Antevisão: Bayern - Shakhtar

Josep Guardiola não tem dúvidas de que o Bayern vai levar a melhor numa traiçoeira segunda mão, mas o Shakhtar também acredita nas suas possibilidades.

David Alaba e Franck Ribéry durante o treino de terça-feira
David Alaba e Franck Ribéry durante o treino de terça-feira ©AFP/Getty Images

Josep Guardiola confiante de que o Bayern vai conseguir a vitória de que necessita após o 0-0 da primeira mão
Guardiola: "Se o Shakhtar jogasse na Bundesliga estaria entre os candidatos ao título"
Mircea Lucescu admite que o Shakhtar não é favorito, mas salienta que a sua equipa tem hipóteses
Philipp Lahm regressa após 16 semanas ausente; Xabi Alonso está suspenso
Shakhtar invicto há sete jogos no conjunto de todas as provas

Equipas prováveis
Bayern: Neuer; Rafinha, Boateng, Badstuber, Bernat; Schweinsteiger, Alaba; Robben, Müller, Ribéry; Lewandowski.
De fora: Martínez (ligamentos joelho), Thiago Alcántara (joelho), Alonso (suspenso)
Em dúvida: Lahm (tornozelo)


Shakhtar: Pyatov; Srna, Kucher, Rakitskiy, Shevchuk; Stepanenko; Douglas Costa, Fernando, Alex Teixeira, Taison; Luiz Adriano.
De fora: Bernard (tornozelo)
Em dúvida: Ordets (desconhecido), Kryvtsov (desconhecido)

Josep Guardiola, treinador do Bayern
Estou muito optimista. Disse desde o início que íamos vencer este jogo e esse sentimento não se alterou. O Donetsk tem muita qualidade e conta com jogadores com capacidade para jogarem na Alemanha. Acredito até que se o Shakhtar jogasse na Bundesliga estaria entre os candidatos ao título. O seu estilo de jogo, com contra-ataques rápidos e muita qualidade individual, é impressionante.

Kroos:
Kroos:

Quando estava no Barcelona joguei várias vezes contra eles e só uma vez vencemos com facilidade. Eles continuam com o mesmo treinador e muitos jogadores ainda são os mesmos. Fiquei realmente satisfeito com o que fizemos no jogo da primeira mão, pois tenho consciência do valor da equipa que tivemos pela frente. Sabia que não seria fácil e conseguimos que eles não criassem mais do que uma verdadeira situação de golo.

Agora temos de vencer, sabemos isso. Se perdermos a nossa campanha na Champions League chega ao fim e o mesmo acontece com um empate com golos. O Donetsk é uma equipa forte e também merece chegar aos quartos-de-final. Infelizmente, só um de nós poderá seguir em frente e estou confiante de que seremos nós. Não treinámos penalties.

Mircea Lucescu, treinador do Shakhtar
Penso que nenhum treinador é capaz de prever o que vai acontecer exactamente no jogo; o que posso afirmar é que os 70 mil espectadores que irão ao estádio assistirão a um bom jogo. O Bayern tem muitos jogadores de qualidade e é uma das melhores equipas da Europa. Mas nem sempre é a melhor equipa a ganhar.

Momentos Lendários: A redenção de Robben em 2013
Momentos Lendários: A redenção de Robben em 2013

O Bayern é um clube de topo. O que Guardiola tem vindo a fazer no clube é impressionante. Eles praticam um futebol muito agradável. Não sei de muitos treinadores tão bons como ele. Conhecemo-nos há muito tempo e não haverá muitas surpresas entre nós. Mas nunca se sabe; tudo pode acontecer.

A nossa situação interna é difícil. As circunstâncias são muito complicadas e os jogadores não conseguem simplesmente esquecer o que está a acontecer na Ucrânia. É duro para todos nós, mas temos de saber lidar com isso e manter-nos ao mais alto nível.

Resultados do fim-de-semana
Hannover 96 1-3 Bayern (Kiyotake 25; Alonso 28, Müller 61pen, 72)
FC Metalist Kharkiv 2-2 Shakhtar (Dovgyy 17, Priyomov 90+3; Srna 45+4pen, Luiz Adriano 72)

Guia de forma (todas as competições)
Bayern: VEVVVV
Shakhtar: VEEVVE

Facto do encontro
• Treinado por Lucescu, o Shakhtar defrontou por cinco vezes o FC Barcelona de Guardiola, sofreu quatro derrotas (uma delas por 1-0 na SuperTaça Europeia de 2009) e somou uma vitória. Conheça este e outros factos na nossa extensa retrospectiva do encontro.

Topo