O "site" oficial do futebol europeu

Porto reencontra-se com o passado em Viena

Publicado: Domingo, 1 de Setembro de 2013, 9.45CET
O Porto inicia mais uma campanha na fase de grupos no Ernst-Happel-Stadion, casa do estreante Áustria Viena e local onde conquistou o seu primeiro título europeu de clubes.
Porto reencontra-se com o passado em Viena
Casagrande e Rabah Madjer festejam a vitória do Porto na Taça dos Campeões de 1986/87, em Viena ©Getty Images
 
 
Publicado: Domingo, 1 de Setembro de 2013, 9.45CET

Porto reencontra-se com o passado em Viena

O Porto inicia mais uma campanha na fase de grupos no Ernst-Happel-Stadion, casa do estreante Áustria Viena e local onde conquistou o seu primeiro título europeu de clubes.

O FC Porto inicia mais uma campanha na fase de grupos da UEFA Champions League com o regresso ao local onde alcançou um dos maiores triunfos da sua história.

• A visita do Porto ao terreno do estreante FK Austria Wien no arranque do Grupo G levará os "dragões" de volta ao Ernst-Happel-Stadion, na altura designado de Praterstadion, onde venceram pela primeira vez a Taça dos Clubes Campeões Europeus ao baterem o FC Bayern München, por 2-1.

• Para o Áustria, semifinalista da Taça dos Campeões em 1979, este será o primeiro jogo numa fase de grupos da UEFA Champions League. O Porto, bem pelo contrário, embarca na 18ª campanha nesta fase da prova, embora para o novo treinador Paulo Fonseca a competição constitua novidade.

Encontros anteriores
• Então sob as ordens de José Mourinho, o Porto bateu o Áustria, treinado por Christoph Daum, na segunda eliminatória da Taça UEFA 2002/03 rumo à conquista do troféu. Derlei apontou o único golo do encontro da primeira mão, em Viena, à passagem do minuto 70 e voltou a marcar no segundo jogo ao fazer o 2-0 a quatro minutos do fim, depois de Hélder Postiga ter inaugurado o marcador na primeira parte.

• As equipas no jogo disputado a 31 de Outubro de 2002 no Ernst-Happel-Stadion alinharam da seguinte forma:
Áustria Viena: Mandl, Dospel, Hiden (Helstad 75), Ratajczyk, Scharner, Flögel, Hašek, Janočko, Panis (Akoto 40), Wagner, Gilewicz (Rushfeldt 84).
Porto: Baía, Paulo Ferreira, Jorge Costa, Pedro Emanuel, Valente, Costinha, Maniche, Deco (Ricardo Carvalho 81), Clayton (Tiago 71), Derlei, Postiga (Jankauskas 79).

Retrospectiva
• Para chegar a esta fase de grupos, o Áustria, treinado por Nenad Bjelica, começou por deixar pelo caminho o FH Hafnarfjördur, da Islândia, com triunfo total de 1-0 na terceira pré-eliminatória, antes de levar a melhor num duro embate com o GNK Dinamo Zagreb, no "play-off". Após vitória por 2-0 na primeira mão, na Croácia, a turma austríaca viu-se a perder por 3-1 em casa até ao minuto 82, quando Roman Kienast marcou o golo que assegurou o apuramento, com um total de 4-3 no conjunto das duas mãos.

• O Áustria nunca derrotou qualquer equipa de Portugal. Para além das duas derrotas frente ao Porto em 2002, perdeu também duas eliminatórias a duas mãos com o SL Benfica – na primeira eliminatória da Taça dos Campeões de 1961/62 e na terceira pré-eliminatória da UEFA Champions League 2006/07 – e não conseguiu igualmente levar a melhor sobre o CD Nacional na fase de grupos da UEFA Europa League 2009/10, tendo empatado 1-1 em casa e perdido 5-1 no Funchal.

• Tomáš Jun e Manuel Ortlechner alinharam nos dois encontros frente ao Nacional, enquanto Markus Suttner actuou apenas no jogo disputado na Madeira. O registo caseiro do Áustria frente a adversários portugueses é de três empates (todos 1-1) e uma derrota.

• O Porto venceu apenas um dos encontros disputados fora na edição da época passada da UEFA Champions League – ao triunfar por 3-2 no terreno do mesmo Dínamo, equipa que o Áustria bateu há um mês no "play-off". Para além dessa vitória, os "dragões" empataram 0-0 em casa do FC Dynamo Kyiv e foram derrotados nos terrenos de Paris Saint-Germain FC (1-2) e Málaga CF (0-2), tendo este último desaire ditado a eliminação nos oitavos-de-final.

• Na única deslocação a Viena anterior, o Porto triunfou por 3-1 em casa SK Rapid Wien numa noite de muita neve em Dezembro de 2010. Um "hat-trick" de Radamel Falcao (42, 86, 88) valeu a vitória por 3-1 à equipa então orientada por André Villas-Boas, pela qual alinharam Helton, Jorge Fucile, Nicolás Otamendi, Fernando e Silvestre Varela.

• O Porto, mais tarde vencedor da UEFA Europa League 2010/11, tinha iniciado a campanha na prova com uma vitória em casa, por 3-0, sobre o Rapid. Rolando (26), Falcao (65) e Rúben Micael (77) assinaram os golos.

Ligações entre as equipas
• Marat Izmailov fez parte da equipa do FC Lokomotiv Moskva derrotada por 1-0 em casa pelo Rapid Wien na terceira pré-eliminatória da UEFA Champions League 2005/06, em que Kienast foi suplente não utilizado nos austríacos.

• Kienaast integrou a selecção da Áustria derrotada por 6-3 por Portugal nas meias-finais do Campeonato da Europa de Sub-19 de 2003.

• Steven Defour jogou na Áustria pelo R. Standard de Liège quando a formação da Bélgica empatou sem golos no reduto do FC Salzburg, resultado que lhe valeu o apuramento para os oitavos-de-final da UEFA Europa League 2009/10 com um total de 3-2 no conjunto das duas mãos.

• Defour ajudou a Bélgica a vencer a Áustria por 2-0 em Viena num jogo de qualificação para o UEFA EURO 2012, disputado em Março de 2011; Ortlechner foi suplente não utilizado na selecção da casa.

Última actualização: 13-09-13 19.39CET

Informação relacionada

Perfis das equipas
Jogo relacionado

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/season=2014/matches/round=2000479/match=2011763/prematch/background/index.html#porto+reencontra+passado+viena