Mazzarri pede perfeição frente ao Chelsea

Se o Nápoles disputar o "jogo perfeito" na primeira mão dos oitavos-de-final, então pode fazer ao Chelsea o mesmo que fez ao Manchester City, diz o treinador Walter Mazzari.

©Getty Images

Walter Mazzarri pediu aos jogadores do SSC Napoli para abordarem a primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League, frente ao Chelsea FC, com "adrenalina e orgulho", atributos exibidos no início desta época quando bateram o Manchester City FC, por 2-1, no Stadio San Paolo. Mazzarri não vai estar no banco de suplentes, já que cumpre o primeiro de dois jogos de suspensão; o seu adjunto, Nicolò Frustalupi, de quem diz ser "um mestre da táctica", irá assumir o comando de um conjunto que o técnico do Chelsea considera ser "não apenas um clube, mas também um estado de espírito da cidade inteira".

Nápoles
Treinador Walter Mazzarri

Vamos defrontar uma equipa do Chelsea que disputou mais de 100 jogos na UEFA Champions League [comparados com os seis do Nápoles na era moderna], por isso não quero ouvir ninguém dizer que somos favoritos. Espero que o Chelsea não encontre o ritmo certo, porque se isso acontecer vamos ter uma tarefa dura. Quero incutir uma mentalidade especial nos meus jogadores, de modo a concentrarem-se durante os 90 minutos. Temos que ser cuidadosos, para o Chelsea não ter oportunidades de nos atingir no contra-ataque.

O momento de forma do Chelsea na Premier League é irrelevante. Nesta competição tudo se resume a dois jogos, e não um campeonato inteiro, e eles possuem vários bons jogadores, que podem decidir a partida de um momento para o outro. Chelsea e Manchester City têm uma atitude parecida: bons jogos, bons jogadores e pressão alta. Temos que os enfrentar da mesma forma: com adrenalina e orgulho.

Podemos alcançar um bom resultado, mas só se estivermos ao nosso melhor; só o facto de realizar apenas um jogo especial não chega; a equipa inteira precisa de fazer 'o' jogo perfeito. É importante o Chelsea não marcar; e seria excelente o Nápoles fazê-lo. Ainda assim, certamente o Stadio San Paolo vai estar fantástico. Quando disputamos jogos como este, temos os melhores adeptos da Europa do nosso lado.

Resultado do fim-de-semana
Sexta-feira: ACF Fiorentina 0-3 Napoli (Cavani 3 55, Lavezzi 90+1)
Rosati; Campagnaro (Grava 12), Cannavaro, Britos; Maggio, Dzemaili, Inler, Dossena; Hamšík (Gargano 70), Lavezzi; Cavani (Pandev 74)

• Edinson Cavani elevou a sua conta pessoal para 16 golos nos últimos 18 jogos, num encontro em que o Nápoles somou apenas a terceira vitória em nove jogos, mas a segunda no espaço de cinco dias. O guarda-redes Antonio Rosati estreou-se no campeonato ao serviço do Nápoles, depois de Morgan De Sanctis ter ficado de fora devido a um pequeno toque sofrido num treino.

Notícias da equipa
De Sanctis integra a lista de 19 convocados e deve ser titular, mas ainda existem dúvidas em relação a Hugo Campagnaro, substituído aos 12 minutos do jogo de sexta-feira, devido a uma lesão nos gémeos. Eduardo Vargas é baixa confirmada devido a uma entorse num tornozelo.

Chelsea
Treinador André Villas-Boas
Amanhã vai ser importante manter a concentração porque o Nápoles é uma equipa muito forte. Se tudo correr bem, vamos conseguir um bom resultado, que nos permita garantir o apuramento em Stamford Bridge, na segunda mão.

O Nápoles e o treinador Walter Mazzarri evoluíram bastante nos últimos anos. A época passada alcançaram excelentes resultados na UEFA Europa League e esta temporada conseguiram atingir os oitavos-de-final [da UEFA Champions League]. Têm um bom projecto e o dono do clube têm feito um bom trabalho. Representam uma cidade inteira; o Nápoles não é apenas um clube, mas também um estado de espírito de toda a cidade: estou impressionado com isso.

Nós temos um projecto a três anos e não é agradável ter apenas dois objectivos pelos quais lutar ‒ a Taça de Inglaterra e a UEFA Champions League ‒, mas estou confiante que podemos apurar-nos nestas competições. Nos anos recentes o Chelsea conseguiu resultados fantásticos, por isso é normal eu estar sob pressão.

Resultado do fim-de-semana
Sábado: Chelsea 1-1 Birmingham City FC (Sturridge 62; Murphy 20)
Čech, Ivanović, Cahill, Luiz, Bertrand; Ramires, Mikel (Kalou 57), Meireles; Sturridge, Torres (Drogba 46), Mata (Lampard 83)

• Juan Mata viu o seu penalty ser defendido aos 23 minutos, mas Daniel Sturridge apontou o seu sétimo golo em seis jogos como titular na Taça de Inglaterra, que valeu um segundo jogo com o Birmingham, da segunda divisão, na quinta eliminatória. Com este empate, a formação de Londres não vence há quatro jogos, todas as competições incluídas.

Notícias da equipa
Ashley Cole (gémeos, ausente desde 11 de Fevereiro) e John Terry (joelho, de fora desde 28 de Janeiro) vão ser submetidos a testes físicos perto da hora do jogo, e o capitão do Chelsea é considerado "uma enorme dúvida" por parte de André Villas-Boas. Ramires (joelho) e John Obi Mikel (tendão de uma coxa) regressaram frente ao Birmingham.

Facto
O Chelsea, que participa nos oitavos-de-final pela nona época consecutiva, ganhou apenas uma vez em sete deslocações a Itália, no caso frente à S.S. Lazio, por 4-0, em jogo da fase de grupos da edição 2003/04. Os outros seis jogos resultaram em três derrotas e três empates.

Topo