Bicampeão Heynckes num clube exclusivo

Jupp Heynckes juntou-se a um dos seus predecessores no Bayern, Ottmar Hitzfeld, e ainda Ernst Happel e José Mourinho, como os treinadores que ganharam a Taça dos Campeões Europeus ao serviço de clubes diferentes.

Jupp Heynckes levou o Bayern à vitória em Wembley
Jupp Heynckes levou o Bayern à vitória em Wembley ©AFP/Getty Images

Após ter guiado o FC Bayern München à conquista do seu quinto título europeu, Jupp Heynckes tornou-se apenas no quarto homem a erguer o troféu ao serviço de clubes diferentes.

Heynckes arquitectou o triunfo do Bayern sobre o Borussia Dortmund em Wembley e, apesar de ser o primeiro título da UEFA Champions League para o seu clube desde 2001, o técnico de 68 anos teve de esperar ainda mais tempo pelo seu próprio segundo sucesso na competição. A última vez que tinha tocado no troféu tinha sido em 1998, quando o Real Madrid CF bateu a Juventus.

Esse intervalo de 15 anos também significa que Heynckes foi quem atravessou o jejum mais longo entre os treinadores que ganharam a Taça dos Clubes Campeões Europeus; a marca anterior pertencia a outro homem que a ganhou ao serviço de duas equipas, com Ernst Happel a dirigir o triunfo do Feyenoord, em 1970, e o do Hamburger SV, 13 anos depois. Os nove anos de diferença entre as vitórias de Alex Ferguson e do Manchester United FC, em 1999 e 2008, representam agora o terceiro intervalo mais longo.

Heynckes e Happel são acompanhados na curta lista de treinadores vitoriosos em dois clubes por José Mourinho (FC Porto em 2004 e FC Internazionale Milano em 2010) e Ottmar Hitzfeld. Este último teve a seu cargo o sucesso do Dortmund, em 1997, e do Bayern, quatro anos depois. Com 68 anos e 17 dias, Heynckes é agora também o segundo técnico mais velho a ganhar o troféu; Raymond Goethals tinha 71 anos e 232 dias quando o Olympique de Marseille derrotou o AC Milan, em 1993.

Topo