Ibrahimović sem receio do Chelsea

"Quanto mais duros os desafios, melhores nos tornamos", disse Zlatan Ibrahimović num momento em que a força do Paris Saint-Germain vai ser testada pelo Chelsea.

Zlatan Ibrahimović, do Paris, sente que o Chelsea é favorito nos quartos-de-final
Zlatan Ibrahimović, do Paris, sente que o Chelsea é favorito nos quartos-de-final ©AFP/Getty Images

"Quanto mais duros os desafios que jogamos, melhores nos tornamos", declarou Zlatan Ibrahimović, em antecipação aos quartos-de-final entre Paris Saint-Germain e Chelsea FC. "Estou aqui para ajudar Paris a ter a equipa de futebol que merece."

Figura de proa da revolução futebolística que está a ter lugar no Parc des Princes, o jogador de 32 anos, dono de uma qualidade só ao alcance das estrelas e de um incrível faro de golo, colocou a equipa orientada por Laurent Blanc bem lançada para o segundo título consecutivo na Ligue 1 – e ajudou também à presença entre os últimos oito candidatos à conquista da UEFA Champions. No entanto, mesmo estando entre os maiores nomes do futebol europeu, o internacional sueco reconhece que a sua equipa é pouco mais que estreante quando comparada com o Chelsea de José Mourinho.

"O Chelsea é super-favorito", disse o avançado aos jornalistas, na antevisão à visita do Chelsea, esta quarta-feira, na primeira mão. "Não temos nada a perder – o Chelsea é uma grande equipa. Temos um projecto que está a ser levado a cabo há dois anos, estamos a ter uma boa época e tudo o que conseguirmos alcançar agora é bónus. O Chelsea tem implementado o seu projecto nos últimos dez anos, e já ganhou a [UEFA] Champions League e a [UEFA] Europa League."

Jogador de Mourinho no FC Internazionale Milano, Ibrahimović disse ter uma "boa relação" com o treinador e mostrou-se entusiasmado com a possibilidade de medir forças contra os pupilos do técnico português. "Este jogo contra o Chelsea é um bom teste para nós, mas isto não quer dizer que os outros jogos tenham sido fáceis", disse. "Esta é a forma de melhorarmos: Quanto mais duros os desafios que jogamos, melhores nos tornamos."

Contudo, mesmo atendendo à relativa inexperiência do seu clube em termos europeus, Ibrahimović concorda que pode não voltar a ter tão boa oportunidade como esta de chegar à final. "A minha melhor possibilidade de conquistar esta competição é enquanto jogador do Paris, porque este será o meu último grande contrato na Europa", sublinhou, acrescentando depois: "Esta foi a minha melhor época até agora. Estou a gostar do meu futebol. Estou aqui para ajudar Paris a ter a equipa de futebol que merece."

Com dez golos contabilizados desde a fase de grupos – mais 25 na Ligue 1 –, Ibrahimović só foi ultrapassado na presente temporada pelos 13 tentos de Cristiano Ronaldo no Real Madrid CF. Por responder ficou a pergunta sobre se imaginava ver-se como campeão da Europa, tendo recusado gentilmente a ideia de ser uma enorme falha no currículo o facto de nunca ter jogado por um clube inglês. "Não penso que alguma vez fosse para um clube inglês, especialmente porque creio que o Paris não me deixaria", gracejou. "Estou satisfeito com as escolhas que fiz na minha carreira. Tenho grande respeito pela Premier League, mas não lamento chegar ao fim da carreira sem a ter disputado."

Conquistar uma grande vitória sobre um dos mais prestigiados clubes ingleses poderia silenciar este tipo de conversas. "Jogos como este marcam fortemente uma posição relativamente a como estamos, por comparação com outras equipas de topo", explicou Ibrahimović.

Topo