Guardiola pronto para o desafio no Bayern

Na primeira conferência de imprensa como treinador do Bayern, Josep Guardiola afirmou-se "pronto para o novo desafio", mas admitiu sentir-se "um pouco nervoso".

Josep Guardiola (ao centro) é oficialmente apresentado em conferência de imprensa como o novo treinador principal do Bayern
Josep Guardiola (ao centro) é oficialmente apresentado em conferência de imprensa como o novo treinador principal do Bayern ©Getty Images

Perante uma sala de imprensa completamente lotada, Josep Guardiola foi, esta segunda-feira, apresentado oficialmente como sucessor de Jupp Heynckes, que na última época guiou o FC Bayern München à conquista de três troféus.

O técnico espanhol, de 42 anos, regressa assim ao comando de uma equipa, depois de passar um ano sabático em Manhattan, após quatro anos repletos de troféus ao leme do FC Barcelona. A confirmação de Guardiola como sucessor de Heynckes havia já sido avançada a 16 de Janeiro, antes de o treinador alemão levar a formação bávara à conquista da Bundesliga, da Taça da Alemanha e da UEFA Champions League, feito sem precedentes no clube.

"É uma honra para mim estar aqui", explicou o antigo médio internacional espanhol, que assinou um contrato válido até ao Verão de 2016. "Estou muito feliz por o Bayern ter pensado em mim para orientar esta equipa. Deixei-me convencer não só pelos jogadores que terei à minha disposição, como pela enorme história deste clube."

O director do Bayern, Karl-Heinz Rummenigge, acrescentou: "É um enorme estímulo ter no Bayern o mais bem-sucedido treinador do Mundo. É fantástico não só para o nosso clube, mas também para o futebol alemão no geral." Sobre a sua decisão de aceitar a proposta do gigante bávaro, Guardiola garantiu: "Estou pronto para o desafio. Tudo correu de forma extraordinária em Barcelona, mas agora necessitava de um novo desafio e o Bayern oferece-me esse desafio."

Dado o êxito sem precedentes obtido pelo Bayern na última época, a questão que tem inundado a imprensa germânica tem sido o que poderá Guardiola melhorar. "Levar uma equipa ao topo é uma coisa, mantê-la lá é outra, bem mais complicada", salientou o presidente do clube, Uli Hoeness. "Estou certo de que Guardiola será capaz de o fazer. Se não for ele a consegui-lo, quem seria?"

Guardiola, que reconheceu que embora ainda não tenha falado com Heynckes tem intenções de o fazer, reconheceu que o alemão de 68 anos deixou a fasquia muito alta na última temporada. "Tenho de aceitar as comparações com o meu antecessor e saber viver com isso. Estou um pouco nervoso. Preciso de tempo para encarar as coisas passo a passo. Ainda necessito de mais algum tempo para conhecer melhor a Bundesliga, embora a tenha seguido com atenção ao longo do último ano a partir de Nova Iorque."

Numa indicação do fervor causado pela chegada do novo treinador ao Bayern, foram já vendidos 25 mil bilhetes para o treino de quarta-feira do clube, o primeiro sob as ordens de Guardiola. Sinal evidente de que a "Pepmania" tomou conta de Munique.

Topo