Recordes que Ronaldo e Messi ainda não bateram

Cristiano Ronaldo e Lionel Messi têm inúmeros recordes, mas há ainda alguns para ambos atingirem.

Lionel Messi e Cristiano Ronaldo no Mónaco
Lionel Messi e Cristiano Ronaldo no Mónaco ©Getty Images

A luta incessante de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi pelo título de melhor marcador na história do futebol europeu talvez seja a maior emoção desportiva do momento. No entanto, ambos precisam de elevar consideravelmente o seu nível se quiserem bater os seguintes recordes da Taça dos Clubes Campeões Europeus e da UEFA Champions League.

Messi tornou-se no primeiro jogador a marcar em 15 campanhas consecutivas da UEFA Champions League (fase de grupos até à final) após ter facturado contra o Slávia Praga na terceira jornada, ao passo que Ronaldo fixou mais um recorde a 12 de Março, quando se tornou, com 34 anos e 35 dias, no jogador mais velho a apontar um "hat-trick" na UEFA Champions League, na vitória da Juventus sobre o Atlético, por 3-0. Esse recorde pertencia a Claudio Pizarro quando, ao serviço do Bayern, marcou por três vezes na goleada de 6-1 sobre o LOSC Lille, a 7 de Novembro de 2012, com 34 anos e 34 dias.

O grande Alfredo Di Stéfano
O grande Alfredo Di Stéfano©UEFA.com

Golos em finais

Mais golos em finais da Taça dos Campeões: 7 – Alfredo Di Stéfano, Ferenc Puskás (ambos Real Madrid)
Golos em mais finais da Taça dos Campeões: 5 – Alfredo Di Stefano (Real Madrid, 1956, 1957, 1958, 1959, 1960)
Mais golos numa final da Taça dos Campeões: 4 – Ferenc Puskás (Real Madrid, 1960)

Messi marcou golos em somente duas finais (2009 e 2011), enquanto Ronaldo tem quatro (um em 2008 e 2014, e dois em 2017), mas está ainda a três do recorde partilhado por dois antecessores no Real Madrid. O astro português participou também em cinco finais: menos uma do que Di Stéfano e menos duas do que os recordistas Francisco Gento (Real Madrid) e Paolo Maldini (Milan).

Entretanto, o bis de Ronaldo na final de 2017 é o mais perto que qualquer um deles conseguiu para igualar os quatro tentos de Puskás em 1960.

Mais jogos nas competições de clubes da UEFA

Mais jogos na UEFA Champions League/Taça dos Campeões (incluindo qualificação): 181 – Iker Casillas
Mais jogos nas competições de clubes da UEFA (incluindo qualificação): 188 – Iker Casillas

Iker Casillas é quem tem mais jogos
Iker Casillas é quem tem mais jogos©Getty Images

Ronaldo (130) e Messi (116) estão numa classe à parte no que toca a golos marcados nas provas da UEFA, mas têm um longo caminho a percorrer para alcançar Iker Casillas no número de jogos disputados.

Messi está em 21º nos encontros realizados, com 141, enquanto Ronaldo – que é dois anos e 139 dias mais velho do que Messi – partilha o terceiro lugar, com 173. Ronaldo ainda está longe de Casillas, seu antigo colega no Real Madrid, mas só precisa de mais um jogo para igualar o registo de 174 conseguido pelo lendário Paolo Maldini no Milan.

Em relação à principal competição de clubes da Europa, Ronaldo ocupa o segundo lugar, com 169 jogos (Messi é sétimo, com 138), mas Casillas continua com uma vantagem de 12 em relação à estrela lusitana.

Sucesso com equipas diferentes

Vitórias em finais com mais equipas na UEFA Champions League: 3 – Clarence Seedorf (Ajax 1995, Real Madrid 1998, Milan 2003, 2007)
Mais golos na UEFA Champions League por equipas diferentes: 6 – Zlatan Ibrahimović (Ajax, Juventus, Inter, Barcelona, Milan, Paris Saint-Germain)

Zlatan Ibrahimović marcou na UEFA Champions League por seis clubes
Zlatan Ibrahimović marcou na UEFA Champions League por seis clubes©AFP/Getty Images

Cristiano Ronaldo é o único a ter marcado golos em finais da UEFA Champions League por dois clubes vencedores diferentes – Manchester United em 2008 e Real Madrid em 2014 e 2017. O desafortunado Velibor Vasović fez o mesmo, mas por duas equipas derrotadas, Partizan em 1966 em Ajax em 1969. A transferência de Ronaldo para a Juventus permite-lhe tentar igualar o feito único de Clarence Seedorf na competição: vencê-la por três clubes diferentes.

O recorde de Zlatan Ibrahimović parece ainda mais distante de Messi e Ronaldo, pois teriam de mudar de clube regularmente – mantendo a veia goleadora – para chegar aos seis. Todos os golos de Messi até ao momento aconteceram com a camisola do Barcelona, ao passo que Ronaldo apenas representou United, Real e Juventus na UEFA Champions League (fase de grupos até à final).

Marcador mais velho

Final da UEFA Champions League: Paolo Maldini (36 anos e 333 dias) Milan - Liverpool FC (25/05/2005)
UEFA Champions League, da fase de grupos até à final: Francesco Totti (38 anos e 59 dias)
CSKA Moscovo - Roma (25/11/2014)
Taça dos Campeões: Manfred Burgsmüller (38 anos e 293 dias)
Bremen - Dínamo Berlim (11/10/1988)

Veja o golo recordista de Totti e mais
Veja o golo recordista de Totti e mais

Se a dupla quiser bater o recorde de Maldini terá de ser paciente. A primeira hipótese de Ronaldo será na final de 2021/22, enquanto Messi só terá oportunidade na final de 2023/24 – e, mesmo assim, desde que o jogo não se realize antes de 23 de Maio, situação em que teriam de esperar mais um ano.

Para ultrapassar o recorde de marcador mais velho na UEFA Champions League, Ronaldo precisaria de marcar, da fase de grupos até à final, depois de 1 de Abril de 2023, e Messi após 22 de Agosto de 2025. Para ser o marcador mais velho na história da Taça dos Campeões, Ronaldo terá de marcar após 22 de Novembro de 2023 e Messi após 13 de Abril de 2026.

Golos mais rápidos

Golo mais rápido na UEFA Champions League: Roy Makaay (10,12 segundos)
Bayern - Real Madrid (07/03/2007)
Golo mais rápido numa final da UEFA Champions League: Paolo Maldini (53 segundos) Milan - Liverpool (25/05/2005)

Golos mais rápidos na Champions League
Golos mais rápidos na Champions League

Roy Makaay estabeleceu uma marca algo assustadora ao marcar pouco depois do pontapé-de-saída frente ao Real Madrid. O golo mais madrugador de Ronaldo na UEFA Champions League aconteceu aos quatro minutos pelo Real Madrid, frente à Juventus em Outubro de 2013, enquanto os mais velozes de Messi chegaram ao terceiro minuto; um na vitória do Barcelona sobre o Celtic, por 7-0, em Setembro de 2016, e outro contra o Slávia Praga na terceira jornada da presente temporada.

O golo madrugador de Maldini na final contra o Liverpool é outra marca que Ronaldo ou Messi nem chegaram perto; ambos os tentos de Messi na final foram na segunda parte dos encontros e o golo mais rápido dos quatro de Ronaldo aconteceu aos 20 minutos da final de 2017, em Cardiff, diante da Juventus.

"Hat-tricks"

"Hat-trick" mais rápido na UEFA Champions League: Bafétimbi Gomis (8 minutos)
Dínamo Zagreb - Lyon, 07/12/2011

Para além de se ter tornado no jogador mais velho a marcar um "hat-trick" na UEFA Champions League (com 34 anos e 35 dias), o feito de Ronaldo nos oitavos-de-final da época passada frente ao Atlético deixou-o em igualdade com Messi, como jogadores com mais "hat-tricks" na principal competição europeia de clubes (oito).

No entanto, nenhum deles conseguir bater o recorde de "hat-trick" mais rápido de sempre na prova, conseguido por Bafétimbi Gomis frente ao Dínamo. O mais rápido de Messi, logo o primeiro, demorou 22 minutos (contra o Arsenal, 06/04/10), embora só 16 minutos tenham separado o seu segundo e quarto golos nos cinco apontados ao Leverkusen a 7 de Março de 2012. O "hat-trick" de Ronaldo no espaço de 12 minutos frente ao Malmö, na sexta jornada da edição passada da UEFA Champions League, foi o mais rápido conseguido pelo internacional português.

Luiz Adriano alcançou algo novo ao marcar "hat-tricks" em dois jogos consecutivos na época passada da UEFA Champions League, frente ao BATE – cinco golos no primeiro confronto da fase de grupos e três no segundo, mas Ronaldo igualou o feito do brasileiro com três tentos ante o Bayern e o Atlético na fase a eliminar de 2016/17.

Recordes duradouros

Golos em mais épocas da UEFA Champions League: Ryan Giggs (16)

Messi marcou pela 15ª época consecutiva na UEFA Champions League, quebrando o recorde de Raúl com golos em mais campanhas seguidas na competição. Ronaldo marcou nas últimas 15 em que participou – e 15 no total – após não o ter conseguido nas duas primeiras em que participou, ambas com o United. Assim, em 2020/21 ambos podem igualar o registo de Ryan Giggs.

Total por época

Mais golos numa única temporada nas competições europeias: Radamel Falcao (18), Porto 2010/11

Falcao no final de uma campanha recordista
Falcao no final de uma campanha recordista©Getty Images

A campanha gloriosa de Radamel Falcao na UEFA Europa League 2010/11 fixou uma marca que Messi e Ronaldo ainda não foram capazes de igualar. O total do avançado colombiano inclui um golo na fase de qualificação e 17 na competição propriamente dita. O melhor ano de Messi foi em 2011/12, quando terminou a época europeia com 14 golos, enquanto Ronaldo estabeleceu um recorde na Taça dos Campeões Europeus/UEFA Champions League, com 17 tentos em 2013/14.

Consistência goleadora

Melhor média de golos por jogo na Taça dos Campeões Europeus/UEFA Champions League: 0,97 – Gerd Müller (Bayern)
Melhor média de golo por jogo nas competições de clubes da UEFA*: 0,87 – Gerd Müller (Bayern)

Em 2017/18, Ronaldo superou o recorde de Ruud van Nistelrooy de marcar em nove jogos seguidos na UEFA Champions League (estabelecido ao serviço do Manchester United em 2002/03), atingindo os 10 encontros consecutivos no triunfo por 3-1 na recepção à Juventus nos quartos-de-final. 

O recorde de Gerd Müller é imbatível?
O recorde de Gerd Müller é imbatível?©Getty Images

No entanto, no que toca a golos por jogo, Messi e Ronaldo não conseguem competir com os detentores dos recordes. Na UEFA Champions League, Ronaldo tem 0,76 por jogo – 128 golos em 169 jogos – e tem 0,75 nas competições de clubes da UEFA – 130 em 173. Messi tem marcado de forma mais consistente (0,82 na UEFA Champions League – 113 golos em 138 jogos; 0,82 no conjunto de todas as competições da UEFA – 116 em 142).

A média de Gerd Müller de 0,97 golos por jogo (34 em 35 jogos da Taça dos Campeões Europeus) continua a parecer uma marca difícil de alcançar. Para conseguir um registo semelhante, Messi teria de fazer "hat-tricks" nos 11 jogos na prova, enquanto Ronaldo precisaria de marcar por três vezes em cada um dos próximos 18 desafios.

*Por competições de clubes da UEFA entendam-se Taça dos Clubes Campeões Europeus/UEFA Champions League, Taça UEFA/UEFA Europa League, Taça Intercontinental, Taça dos Vencedores de Taças, SuperTaça Europeia da UEFA e Taça UEFA Intertoto.

Dados válidos até 30 de Outubro de 2019

Topo