Bayern vence Roma e garante apuramento

FC Bayern München 2-0 AS Roma
Golos de Franck Ribéry e Mario Götze garantiram o apuramento dos campeões alemães para os "oitavos".

Franck Ribéry festeja o primeiro golo do Bayern, de sua autoria
Franck Ribéry festeja o primeiro golo do Bayern, de sua autoria ©AFP/Getty Images

Bayern vence e apura-se para os oitavos-de-final
• Franck Ribéry abre o activo, após jogada de David Alaba
Mario Götze sentencia o encontro, a passe de Robert Lewandowski
A Roma ainda continua na discussão pelo apuramento
Próximos jogos: Manchester City - Bayern, CSKA Moskva - Roma (25 de Novembro)

O FC Bayern München apurou-se para os oitavos-de-final da UEFA Champions League ao garantir o primeiro lugar do Grupo E com o triunfo, em Munique, por 2-0, sobre a AS Roma.

A partida de Munique encerrava a curiosidade de voltar a colocar frente a frente as duas equipas que, há duas semanas, provocaram um dos mais desequilibrados resultados da prova, com o triunfo do Bayern, por 7-1, na "Cidade Eterna".

No fim-de-semana, ambos os conjuntos tiveram desafios difíceis nas respectivas Ligas nacionais, com o Bayern a impor-se na recepção ao Borussia Dortmund e a Roma a perder frente ao SSC Napoli, o que levou o técnico Rudi Garcia a proceder a várias alterações, principalmente na defesa, promovendo a troca de Morgan de Sanctis por Łukasz Skorupski e a aposta em três internacionais gregos no quarteto defensivo, com Vassilis Torosidis, Konstantinos Manolas e José Holebas - que estiveram em bom plano, face à avalanche ofensiva dos bávaros.

Um remate de Joan Bernat bloqueado por Torosidis foi o mote para um encontro inteiramente dominado pelo Bayern. Skorupski deteve, depois, um remate de Philipp Lahm, mas já nada pôde fazer aos 37 minutos para deter a emenda de Franck Ribéry, após entrada em grande velocidade de David Alaba pelo flanco esquerdo - com a bola ainda a embater no poste antes de entrar.

O jogo decaiu de velocidade nos minutos que antecederam o intervalo, com o Bayern a abrandar o ritmo, sem que, no entanto, a Roma conseguisse reagir. A segunda parte acabou por ser mais do mesmo, com total domínio dos bávaros, embora com um maior atrevimento dos romanos.

O segundo golo, da autoria de Mario Götze, a desviar, já na cara de Skorupski, um cruzamento de Robert Lewandowski do lado esquerdo, acabou com todas as dúvidas que pudessem existir quanto ao vencedor da contenda, sendo que, minutos antes, Alaba estivera perto de marcar, com o seu cabeceamento a sair ligeiramente por cima.

Quanto à Roma, somente a seis minutos do final deu um ar da sua graça, depois da entrada de Gervinho, e coube mesmo ao costa-marfinense a maior ocasião de perigo dos romanos. Entrou pelo lado esquerdo e rematou ao poste mais próximo para uma defesa com os pés de Manuel Neuer, que responderia segundos depois com uma espantosa estirada ao remate de primeira de Radja Nainggolan.

Topo