Trio bem colocado

FC WIT Georgia, KF Tirana e FC Sheriff alcançaram resultados que abrem as portas da segunda pré-eliminatória da Liga dos Campeões.

FC WIT Georgia, KF Tirana e FC Sheriff podem encarar com enorme confiança a passagem à segunda pré-eliminatória de qualificação da UEFA Chmapions League, depois dos excelentes desempenhos nos encontros disputados na noite de quarta-feira. Por outro lado, KR Reykjavík e Shelbourne FC ainda sonham com a fase seguinte.  

Estreia brilhante
O WIT entrou de forma brilhante na sua primeira campanha na Liga dos Campeões, goleando, com cinco tentos sem resposta, o HB Tórshavn, das Ilhas Faroé. A não ser que haja uma extraordinária reviravolta no jogo da segunda mão, a disputar na próxima quarta-feira, o WIT enfrentará na próxima eliminatória os polacos do Wisla Kraków.

Gochashvili abre o marcador
O campeão da Geórgia, que disputou o encontro no Estádio Boris Paichadze, em Tbilisi, resolveu a partida na primeira parte, com Vladimer Gochashvili a abrir o caminho da goleada, marcando o primeiro golo aos 12 minutos. Otar Martsvaladze e David Dighmelashvili imitaram o companheiro antes do intervalo e a história repetiu-se na etapa complementar. Alexander Intskirveli elevou aos 48 minutos, antes de Irakli Ebanoidze apontar o quinto tento, dez minutos volvidos, para gáudio dos 5.000 adeptos presentes nas bancadas.

Espera que valeu a pena
Em outras paragens, os golos de Devis Mukaj e Indrit Fortuzi, apontados perto do final da partida, deixaram o FC Gomel, campeão da Bielorrússia, com uma tarefa complicada para o encontro da próxima semana, a disputar em solo albanês. O Tirana justificou a vitória por 2-0, conquistada em território adversário perante 10.500 adeptos anfitriões, e está no caminho certo para defrontar o Ferencvárosi TC, na segunda pré-eliminatória de qualificação.

Rosenborg no caminho
Finalmente, o Sheriff, da Moldávia, parece ter assumido em definitivo o controlo da eliminatória com AS Jeunesse Esch, campeão do Luxemburgo. Dois golos, um em cada parte - Yuri Priganuc (32 minutos) e Sergiy Kuznetsov (aos 68) -, chegaram para festejar o triunfo na partida de Tiraspol e devem ser suficientes para os moldávos encararem sem contratempos a deslocação ao estádio De la Frontière, dentro de uma semana. O vencedor do duelo, defrontará uma formação que é presença assídua na fase de qualificação da Liga dos Campeões, o Rosenborg BK, da Noruega.

Vantagem na primeira parte
O Reykjavík, por seu lado, empatou em casa a duas bolas ante o Shelbourne. A equipa oriunda da República da Irlanda dominou as operações no primeiro tempo, contudo, foi a formação da casa que se adiantou no marcador, por intermédio de Arnar Jon Sigurgeirsson, aos 47 minutos. Sete minutos volvidos, foi a vez de Sigurvin Olafsson fazer o 2-0.

Emoção até ao fim
Ainda assim, Alan Moore reduziu para os forasteiros, aos 84 minutos e, mesmo em cima do apito final do árbitro (aos 87 minutos), Kristjan Orn Sigurdsson fez um auto-golo, que pode ser decisivo para os irlandeses no jogo da segunda mão. Os vencedores desta eliminatória vão encontrar os croatas do HNK Hajduk Split na próxima ronda.

Topo