Arsenal em frente após vitória sobre o Dortmund

Arsenal FC 2-0 Borussia Dortmund
Os "gunners" marcaram cedo, aguentaram a reacção do Dortmund e ultrapassaram a fase de grupos pela 15ª vez seguida.

Yaya Sanogo comemora o seu golo com Alex Oxlade-Chamberlain
Yaya Sanogo comemora o seu golo com Alex Oxlade-Chamberlain ©Getty Images

Yaya Sanogo marca primeiro golo oficial pelo Arsenal FC aos dois minutos
Alexis Sánchez faz o seu terceiro golo nesta fase de grupos, o 13º da época, aos 57 minutos, estabelecendo o 2-0
"Gunners" somam terceira vitória e garantem apuramento
Santi Cazorla faz assistências para os dois golos
Próximos jogos: Galatasaray - Arsenal, Dortmund - Anderlecht (9 de Dezembro)

O Arsenal FC necessitava apenas de um empate para assegurar a passagem aos oitavos-de-final da UEFA Champions League, mas fez melhor que isso e venceu na recepção ao Borussia Dortmund, líder do Grupo D.

A partida não poderia ter começado melhor para os homens de Arsène Wenger e colocaram-se em vantagem . Logo aos dois minutos, através de Yaya Sanogo, antes de Alexis Sánchez, já no segundo tempo, sentenciar a partida com uma bela finalização.

A iniciativa inicial pertenceu ao Arsenal, que entrou a todo o gás, com rápidas trocas de bola e mobilidade dos seus jogadores mais ofensivos. O Dortmund parecia não conseguir acompanhar o ritmo inicial e sofreu o primeiro golo muito cedo, permitindo que Santi Cazorla fizesse a assistência para Sanogo, que sozinho frente a Roman Weidenfeller rematou por entre as pernas do guardião.

A formação germânica reagiu, assumiu a posse de bola e tentou explorar os espaços concedidos pela defesa inglesa, com velocidade e diagonais dos homens da frente, em especial Pierre-Emerick Aubameyang, Ciro Immobile e Henrikh Mkhitaryan. Mas a pontaria não era a melhor e os remates saíam quase sempre desenquadrados, ou então havia alguém a chegar atrasado ao último passe.

O Arsenal dava mostras de intranquilidade na defesa, mas era perigoso nas transições, e num lance rápido de ataque, aos 51 minutos, Alexis Sánchez obrigou Weidenfeller a defesa difícil, após remate em zona frontal. Aos 54 minutos foi a vez de Alex Oxlade-Chamberlain atirar em jeito à barra da baliza do Dortmund. Adivinhava-se o golo dos anfitriões, algo que veio mesmo a acontecer, aos 57 minutos. Cazorla encontrou Sánchez à entrada da área, descaído sobre a direita, este dominou o esférico e rematou em jeito, à meia altura, sem hipóteses de defesa para Weidenfeller.

A partida continuou competitiva, bem jogada, com lances de parada e resposta, mas o resultado não sofreria mais alterações. Na última jornada ficará a saber-se qual destas duas equipas fica em primeiro lugar no Grupo D.

Topo