Champions League em números

O UEFA.com revela as principais estatísticas da temporada de 2013/14: recordes para Cristiano Ronaldo e Bayern, estreias para Áustria Viena e Grécia.

Roman Kienast marcou o primeiro golo do Áustria Viena na UEFA Champions League
Roman Kienast marcou o primeiro golo do Áustria Viena na UEFA Champions League ©AFP/Getty Images

10
Além do Real Madrid CF ter ganho o décimo título, o FC Bayern München tornou-se, na quinta jornada, na primeira equipa a ganhar dez jogos seguidos na UEFA Champions League depois da vitória por 3-1 na visita ao PFC CSKA Moskva, ultrapassando o anterior máximo de nove triunfos estabelecido pelo FC Barcelona entre 18 de Setembro de 2002 e 18 de Fevereiro de 2003. A derrota ante o Manchester City FC, na jornada seguinte, fez com que o Bayern não fosse o sexto clube a vencer as seis partidas da fase de grupos, após AC Milan (1992/93), Paris Saint-Germain (1994/95), FC Spartak Moskva (1995/96), Barcelona (2002/03) e Real Madrid CF (2011/12).

17
Cristiano Ronaldo começou a fase de grupos com um "hat-trick" na vitória do Real Madrid por 6-1 no reduto do Galatasaray AŞ e manteve-se consistente no capítulo da concretização depois disso; seguiram-se dois golos marcados tanto a FC København como à Juventus na segunda e terceira jornadas, a que se juntaram mais um frente a cada destes adversários nos jogos de volta e que estabeleceram novo recorde na fase de grupos. Nos oitavos-de-final, mais dois tentos em cada uma das mãos contra o FC Schalke 04, aos quais somou outro na primeira mão dos quartos-de-final ante o Borussia Dortmund. Apenas na primeira mão da meia-final contra o Bayern – no nono jogo da temporada  – Ronaldo não constou da lista dos goleadores do encontro. No entanto, na Alemanha viria a compensar essa falha ao marcar duas vezes e quebrar o recorde numa mesma época de Taça dos Campeões, antes de juntar mais outro numa grande penalidade em Lisboa.

1
Na segunda jornada disputaram-se pela primeira vez duas partidas da UEFA Champions League no mesmo estádio no espaço de 24 horas, no Estádio Petrovski, em São Petersburgo. O FC Zenit recebeu o FK Austria Wien na terça-feira, antes do PFC CSKA Moskva defrontar o FC Viktoria Plzeň no dia seguinte, num encontro que foi mudado de Moscovo devido ao estado do terreno na Arena Khimki.

69
O autogolo do defesa Iñigo Martínez, da Real Sociedad de Fútbol, aos 69 segundos do jogo contra o Manchester United FC em Old Trafford, na terceira jornada, foi o mais rápido de sempre e aconteceu 20 segundos mais cedo do que o marcado por Ricardo Gomes Vilana, do FC Unirea Urziceni, na vitória dos romenos por 4-1 em Ibrox sobre o Rangers FC, a 20 de Setembro de 2009.

128
O golo apontado por Roman Kienast no Estádio do Dragão frente ao FC Porto, na quinta jornada, foi o primeiro na fase de grupos do estreante FK Austria Wien e fez com as 128 equipas que já disputaram a UEFA Champions League tivessem marcado pelo menos uma vez.

0-0
Na quarta jornada, o 0-0 na visita à Real Sociedad foi a 20ª vez que uma partida que envolveu o Manchester United terminou sem golos, registo que igualou o recorde do Milan na competição. Com FC Shakhtar Donetsk e Bayer 04 Leverkusen a empatarem 0-0 no outro jogo do Grupo A, esta foi apenas a sétima ocasião em que uma jornada de um grupo terminou sem golos.

4
Zlatan Ibrahimović tornou-se no décimo jogador a marcar quatro golos num desafio da UEFA Champions League na vitória do Paris Saint-Germain sobre o RSC Anderlecht, por 5-0, na terceira jornada, em Bruxelas, naquele que constituiu o maior triunfo do clube francês nas provas europeias. Apenas um jogador marcou por cinco vezes num encontro: Lionel Messi na vitória do Barça por 7-1 em casa frente ao Bayer 04 Leverkusen, a 7 de Março de 2012.

Youri Tielemans tornou-se no terceiro estreante mais jovem a actuar na UEFA Champions League
Youri Tielemans tornou-se no terceiro estreante mais jovem a actuar na UEFA Champions League©Getty Images

16
Na segunda jornada, o médio Youri Tielemans, do Anderlecht, tornou-se no terceiro jogador mais jovem a participar num partida da UEFA Champions League quando, aos 16 anos e 148 dias, alinhou os 90 minutos da recepção ao Olympiacos FC. Apenas Céléstine Babayaro (16 anos e 87 dias, Anderlecht 1-1 FC Steaua Bucureşti, 23/11/94) e Alen Halilović (16 anos e 128 dias, GNK Dinamo Zagreb 0-2 Paris Saint-Germain FC, 24/10/12) estrearam-se com menos idade do que Tielemans.

3
Houve outro feito nesse Anderlecht-Olympiacos, quando o ponta-de-lança Kostas Mitroglou marcou os três golos na vitória dos visitantes por 3-0 em Bruxelas e tornou-se no primeiro jogador grego a marcar um "hat-trick" na prova.

5
Depois de levar o AC Milan à vitória em 2003 e 2007, Carlo Ancelotti tornou-se no quinto treinador a ganhar a Taça dos Campeões por dois clubes, depois de Ernst Happel (Feyenoord 1970, Hamburger SV 1983), Ottmar Hitzfeld (Dortmund 1997, Bayern 2001), José Mourinho (FC Porto 2004, FC Internazionale Milano 2010) e Jupp Heynckes (Real Madrid 1998, Bayern 2013). Ancelotti também se juntou a Bob Paisley, do Liverpool FC, como os únicos treinadores com três triunfos.

5
A final foi o quinto encontro entre duas equipas do mesmo país e a segunda consecutiva, depois de, no ano passado, em Wembley, a partida ter sido disputada entre dois conjuntos alemães. Tratou-se do segundo jogo entre dois clubes de Espanha, depois do Real Madrid-Valencia CF em 2000 e da primeira final da Taça dos Campeões entre duas equipas da mesma cidade.

41
O Real Madrid marcou 41 golos na presente edição da prova. Apesar de ter ficado abaixo do recorde de 45, fixado pelo Barcelona em 1999/2000, o registo estabeleceu novo máximo numa campanha com 13 jogos e ultrapassou os 35 do Real e do Barça em 2011/12.

50
Ronaldo é o primeiro jogador a chegar aos 50 jogos na UEFA Champions League por dois clubes; somou a 50ª presença pelo Real Madrid CF na segunda mão da meia-final no terreno do FC Bayern München e disputou 52 partidas na prova pelo Manchester United.

6
A eliminação do Bayern nas meias-finais significa que nenhum clube conseguiu defender com êxito o título da UEFA Champions League. A equipa de Munique tornou-se no sexto campeão a cair nessa fase, a mais comum em que os detentores do troféu costumam ser afastados. Houve cinco clubes a caírem nos quartos-de-final, quatro nos oitavos-de-final, quatro na final e apenas um na fase de grupos.

200
O Manchester United tornou-se no primeiro clube a fazer 200 jogos na UEFA Champions League – apesar de não ser a mais feliz das ocasiões, pois a derrota por 3-1 na casa do Bayern significou a sua eliminação. A final de Lisboa foi o jogo 200 do Real Madrid na competição, o que quer dizer que tem ganha em média um troféu a cada 20 jogos.

6
Ao ser eliminado pelo Atlético nos quartos-de-final, o FC Barcelona viu terminar a série recorde de seis presenças seguidas nas meias-finais da prova.

Raúl González brilhou pelo Real Madrid e pelo Schalke
Raúl González brilhou pelo Real Madrid e pelo Schalke©Getty Images

142
Os afastamentos de Barcelona e Manchester United nos quartos-de-final significam que o recorde de Raúl González de 142 jogos na UEFA Champions League continua a salvo pelo menos por mais uma temporada; Xavi Hernández e Ryan Giggs têm menos um encontro disputado, mas como o galês terminou a carreira, o espanhol perfila-se como sério candidato a ser o novo detentor desse máximo na próxima época.

100
Quatro jogadores fizeram o jogo 100 na UEFA Champions League nesta temporada: Ibrahimović (fase de grupos), Petr Čech (segunda mão dos oitavos-de-final) e Ronaldo e Frank Lampard (primeira mão dos quartos-de-final) – estes últimos estrearam-se na mesma noite, a 16 de Setembro de 2003 –, o que aumentou para 21 o total de jogadores a atingirem essa marca. Lampard tornou-se no 12º jogador a chegar à centena por um único clube e foi o primeiro a fazê-lo pelo Chelsea FC.

Topo