Zenit aliviado, Áustria "orgulhoso" na despedida

"Agora não estamos felizes, mas mais tarde podemos sorrir", disse Axel Witsel após o Zenit ter garantido o apuramento para os oitavos-de-final apesar da derrota com o Áustria.

Philipp Hosiner (à direita) marcou dois golos
Philipp Hosiner (à direita) marcou dois golos ©AFP/Getty Images

O FK Austria Wien somou a primeira vitória na sua campanha de estreia na prova, algo que deixou Philipp Hosiner e Markus Suttner raidantes. Do lado do FC Zenit, Axel Witsel e Tomáš Hubočan estavam gratos por o FC Porto ter perdido, no entanto o médio belga fez questão de frisar: "Agora não estamos felizes, mas mais tarde podemos sorrir".

Philipp Hosiner, avançado do Áustria
Foi um jogo incrível – fizemos um bom trabalho. Apesar de o Zenit ter inaugurado o marcador, isso não nos impediu de continuar a praticar o futebol que sabemos. Na segunda parte, talvez por saber que o Porto estava a perder, o Zenit relaxou um pouco e nós aproveitámos para fazer uma segunda parte de grande nível. Estamos muito orgulhosos por termos ganho o último jogo, ainda por cima em casa, e eu estou feliz por ter contribuído para isso.

Aprendemos bastante esta temporada – nesta fase de grupos tanto quanto em participações anteriores na fase de qualificação. Espero que, com a experiência acumulada nestes seis jogos, possamos melhorar as nossas prestações no campeonato, que não têm estado ao nível que desejávamos.

Markus Suttner, defesa do Áustria
Mostrámos paixão e força de vontade para dar a volta a esta partida e fomos capazes de dar uma alegria aos adeptos. Sabíamos que éramos uma boa equipa, e hoje tivemos a confirmação disso. Somámos cinco pontos frente a equipas de topo, por isso estamos muito orgulhosos. Há muito tempo que sonhávamos com uma vitória e hoje finalmente conseguimos.

Axel Witsel, médio do Zenit
Queríamos depender apenas de nós, para em caso de vitória estarmos tranquilos em relação ao apuramento. No entanto perdemos, e apesar de agora estarmos tristes, mais tarde podemos sorrir. Mesmo sabendo o que se passava no outro jogo, isso não explica a nossa má exibição.

Na próxima fase gostava de defrontar uma equipa inglesa, talvez o Manchester United, já que gosto desse tipo de adversários. Não sei até onde podemos ir na prova. Veremos quem nos calha e depois temos de pensar jogo-a-jogo.

Tomáš Hubočan, defesa do Zenit
Foi uma pensa sofrer um golo à beira do intervalo, mas depois não reagimos como esperado e sofremos mais dois. Depois disso, foi difícil reentrar na discussão do resultado. Tentámos praticar futebol criativo, circular a bola e não cometer erros, mas hoje estivemos em dia não.

Topo