Guardiola destaca pendor ofensivo do Bayern

Josep Guardiola afirmou que a abordagem ofensiva com que o Bayern encarou o Shakhtar foi recompensada, enquanto Mircea Lucescu ficou "triste" com o resultado pesado.

Josep Guardiola, treinador do Bayern, dá algumas instruções aos seus jogadores durante o encontro com o Shakhtar
Josep Guardiola, treinador do Bayern, dá algumas instruções aos seus jogadores durante o encontro com o Shakhtar ©AFP/Getty Images

Bayern iguala a maior vitória de sempre numa fase a eliminar da UEFA Champions League - recorde que já lhe pertencia -, com goleada sobre o Shakhtar
Josep Guardiola: "Esperávamos e desejávamos seguir para os quartos-de-final"
Equipa da casa "jogou com cinco avançados" e foi recompensada com sete golos
Mircea Lucescu: "Fico triste por termos perdido desta forma"
Sorteio dos quartos-de-final em Nyon a 20 de Março, pelas 11h00 (de Portugal Continental)

Josep Guardiola, treinador do Bayern
Naturalmente, estou satisfeito. Foi um triunfo claro. As coisas ficaram um pouco mais fáceis porque jogámos 11 contra dez durante muito tempo. Os nossos adversários não conseguiram criar uma única real situação de golo. Parabéns à minha equipa. Estamos nos quartos-de-final, como esperávamos e desejávamos.

Foi a primeira vez na minha carreira que joguei de início com cinco avançados. Na primeira mão tivemos muitos problemas com a defesa deles, por isso desta feita decidi jogar com o [Franck] Ribéry e o [Arjen] Robben no meio e com [Robert] Lewandowski e [Thomas] Müller na frente. Dominámos o jogo. O Shakhtar tem uma equipa de qualidade, sobretudo no ataque e tínhamos consciência disso. Mas claro que ficou um pouco mais fácil por eles terem um jogador a menos.

Porém, o jogo acaba aos 90 minutos e não aos quatro. Jogámos muito, muito bem. Na Champions League nunca nada é fácil. Estamos muito satisfeitos com o [Holger] Badstuber. Ele está de volta após uma paragem de dois anos por lesão. Está a jogar bem, é um jogador com uma boa noção de espaço e que acompanha bem os adversários. Esperamos que se mantenha connosco por muito tempo.

Mircea Lucescu, treinador do Shakhtar
Parabéns ao Bayern. Não conseguimos respeitar o nosso plano de jogo depois daquele cartão vermelho madrugador. Fomos batidos em todos os aspectos do jogo. Eles são muito fortes também mentalmente. Quando [Darijo] Srna saiu lesionado tudo se complicou ainda mais para nós.

Jogámos só com dez jogadores. Perdemos este jogo e não há muito mais a dizer. Estou triste por o resultado ter sido tão pesado.

Topo