Recorde a comemoração de Mourinho em Old Trafford

Passaram 11 anos sobre a comemoração inesquecível de José Mourinho em Old Trafford como treinador do Porto: quem assistiu na bancada recorda a ocasião ao UEFA.com.

Costinha rapidamente recebeu a companhia de José Mourinho nas comemorações em Old Trafford
Costinha rapidamente recebeu a companhia de José Mourinho nas comemorações em Old Trafford ©Getty Images

Segunda mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League: o FC Porto está a um minuto da eliminação no terreno do Manchester United FC. Carlos Cardoso, presente em Old Trafford nessa noite, conta a história...

O jogo parecia estar decidido e o sonho a esfumar-se, depois surgiu o golo de Costinha, a comemoração de José Mourinho e uma noite que nunca vou esquecer.

60 Momentos Lendários

Tinha uma visão perfeita do banco de suplentes do FC Porto e o meu primeiro instinto foi olhar nessa direção. Ainda hoje consigo ver Mourinho a correr pela linha lateral de Old Trafford com os braços no ar. Lembro-me que Peter Schmiechel, antigo guarda-redes do Manchester United FC e que estava sentado à minha frente a trabalhar para a rádio, virou-se para trás e olhou-me de forma reprovadora! Sentado ao meu lado estava uma figura da rádio portuguesa cujos comentários vão ficar para sempre marcados pela minha comemoração efusiva. Não é difícil identificar-me nessa gravação.

Na altura estava a trabalhar para a agência de viagens oficial do Porto e tinha a responsabilidade de acompanhar e servir os jornalistas que acompanhavam a equipa. Estava sempre com eles: no treino na véspera dos jogos, nas reuniões de segurança, nas conferências de imprensa, durante o jogo e na zona mista. Nesse ano viajámos para Inglaterra com mais ilusão do que esperança.

Por causa do cargo que desempenhava, tinha uma ligação próxima, não só com a maioria dos órgãos de comunicação social portugueses, mas também com todos os que trabalhavam no Porto, graças a um relacionamento que era muito anterior a 2004. Tive a felicidade de trabalhar com Mourinho, especialmente nesses jogos fora de casa da UEFA Champions League.

Era visível que ele tinha algo especial, que era diferente. Tinha uma capacidade extraordinária para comunicar, combinando profissionalismo com uma tranquilidade que passava a toda a sua equipa técnica. É impossível ganhar sem ter amigos e Mourinho tinha muitos no clube, protegeu os seus rapazes de tudo, daí a sua determinação em comemorar com eles em jogos como aquele! Lembro-me como se tivesse sido ontem.

Carlos Cardoso desempenhou vários cargos no Porto até 2012; actualmente está ligado à indústria do turismo.

Topo