Carvajal teme desforra do Atlético

Dani Carvajal está consciente de que o embate com o Atlético de Madrid oferece aos "colchoneros" a oportunidade de se desforrarem da derrota na final da última época.

Dani Carvajal prepara-se para o regresso da UEFA Champions League
Dani Carvajal prepara-se para o regresso da UEFA Champions League ©Getty Images

O triunfo do Real Madrid CF, no prolongamento, na final da edição da época passada da UEFA Champions League, em Lisboa, confere outra dimensão ao reencontro com o Club Atlético de Madrid, agora nos quartos-de-final. O lateral-direito Dani Carvajal, mostra-se consciente de que os rivais estarão ansiosos pela desforra.

UEFA.com: O Real vai encontrar o vizinho Atlético nos quartos-de-final. Como será enfrentar uma equipa que tão bem conhecem nesta fase da competição?

Dani Carvajal: Já nos defrontámos várias vezes esta época, mas numa fase a eliminar as coisas são sempre diferentes. Para além disso, a Champions League é especial e mudará um pouco a abordagem ao jogo. Será um embate especial, muito complicado, no qual ambas as equipas darão tudo para seguir em frente.

UEFA.com: A vitória sobre o Atlético na final da época passada constitui um momento histórico para o Real. Em que medida o desfecho desse encontro terá, agora, influência nesta eliminatória?

Carvajal: Do ponto de vista do Atlético, esta é a oportunidade para se desforrarem. Estiveram perto de vencer na época passada, mas acabámos por ser nós a celebrar. Será, pois, um encontro especial, tendo em conta a final da final última temporada.

UEFA.com: Considera que as duas equipas estão melhores em relação a essa final de Lisboa?

Recorde o triunfo de 2014 do Real
Recorde o triunfo de 2014 do Real

Carvajal: Ambas as equipas tiveram altos e baixos [em termos de lesões], penso, mas isso é normal no futebol. Nunca temos exactamente os mesmos jogadores a defrontarem-se. Ainda assim, penso que ambas as formações partem para este embate num bom momento: ambas têm vindo a realizar boas exibições nos últimos dois ou três jogos. Eles seguem no terceiro lugar da tabela na Liga, por isso acredito que será uma eliminatória entusiasmante, mas muito complicada.

UEFA.com: Como é jogar ao lado de Sergio Ramos?

Carvajal: O Sergio trata-nos a todos nós, jovens jogadores, de forma especial. Ele acredita em nós e dá-nos conselhos. É um indivíduo fantástico dentro e fora de campo e penso que lhe estamos todos muito gratos. Ele é um verdadeiro líder em campo e é um prazer trabalhar com ele todos os dias.

UEFA.com: O que significaria para o Real tornar-se no primeiro clube da história a defender com êxito o título na UEFA Champions League?

Carvajal: Seria mais um marco na já grande história do Real nesta competição. É um objectivo especial pelo qual lutamos, voltar a vencer a Champions League. Mas temos de ir passo a passo, olhar para já para a primeira mão dos quartos-de-final, no Vicente Calderón, e tentar levar um bom resultado para a partida da segunda mão, em nossa casa.

Topo