Chelsea arranca empate em Paris

Paris Saint-Germain 1-1 Chelsea FC
Branislav Ivanović colocou os visitantes na frente no Parc des Princes, mas os anfitriões reagiram bem e chegaram ao empate por Edison Cavani.

O treinador do Chelsea, José Mourinho, reage ao empate 1-1 no terreno do Paris que deixou a sua equipa em vantagem.

Em desvantagem ao intervalo, Paris recupera e empata em casa com o Chelsea
Branislav Ivanović coloca visitantes em vantagem, de cabeça, com o seu primeiro golo europeu desde 2013
Edinson Cavani restabelece igualdade no início do segundo tempo
Paris preserva registo de oito anos sem perder em casa
Segunda mão a 11 de Março, em Stamford Bridge, onde o Chelsea bateu o Paris por 2-0 nos quartos-de-final da época passada

Paris Saint-Germain e Chelsea FC empataram a um golo na capital francesa. Branislav Ivanović inaugurou o marcador para os visitantes aos 36 minutos, os anfitriões reagiram e chegaram ao empate por Edison Cavani no início do segundo mas, apesar de criarem várias ocasiões para tal, não conseguiram chegar ao golo do triunfo.

Apesar de muito desfalcado, sobretudo no meio-campo, o Paris entrou melhor no encontro e criou perigo por duas vezes à passagem do minuto 11, em dois cabeceamentos que forçaram defesas apertadas a Thibaut Courtois. Primeiro foi Blaise Matuidi, e, logo depois, Zlatan Ibrahimović, com o guardião belga a mostrar-se à altura em ambas as ocasiões. Aos 34 minutos, uma vez mais de cabeça, a turma da casa criou novo lance de perigo, com Cavani a desviar a bola ao primeiro poste na sequência de um pontapé de canto, forçando nova excelente defesa de Courtois, numa altura em o Chelsea começava a passar mais tempo no meio-campo contrário.

E acabaram mesmo por ser os londrinos a inaugurar o marcador, dois minutos depois, na primeira situação de golo que criaram. Numa jogada de insistência após um livre, John Terry cruzou da esquerda e Gary Cahil desviou de calcanhar na direcção da cabeça de Ivanovic, que fez o 1-0. O Paris tentou responder ainda no primeiro tempo e Ibrahimović, de livre, rematou forte, mas ligeiramente por cima.

Os homens da casa entraram na segunda parte determinados a chegar rapidamente ao golo da igualdade e este surgiu aos 54 minutos. Matuidi cruzou bem da esquerda, a bola passou sobre Cahil e, novamente de cabeça, Cavani não deu, desta feita, hipóteses de defesa a Courtois.

Motivados pelo golo, os campeões franceses continuaram a pressionar e Ibrahimović, depois de se isolar com um bom trabalho individual, viu Courtois negar-lhe o golo, antes de César Azpilicueta cortar sobre a linha de golo a recarga de Ezequiel Lavezzi. Aos 75 minutos, novo cabeceamento, agora de David Luiz, voltou a causar problemas ao guarda-redes do Chelsea.

A procura pelo golo da vitória por parte do Paris continuou até ao apito final, com Cavani a rematar milímetros ao lado e Ibrahimović, já nos descontos, a cabecear para mais uma grande intervenção de Courtois, mas a igualdade a um golo subsistiu mesmo, resultado que deixa a formação inglesa em melhor posição à partida para o encontro da segunda mão.

Topo