Mourinho apela à determinação do Real Madrid

José Mourinho quer que o Real Madrid mostre a sua fibra frente ao Borússia Dortmund e que lute até ao "último suspiro" num jogo que considera um dos mais importantes do clube nos últimos dez anos.

José Mourinho lançou um desafio aos jogadores do Real Madrid
José Mourinho lançou um desafio aos jogadores do Real Madrid ©AFP/Getty Images

O Real Madrid CF só pode fazer melhor do que no encontro da primeira mão ante o Borussia Dortmund, com José Mourinho a exigir que os seus jogadores estejam à altura de um desafio que considera "o jogo mais importante do clube nos últimos 10 anos".

O treinador português explicou que os seus jogadores têm a obrigação de lutar até ao "último suspiro" para tentar anular a desvantagem em relação aos alemães que, depois de terem vencido por 4-1 em casa, estão perto de disputar a primeira final da UEFA Champions League desde que conquistaram o troféu em 1997. Apesar de dispor de uma boa vantagem, o treinador do Dortmund, Jürgen Klopp, não se atreve a sonhar, preferindo destacar que a sua equipa ainda não ganhou nada.

Real Madrid
José Mourinho, treinador
É difícil dizer quais são as nossas hipóteses. Já disse tudo o que tinha a dizer aos meus jogadores. O mais importante era destacar os erros que cometemos em Dortmund. Na maioria dos clubes o sucesso é de todos e os fracassos ficam com os treinadores. Por vezes o futebol não é justo, mas fez-se justiça em Dortmund e o Borússia mereceu a vitória. Ainda tudo pode acontecer.

Jogámos mal em Dortmund e é difícil pensar que tal volte a acontecer. Exijo força mental aos meus jogadores. Temos que nos divertir em campo, apesar de estarmos numa situação difícil. Temos de encarar o jogo minuto a minuto, golo a golo, até ao último suspiro. Até podemos perder o jogo, mas não temos qualquer hipótese de jogarmos como fizemos em Dortmund.

Considero que este é o jogo mais importante dos últimos dez anos para o Real Madrid, mas pensava o mesmo em Dortmund e jogámos como se fosse um encontro particular. Nada muda se eu não ganhar a UEFA Champions League. Há muitos treinadores que nunca venceram esta prova, eu tenho que dar graçass a Deus por já o ter conseguido por duas vezes. Considero o Borússia como um dos candidatos ao triunfo na prova desde o início da época".

Resultado do fim-de-semana
Sábado: Club Atlético de Madrid 1-2 Madrid (Falcao 4; Juanfran pb 13, Di María 63)
López; Essien (Varane 70), Carvalho, Albiol, Nacho; Khedira, Pepe; Di María (Modrić 77), Kaká (Alonso 67), Benzema; Morata.

• Os "merengues" resistiram ao golo madrugador de Falcao no Vicente Calderón e somaram o sexto triunfo consecutivo no campeonato no derby de Madrid. Ángel di María marcou o golo da vitória, depois de ter cobrado o livre que motivou o autogolo de Juanfran que tinha valido o empate. Mourinho fez oito alterações em relação à equipa que foi titular em Dortmund, mantendo apenas Diego López, Sami Khedira e Pepe no "onze" titular.

Notícias da equipa
Cristiano Ronaldo, que falhou o encontro contra o Atlético devido a um problema na coxa, já treinou na terça-feira e está apto para jogar. Álvaro Arbeloa (costas) e Marcelo (coxa) continuam lesionados, enquanto Fábio Coentrão e Sergio Ramos foram poupados no derby. Michael Essien está recuperado de uma lesão muscular.

Dortmund
Jürgen Klopp, treinador
Deixámos os nossos adeptos satisfeitos na primeira mão e toda a gente sabe do que somos capazes, mas temos de esperar para ver o que acontece. O Real Madrid vai dar tudo. Ainda não estamos na final, mas o resultado da primeira mão foi melhor do que esperávamos. Amanhã vamos ter de lutar com todas as nossas forças. Seria pouco inteligente ter um plano rígido para este jogo, pois o Real Madrid pode-nos causar problemas. Temos um grande potencial atacante e mostrámo-lo na primeira mão.

Para os adeptos do Borússia é muito especial estar nesta competição. Ouvi que vão estar cerca de 8000 adeptos nas bancadas a apoiar a equipa, mas os que ficaram na Alemanha também vão seguir o jogo intensamente. Muitas pessoas vão acompanhar o encontro nos bares ou em casa. Podemos materializar o sonho de muita gente e por isso temos de corresponder da melhor forma.

A equipa tem de ser disciplinada e compacta, mas sempre com atrevimento. Há muito tempo que temos esta forma de jogar, que não é minha, mas da equipa. Não inventei o futebol. As teorias são fáceis, o difícil é colocá-las em prática.

Há poucos anos ninguém imaginaria que conseguíssemos chegar até aqui, mas ainda não conseguimos nada ainda. Tudo pode acontecer no futebol. Amanhã temos de estar concentrados com o que acontece em campo. Tenho a certeza que a minha equipa vai jogar da melhor forma e que vai ser difícil de bater.

Resultado do fim-de-semana
Sábado: Fortuna Düsseldorf 1-2 Dortmund (Bodzek 88; Şahin 20, Błaszczykowski 70)
Langerak; Kirch, Santana, Hummels, Grosskreutz; Şahin, Kehl; Hofmann (Reus 79), Leitner (Lewandowski 69), Bittencourt (Błaszczykowski 69), Schieber.

• O terceiro golo de Nuri Şahin desde que regressou ao Dortmund em Janeiro abriu caminho para o sexto triunfo consecutivo dos visitantes, a melhor série da época. Şahin foi uma das dez novidades em relação à equipa que tinha sido titular frente ao Real Madrid, com Mats Hummels a ser o único que manteve o lugar. Chegou ao fim a série de 12 jogos seguidos de Robert Lewandowski a marcar na Bundesliga, que constituiu um novo máximo no clube.

Notícias da equipa
Łukasz Piszczek está em dúvida devido a um estiramento nos adutores que o obrigou a falhar o jogo de sábado, enquanto İlkay Gündoğan (pescoço) e Mario Götze (problema muscular) foram poupados por precaução. Ambos vão jogar, mas Piszczek terá de fazer um teste físico de última hora.

Facto do jogo
• O Dortmund já deixou fugir uma vez uma vantagem de três golos conquistada na primeira mão, na única vez em 14 eliminatórias europeias em que ficou pelo caminho depois de ter ganho o primeiro jogo em casa. O Club Brugge KV superou a derrota de 3-0 na Alemanha ao vencer por 5-0 em casa na terceira eliminatória da Taça UEFA de 1987/88. 

Topo