Ruscoe pronto para o último grande feito no TNS

A precisar de dar a volta ao 1-0 ante o Slovan Bratislava, o New Saints tem tudo para seguir em frente, segundo o veterano médio Scott Ruscoe.

Scott Ruscoe disputa um lance com Dietmar Hamann, por ocasião da primeira pré-eliminatória de 2005/06 frente ao Liverpool
Scott Ruscoe disputa um lance com Dietmar Hamann, por ocasião da primeira pré-eliminatória de 2005/06 frente ao Liverpool ©Getty Images

Apesar da derrota por 1-0 na primeira mão da segunda pré-eliminatória frente ao ŠK Slovan Bratislava na terça-feira, o veterano médio do The New Saints FC, Scott Ruscoe, está confiante que a sua equipa poderá saltar para a ribalta da UEFA Champions League esta temporada.

"Se calhar poderíamos contar antes do jogo com uma derrota por 1-0", disse o jogador de 36 anos ao UEFA.com. "São uma equipa forte, com tradição europeia, mas temos todas as possibilidades de ir em frente e vamos abordar o jogo com confiança. Não sabemos o quanto a viagem os vai afectar. Tivemos algumas ocasiões para marcar e, apesar do nosso guarda-redes Paul Harrison ter feito algumas grandes defesas, retirámos boas ilações da nossa exibição".

"O ponto alto da minha carreira na Europa tem de ser o jogo contra o Liverpool, em 2005", afirmou. "Eles eram os detentores da UEFA Champions League e calhámos com eles na primeira pré-eliminatória da época seguinte. Como adepto do Liverpool, foi algo de muito especial."

Apesar de o seu tempo de jogo ter sido cada vez menor nos últimos anos, Ruscoe tem ainda uma ambição nas provas europeias: marcar um golo. "É verdade, ainda não marquei na Europa", explicou. "Fiz bons jogos e maus também. Contra equipas contra o Liverpool e Manchester City [na Taça UEFA em 2003/04] raramente toquei na bola, mas corri mais que nunca. Ainda não estou acabado".

Topo