.

Golos ao cair do pano
Golos ao cair do pano

Joe Walker: O Real Madrid tem-se mostrado permeável na retaguarda em diversas ocasiões esta temporada, em especial em lances de bola parada. Esta fragilidade defensiva ficou patente na derrota por 4-3 ante o FC Schalke 04, na segunda mão dos oitavos-de-final, um resultado que deixou os "merengues" a um golo da eliminação.

Forma
Paolo Menicucci: A Juve realizou uma exibição longe de brilhante na segunda mão dos quartos-de-final no reduto do AS Monaco FC, e Allegri revelou que alguns dos seus jogadores mais importantes – em especial Carlos Tévez – tinham sido afectados por um vírus. Depois disso, os "bianconeri" perderam o derby frente ao Torino FC pela primeira vez em 20 anos, mas a verdade é que o quarto "Scudetto" consecutivo está ali ao virar da esquina.

Joe Walker: Os "merengues" alcançaram 22 vitórias consecutivas em todas as competições, em finais de 2014, mas desde então têm estado bem abaixo dos seus próprios padrões. Sofreram quatro derrotas na La Liga esta temporada, permitindo que o FC Barcelona assumisse a liderança da prova.

História na fase a eliminar
Paolo Menicucci: A Juve é semifinalista pela primeira vez desde 2003 e já excedeu as expectativas, depois de ter ficado pelo caminho na fase de grupos da época passada e ter sido vulgarizada pelo FC Bayern München nos quartos-de-final de 2013. Também alcançou a final da Taça de Itália, o que pode indiciar uma mudança de sorte nas competições a eliminar.

Joe Walker: Esta é a quinta presença consecutiva do Real Madrid nas meias-finais. Desta vez passeou-se no Grupo B com um registo perfeito, antes de afastar Schalke e Atlético.

Jogadores a seguir/que fazem a diferença
Paolo Menicucci: Afastado dos relvados durante seis semanas devido a uma lesão num gémeo, Pirlo regressou na primeira mão ante o Mónaco e teve uma influência imediata na equipa, com um passe seu a acabar numa grande penalidade que decidiu a eliminatória. No segundo jogo acertou no poste de livre directo.

Joe Walker: Ronaldo empurrou a sua equipa para o apuramento ante o Schalke, batendo ao mesmo tempo o recorde de golos nas provas de clubes da UEFA. A estrela de Portugal marcou 17 golos, um recorde, na caminhada do Real rumo à décima Taça dos Campeões e mais oito esta temporada.

Prognóstico
Paolo Menicucci: Os detentores do título são favoritos, em especial porque a Juventus não encontrou forma de parar Cristiano Ronaldo quando os dois clubes se encontraram na fase de grupos da época passada. O número 7 fez três golos na vitória do Real em casa e no empate 2-2 em Turim. A Juve, contudo, tem pouco a perder e poderá causar problemas à defesa do Real Madrid, através da velocidade de Tévez e Álvaro Morata.

A Juve bateu o Real em 2002/03
A Juve bateu o Real em 2002/03©Bongarts

Joe Walker: O Real Madrid enfrentou a "velha senhora" duas vezes na fase de grupos de 2013/14 e poderá agora conquistar o 11º título europeu – quando a equipa se encontra nesta posição, é quase impossível de parar. A força ofensiva da equipa espanhola poderá ser demasiado para a Juve.

Equipas prováveis
Juventus: Buffon; Barzagli, Bonucci, Chiellini; Lichsteiner, Marchisio, Pirlo, Vidal, Evra; Morata, Tévez.

Real Madrid: Casillas, Carvajal, Varane, Pepe, Marcelo; Kroos, Ramos, Isco; Rodríguez, Bale, Ronaldo.

Topo