Retrospectiva do Atlético - Real Madrid

Atlético e Real Madrid voltam a encontrar-se, agora nos quartos-de-final, 11 meses após terem disputado a final que deu aos "merengues" o recorde de dez títulos.

Marcelo e Gareth Bale marcaram quando o Real Madrid venceu o Atlético na final da época passada
Marcelo e Gareth Bale marcaram quando o Real Madrid venceu o Atlético na final da época passada ©Sportsfile

O Club Atlético de Madrid defronta o Real Madrid CF nos quartos-de-final da UEFA Champions League apenas 11 meses após se terem tornado nas primeiras equipas da mesma cidade a disputarem a final da Taça dos Clubes Campeões Europeus, nos 59 anos de história da competição.

• A vitória por 4-1 dos "merengues" após prolongamento em Lisboa deu-lhes o décimo título europeu, um recorde. Recuperaram de desvantagem após o cabeceamento certeiro de Diego Godín, aos 36 minutos, mas o empate, da autoria de Sergio Ramos, só aconteceu no terceiro minuto do tempo de compensação. Gareth Bale, Marcelo e Cristiano Ronaldo – na marcação de uma grande penalidade, o seu 17º golo da época, estabelecendo um novo recorde – marcaram no prolongamento e deram a Carlo Ancelotti o seu terceiro título na competição como treinador.

• Atlético ganhou os quatro jogos em casa na competição da presente temporada, enquanto o Real Madrid em todos os jogos fora.

Encontros anteriores
• As equipas no Estádio do Sport Lisboa e Benfica, a 24 de Maio de 2014, foram as seguintes:
Atlético: Courtois, Juanfran, Miranda, Godín, Filipe Luís (Alderweireld 83), Tiago, Raúl García (Sosa 66), Gabi, Koke, Diego Costa (Adrián López 9), Villa.
Madrid: Casillas, Carvajal, Varane, Ramos, Coentrão (Marcelo 59), Modrić, Khedira (Isco 59), Bale, Di María, Benzema (Morata 79), Ronaldo.

• As equipas tinham estado frente-a-frente numa eliminatória das competições europeias, no caso as meias-finais da Taça dos Campeões Europeus de 1958/59. O Real Madrid venceu a primeira mão, em casa, por 2-1, antes de o Atlético triunfar por 1-0 no segundo jogo. Isso levou a uma terceira partida, realizada em Saragoça, onde Ferenc Puskás marcou o tento decisivo que apurou o Real Madrid para a sua quarta final consecutiva.

• As equipas no La Romareda, a 13 de Maio de 1959, foram as seguintes:
Madrid: Domínguez, Miche, Santamaría, Lesmes, Ruiz, Zárraga, Mateos, Kopa, Di Stéfano, Puskás, Gento.
Atlético: Pazos, Rivilla, Callejo, Mendiondo, Chuzo, Calleja, Miguel, Agustín, Vavá, Peiró, Collar.

• As equipas já se enfrentaram seis vezes esta época. O Atlético ganhou os dois jogos no campeonato, por 2-1 fora e por 4-0 em casa – o seu triunfo mais folgado sobre o vizinho desde 1987, e também a primeira vez que completou uma "dobradinha" no campeonato frente ao Real Madrid desde 1950/51.

• O Atlético também levou a melhor na segunda eliminatória da Taça de Espanha, (2-0 em casa, 2-2 fora) e na SuperTaça de Espanha (1-1 fora, 1-0 em casa).

• As equipas no jogo da Liga realizado no Estadio Vicente Calderón, a 7 de Fevereiro, foram as seguintes:
Atlético: Moyà, Juanfran, Miranda, Godín, Siqueira, Arda Turan, Gabi, Tiago, Koke (Saúl Ñíguez 10; Raúl García 71), Mandžukić, Griezmann (Torres 77).
Madrid: Casillas, Carvajal, Varane, Nacho, Coentrão (Marcelo 59), Khedira (Jesé 46), Kroos, Isco (Illarramendi 68), Bale, Benzema (Hernández 73), Ronaldo.

• As equipas defrontaram-se 201 vezes, em jogos do campeonato e da taça, com 103 vitórias para o Real Madrid, 50 para o Atlético e 48 empates.

Retrospectiva

Atlético
• Os "colchoneros" estão nos quartos-de-final da Taça dos Campeões Europeus pela sétima vez e tentam o apuramento para as meias-finais pela quinta ocasião.

• O Atlético ganhou sete e perdeu cinco das 15 eliminatórias europeias frente a adversários espanhóis, tendo afastado o FC Barcelona, com um resultado total de 2-1 nos quartos-de-final da época passada.

• Perseguem a quinta vitória caseira consecutiva nesta edição da prova, depois de terem ganho os três jogos na fase de grupos em Madrid com dez golos marcados e nenhum sofrido. Bateu o Bayer 04 Leverkusen por 1-0 nos oitavos-de-final para igualar a eliminatória a um, vencendo depois o desempate por grandes penalidades por 3-2.

• O vencedor da Liga na temporada passada ganhou 21 dos seus últimos 23 jogos europeus no Vicente Calderón. A única derrota foi frente ao FC Rubin Kazan, por 2-0, nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League, em Fevereiro de 2013.

• A derrota em Lisboa foi a única do Atlético nos seus últimos nove jogos europeus frente a equipas espanholas (cinco vitórias e três empates) desde um desaire por 2-0 frente ao Villarreal CF, na primeira mão da final da Taça Intertoto de 2004. 

Real Madrid
• Nos quartos-de-final pela quinta época seguida – apurou-se nas quatro ocasiões anteriores, e em oito das últimas nove tentativas – o Real Madrid tenta tornar-se na primeira equipa a revalidar o título na era da UEFA Champions League.

• A série de dez vitórias consecutivas dos "merengues" chegou ao fim quando perderam por 4-3 na recepção ao FC Schalke 04, na segunda mão dos oitavos-de-final, quando Ronaldo marcou o seu 77º e 78º golos nas competições de clubes da UEFA, batendo o recorde de Raúl González, antigo avançado do Real Madrid. A formação madrilena apurou-se graças ao triunfo por 2-0 na Alemanha.

• O Real Madrid venceu oito dos seus últimos dez jogos fora na competição, onde se incluem os três jogos na fase de grupos da presente edição. A única derrota nesta série foi nos quartos-de-final da época passada, diante do Borussia Dortmund, quando uma vitória caseira por 3-0 foi seguida por uma derrota por 2-0 na Alemanha.

• Os "merengues" só não marcaram em um dos últimos 28 jogos da UEFA Champions League realizados fora, desde a derrota por 1-0 com o Olympique Lyonnais nos oitavos-de-final da temporada 2009/10, onde acabaram por ser eliminados, com um resultado total de 2-1. Sofreram apenas cinco derrotas nos últimos 28 jogos europeus fora de casa.

• Ancelotti pode tornar-se no primeiro treinador a conquistar o troféu quatro vezes. Também conduziu o Milan à glória na UEFA Champions League em 2003 e 2007, para além de ter ganho dois títulos como jogador, também ao serviço da equipa italiana, em 1989 e 1990.

Ligações entre treinadores e jogadores
• Ancelotti e Simeone cruzaram-se enquanto jogadores quando o Milan, do italiano, bateu o AC Pisa, do argentino, por 1-0, em Janeiro de 1991.

• A dupla defrontou-se 11 vezes como treinadores, sempre à frente dos respectivos clubes de Madrid, com Simeone a vencer cinco vezes e Ancelotti três, registando-se ainda três empates.

• Juanfran formou-se no Real Madrid e realizou seis jogos pela equipa principal, em 2003/04 e 2004/05.

• Isco, Asier Illarramendi, Nacho, Daniel Carvajal e Koke fizeram parte da selecção espanhola que venceu o Campeonato da Europa Sub-21 da UEFA de 2013.

• Colegas de selecção:
Marcelo e Miranda (Brasil);
Cristiano Ronaldo, Fábio Coentrão, Pepe e Tiago (Portugal);
Raphaël Varane e Antoine Griezmann (França);
Luka Modrić e Mario Mandžukić (Croácia);
Juanfran, Koke, Mario Suárez, Isco, Carvajal, Ramos e Iker Casillas (Espanha).

• Antigos colegas de equipa:
Karim Benzema e Tiago (Olympique Lyonnais, 2005–2007);
Asier Illaramendi e Antoine Griezmann (Real Sociedad de Fútbol, 2010-2013)

• Ronaldo marcou 16 golos em 20 jogos frente ao Atlético, tendo apontado um "hat-trick" numa vitória por 4-1 na Liga, a 11 de Abril de 2012. No entanto, foi expulso após ter marcado na derrota por 2-1 do Real Madrid na final da Taça de Espanha, em 2012/13.

• Ramos foi duas vezes expulso frente ao Atlético: num empate a um golo a contar para a Liga, a 1 de Outubro de 2006, e durante a vitória por 3-2 do Real Madrid no campeonato, em Novembro de 2009.

Factos do jogo

Atlético
• Cristian Ansaldi, Gabi, Jesús Gámez, Mario Suárez e Fernando Torres estão a um cartão amarelo de serem suspensos. Godín e Tiago regressam após terem cumprido castigo.

• O Atlético não perde há sete jogos no conjunto de todas as competições, tendo vencido quatro deles.*

• Desde que ocupou o lugar de Miguel Ángel Moyà na baliza da turma madrilena na segunda mão do embate com o Leverkusen, Jan Oblak não sofreu qualquer golo. Ao todo, os "rojiblancos" não sofrem golos há 492 minutos, desde que Shkodran Mustafi apontou o tento da igualdade do Valencia CF num empate 1-1, a 8 de Março.*

• Griezmann igualou o registo de 16 golos que havia apontado na época passada com a camisola da Real Sociedad de Fútbol, ao apontar o segundo do Atlético no triunfo por 2-0 sobre a sua anterior equipa, a 7 de Abril.

• O tento de Torres frente ao Getafe CF, a 21 de Março, foi o seu primeiro na Liga espanhola desde o regresso ao Atlético.

• Moyà (coxa) e Raúl García (braço) não jogam desde que se lesionaram na partida da segunda mão com o Leverkusen, a 17 de Março.*

• Saúl Ñíguez (ausente desde 25 de Fevereiro devido a um problema renal) regressou à acção a 4 de Abril, frente ao Córdoba CF, marcando mesmo um dos golos no triunfo por 2-0 do Atlético.

Real Madrid
• Coentrão, Marcelo e Toni Kroos estão a um cartão amarelo da suspensão.

• O Real Madrid perdeu três dos últimos seis encontros que disputou no conjunto de todas as provas; a última derrota teve lugar a 22 de Março, por 2-1, frente ao FC Barcelona.*

• A 5 de Abril, os "merengues" somaram a sua maior vitória na Liga espanhola desde 1967 ao golearem, em casa, o Granada CF por 9-1.

• Nessa partida com o Granada, Ronaldo marcou cinco golos num jogo pela primeira vez na sua carreira profissional e ultrapassou a marca dos 300 golos com a camisola do Real. Só Alfredo Di Stéfano e Rául González tinham anteriormente atingido as três centenas de tentos pelo clube.

• Desde a derrota por 4-3 na recepção ao Schalke, a 10 de Março, o Real Madrid viu Ramos (ausente desde 4 de Fevereiro devido a uma lesão numa coxa) e James Rodríguez (igualmente ausente desde 4 de Fevereiro devido a uma fractura no pé direito) recuperarem de lesão e regressarem à equipa.

*Sujeito a actualização no fim-de-semana

Topo