Nené recorda o 7-0 do Benfica ao Fenerbahçe

Benfica e Fenerbahçe defrontam-se na 3ª pré-eliminatória da UEFA Champions League e Nené, antiga glória das "águias", fala sobre o duelo de 1975 entre ambos na Taça dos Campeões.

Nené comemora a conquista da SuperTaça portuguesa em 1985
Nené comemora a conquista da SuperTaça portuguesa em 1985 ©SL Benfica

Benfica e Fenerbahçe vão defrontar-se na 3ª pré-eliminatória da UEFA Champions League. O clube turco venceu os dois jogos em casa frente às "águias" por 1-0, mas sofreu uma goleada e uma derrota decepcionante fora, com a última a negar-lhe a presença na final da UEFA Europa League de 2012/13.

Na primeira ronda da Taça dos Campeões de 1975/76, o Benfica ivenceu em Lisboa por 7-0 e infligiu o maior desaire ao Fenerbahçe na Europa. O antigo internacional português Nené, recordista com 802 jogos pelos "encarnados", foi um dos autores dos dois "hat-tricks" marcados nessa noite de 17 de Setembro de 1975, juntamente com Rui Jordão. Em declarações ao UEFA.com, recordou esse memorável desafio.

UEFA.com: O que recorda do jogo em casa frente ao Fenerbahçe?

Fenerbahçe e Benfica defrontaram-se pela última vez nas meias-finais da Europa League, em 2012/13
Fenerbahçe e Benfica defrontaram-se pela última vez nas meias-finais da Europa League, em 2012/13©AFP/Getty Images

Nené: Tinha um treinador que era uma das grandes estrelas do Brasil, Didi, bicampeão mundial como jogador em 1958 e 1962. Com a aproximação do jogo, ele fez umas declarações bombásticas a dizer que vinha ganhar ao Estádio da Luz ao Benfica. Nessa altura sabíamos quanto era poderoso o Benfica e se calhar isso serviu também como incentivo para podermos demonstrar a grandeza do clube. Fizemos valer os nossos direitos em casa, perante aquele empolgante público maravilhoso do Terceiro Anel.

UEFA.com: E do encontro na Turquia?

Nené: Com o 7-0 é evidente que não estávamos à espera de perder, mas perdemos bem. Não há dúvida, se ainda hoje dizem que o público turco é dos mais aficionados às suas equipas, já o era naquela altura. Sentimos um choque que foi difícil de digerir. Talvez a nossa concentração no jogo da Turquia não tivesse sido a melhor.

UEFA.com: Essa época de 1975/76 marcou uma mudança para o Benfica e também para si…

Eusébio foi fundamental para o sucesso do Benfica nos anos 60
Eusébio foi fundamental para o sucesso do Benfica nos anos 60©Getty Images

Nené: Sim, as épocas foram de luxo, em que o Benfica em Portugal ganhou tudo, e esteve muito bem na Europa. Mas os tempos começaram a mudar porque Eusébio, António Simões, Jaime Graça e Artur Jorge tinham deixado o clube. Começámos com um novo treinador, Mário Wilson, e com outros jogadores, mesmo eu nessa altura também ainda não era ponta-de-lança, era extremo-direito. Quando o Wilson pegou na equipa tentou ver em mim outro ponta-de-lança para jogar ao lado do Jordão e em boa hora o fez porque acabei por me tornar ponta-de-lança marcador de golos, aquilo de que o Benfica precisava.

Topo