Guardiola orgulhoso, Moyes lamenta erros

Josep Guardiola mostrou-se "muito orgulhoso" do Bayern após a passagem às meias-finais, enquanto David Moyes lamentou os "pequenos erros" do Manchester United.

Josep Guardiola, treinador do Barcelona
Os quartos-de-final da Champions League são sempre um duro teste para qualquer equipa e esse foi uma vez mais o caso esta noite. O jogo foi semelhante ao da primeira mão, em Manchester. Arjen [Robben] e Franck [Ribéry] estiveram fantásticos nos segundos 45 minutos deste encontro. Procurámos jogar entre linhas, com Thomas [Müller] em constantes movimentações.

Mas nunca é fácil jogar contra uma equipa inglesa. Eles actuaram de forma sólida e com contra-ataques rápidos, não nos oferecendo muitos espaços. [Patrice] Evra inaugurou o marcador com um grande golo, mas conseguimos responder de imediato. Estou muito orgulhoso da minha equipa. Toda a gente diz que é fácil vencer o título da Bundesliga e continuar a jogar ao mais alto nível, mas não é. Os meus jogadores correram com todo o seu coração esta noite e merecem estar nas meias-finais.

David Moyes, treinador do Manchester United
Quando somos jovens aprendemos que não podemos sofrer um golo logo a seguir a marcar, mas foi o que nos aconteceu. Precisávamos de cinco ou dez minutos para respirar, mas eles foram à nossa baliza e marcaram. Tínhamos, em campo, jogadores com experiência suficiente para não permitir que tal acontecesse. Ainda assim, estou satisfeito com a nossa exibição, mas um par de pequenos erros acabou por nos custar a eliminatória.

O Bayern é realmente uma grande equipa e voltou a mostrá-lo. Penso que fizemos o que tínhamos a fazer e dificultámos-lhes a vida. Tacticamente procurámos encurralá-los e conseguimos fazê-lo durante largos períodos do jogo. Mas quando se perde um golo logo depois de eles marcarem tudo fica mais difícil.

Na próxima temporada não teremos Champions League, mas não estamos longe deste nível. Espero que seja apenas um ano de ausência. Vamos reconstruir a equipa e concentrar-nos em trazê-la de volta a esta competição. Não é vergonha ser eliminado pelo Bayern. Eles são uma grande equipa, jogaram muito bem e mostraram qualidades que nós não possuímos.

Topo