Paris Saint-Germain - Chelsea: factos e reacções

A eliminatória entre Paris e Chelsea é uma reedição do duelo nos quartos-de-final de 2013/14 e assinala também o regresso de David Luiz a Stamford Bridge.

David Luiz, que agora joga em Paris, depois de fazer um autogolo nos quartos-de-final da época passada ao serviço do Chelsea
David Luiz, que agora joga em Paris, depois de fazer um autogolo nos quartos-de-final da época passada ao serviço do Chelsea ©Getty Images

• O Chelsea eliminou o Paris da UEFA Champions League na época passada, nos quartos-de-final, apesar de ter perdido por 3-1 no Parc des Princes. A equipa de José Mourinho triunfou por 2-0 em Stamford Bridge na segunda mão e seguiu em frente devido aos golos marcados fora.

• Os londrinos também levaram a melhor no duelo com os parisienses na fase de grupos de 2004/05. John Terry marcou um golo e Didier Drogba bisou no triunfo por 3-0 fora de casa, antes de um 0-0 em Londres.

• Esta foi a única derrota do Paris em casa frente a um clube inglês. O registo na capital francesa é de 3V 1E 1D.

• O sucesso em Paris em Setembro de 2004, no que foi o primeiro jogo europeu de Mourinho no comando do Chelsea, é única vitória fora dos ingleses frente a um adversário da Ligue 1. Nos outros jogos o Chelsea perdeu quatro partidas e empatou duas.

• David Luiz - que fez um autogolo no jogo em Paris na época passada - trocou o Chelsea pela capital francesa no Verão passado.

Lucas, médio do Paris
Vai ser um excelente jogo frente a uma grande equipa, como qualquer encontro da UEFA Champions League. Vamos trabalhar muito para ganhar estes jogos. Temos de respeitar o Chelsea. Somos muito fortes, podemos ganhar e vamos trabalhar para isso.

Em comparação com a época passada o Chelsea evoluiu mais do que nós. Vão estar muito fortes, com o Didier Drogba e o Cesc Fàbregas. Estou muito motivado, vou dar tudo para vencer.

Marquinhos, defesa do Paris
A este nível só restam grandes equipas. Vamos treinar, trabalhar muito para preparar da melhor forma estes dois jogos. O Chelsea venceu a UEFA Champions League [2012] e está na frente da Liga inglesa. Temos de dar o máximo para continuar em prova.

A eliminação no ano passado foi dolorosa. Vamos aprender com isso e evitar repetir os erros que cometemos.

David Barnard, secretário do Chelsea
O Paris é um velho conhecido. Defrontámo-lo nos quartos-de-final da época passada e fomos bem-sucedidos. Conseguiram ultrapassar um grupo muito difícil e podiam ter sido primeiros, à frente do Barcelona. Vamos mostrar todo o respeito que eles merecem. Também temos o regresso do David Luiz, para tornar tudo ainda mais interessante. Era, obviamente, um jogador muito popular no Chelsea, por isso tenho a certeza que vai ter uma boa recepção.

É irónico que o José Mourinho quisesse que saísse o PSG no sorteio, por questões de logística, pois é uma viagem curta. Todas as equipas que chegam a esta fase têm mérito. Não podemos encará-los de forma ligeira.

O David Luiz fazia parte da nossa equipa que venceu a UEFA Champions League em Munique, por isso estará sempre no coração dos nossos adeptos.

Topo