Robben: "É o ponto alto na carreira de um jogador"

"É difícil descrever tudo o que sinto neste momento", disse Arjen Robben ao UEFA.com, após o seu golo ter valido ao Bayern a vitória sobre o Borússia de Dortmund na final.

Após marcar o golo decisivo na final do Wembley Stadium, Arjen Robben disse que experimentou uma "sensação única", ao passo que Javi Martínez e Franck Ribéry também partilharam com o UEFA.com a sua alegria após a vitória na UEFA Champions League.

Eleito Melhor em Campo, Arjen Robben teve dificuldades para articular o discurso após o seu golo tardio ter dado ao FC Bayern München a sua quinta Taça dos Clubes Campeões Europeus, no sábado. O golo da vitória de Robben serviu como uma redenção agradável para o internacional holandês, que falhou um penalty no prolongamento da final da época passada, antes de o Chelsea FC prevalecer nos penalties. Entretanto, Franck Ribéry ficou aliviado por finalmente colocar as mãos no troféu, e Javi Martínez reflectiu sobre uma época de estreia extraordinária em Munique.

Arjen Robben, avançado do Bayern
Inacreditável … estou muito feliz. Penso que é difícil descrever tudo aquilo que se sente num momento como este, mas estou muito orgulhoso, orgulhoso por fazer parte desta equipa. E sim, finalmente vencer esta Champions League é um sonho tornado realidade. Não se consegue descrever – tantas emoções que passam pela cabeça, especialmente porque sabemos o que é perder. Penso que se pode desfrutar ainda mais quando se ganha o título.

Esta é a temporada perfeita, e podemos colocar a cereja no topo do bolo no próximo fim-de-semana. Se ganharmos a final da taça, então completamos a "tripla", e esse é o nosso objectivo. Mas creio que este troféu foi o mais importante, e agora podemos festejar.

É um desporto colectivo e fazemos tudo enquanto equipa, mas para um jogador trata-se do ponto alto, o maior feito que se pode alcançar. O árbitro apita e sabemos que somos vencedores da Champions League – para muitos de nós no Bayern, era a única coisa que faltava nas nossas vidas. Após a desilusão da época passada, e a de 2010 também, para além do Mundial, no meu caso – foram três finais perdidas, e ninguém quer o rótulo de perdedor. Finalmente hoje conseguimos e assim podemos esquecer um pouco o passado. Ficou a sensação de "alívio" por finalmente termos conseguido.

Sinto sempre responsabilidade quando jogo futebol, mas é um desporto de equipa. Atingimos a final porque somos uma verdadeira equipa, lutamos uns pelos outros, corremos uns pelos outros. Defensivamente, esta época fomos muito fortes, e temos jogadores que podem fazer a diferença. Esta noite marquei o golo decisivo, mas apenas graças a toda a equipa. Estou orgulhoso por fazer parte dela.

Franck Ribéry com o troféu
Franck Ribéry com o troféu©Getty Images

Javi Martínez, médio do Bayern
Não podia pedir mais na minha primeira época [no Bayern]. É incrível, e regressamos a casa com a medalha de campeão. Mas agora temos de nos concentrar na final da taça. Podemos pensar nisso, mas é muito difícil. Esta competição faz parte nos nossos sonhos mais loucos, é simplesmente incrível. Depois de disputarmos a próxima final, então finalmente podemos relaxar. Vamos prosseguir com os treinos na próxima semana, e depois teremos mais uma final, por isso temos de nos preparar para ela.

Agora somos a melhor equipa europeia e esperamos manter este estatuto nos próximos anos.

Topo