Bayern reage e afasta United

FC Bayern München 3-1 Manchester United FC (total: 4-2) O United esteve na frente, mas a resposta do Bayern foi rápida, selando a passagem às meias-finais.

O FC Bayern München apurou-se para as meias-finais da UEFA Champions League, ao derrotar, em Munique, o Manchester United FC, por 3-1, depois de ter estado em desvantagem no marcador - após os dois conjuntos terem empatado em Old Trafford a um golo, no encontro da primeira mão.

Os tentos surgiram somente na segunda parte, depois de um primeiro tempo no qual nenhum dos guarda-redes fez qualquer defesa. Patrice Evra abriu o activo para os "red devils" com um remate espectacular, mas Mario Mandžukić demorou somente dois minutos para empatar e, pouco depois, Thomas Müller emendou um cruzamento de Arjen Robben para sentenciar a eliminatória, confirmada, depois, por um tento do próprio holandês.

A estratégia de defesa com as linhas muito juntas e lançamentos para rápidos contra-ataques de Danny Welbeck e Wayne Rooney foi a táctica adoptada pelo United para contrariar a melhor circulação de bola do Bayern e tentar surpreender os alemães no contra-ataque.

O Bayern foi obrigado a lateralizar muito o jogo e teve que optar por remates de longa distância sempre sem a direcção pretendida. No lance mais perigoso da primeira parte, Antonio Valencia colocou, a passe de Rooney, a bola no fundo das redes, mas o lance foi invalidado por fora-de-jogo do equatoriano.

A segunda parte foi diferente da primeira como da noite para o dia e, aos 54 minutos veio a primeira defesa de um guarda-redes, no caso concreto de Neuer, a um remate de longa distância de Shinji Kagawa. No entanto, nada pôde fazer no lance seguinte para impedir o espantoso remate de primeira de Evra de entrar junto ao ângulo, depois de ter embatido na trave.

No entanto, a alegria do United e a vantagem na eliminatória não duraria dois minutos, uma vez que Mandžukić surgiu no sítio certo para desviar de cabeça um cruzamento de Franck Ribéry.

A partir do tento do internacional croata o jogo pertenceu por exclusivo ao Bayern e Mario Götze teve um seu cabeceamento bem defendido por David De Gea. No entanto, o espanhol já não conseguiu, aos 67 minutos, esboçar reacção para impedir uma emenda de Müller na pequena-área, depois de ter-se antecipado a Nemanja Vidić.

O United acusou sobremaneira o tento de Müller e já não teve capacidade de reacção até final. Até lá, sofreria ainda o terceiro golo, da autoria de Arjen Robben, que efectuou a sua habitual movimentação da direita para o centro e concluiu o lance com um remate de pé esquerdo, com a bola a tabelar em Vidić e a entrar junto ao canto.

Tratou-se de uma despedida amarga do Manchester United, que esteve em vantagem em ambos os encontros e na eliminatória, da luta por um troféu na presente temporada, ao passo que o Bayern continua apostado em conquistar tudo, como na época passada.

Topo