O "site" oficial do futebol europeu

Malafeev alerta Zenit para perigo "encarnado"

Publicado: Sexta-feira, 16 de Dezembro de 2011, 16.01CET
O guarda-redes Vyacheslav Malafeev apelou ao Zenit para realizar uma boa exibição na primeira mão dos oitavos-de-final, frente ao Benfica, consciente de que "as equipas portuguesas são muito fortes em casa".
Malafeev alerta Zenit para perigo "encarnado"
Vyacheslav Malafeev teve uma deslocação infeliza a Lisboa em 2004 ©Getty Images
 
 
Publicado: Sexta-feira, 16 de Dezembro de 2011, 16.01CET

Malafeev alerta Zenit para perigo "encarnado"

O guarda-redes Vyacheslav Malafeev apelou ao Zenit para realizar uma boa exibição na primeira mão dos oitavos-de-final, frente ao Benfica, consciente de que "as equipas portuguesas são muito fortes em casa".

O guarda-redes do FC Zenit St Petersburg, Vyacheslav Malafeev, sente que uma vitória caseira na primeira mão será crucial, já que o estreante nos oitavos-de-final da UEFA Champions League enfrenta o Benfica.

O veterano de 32 anos esteve entre os postes ao serviço da Rússia quando esta perdeu por 7-1 frente a Portugal no estádio do Sporting, arqui-rival do Benfica, em jogo de apuramento para o Campeonato do Mundo de 2006. Logo, tem boas razões para estar ciente da força das equipas portuguesas diante dos seus adeptos. "O Benfica é uma boa equipa", disse. "Terminou em primeiro lugar do grupo e isso diz tudo. Muito vai ser decidido na primeira mão, em São Petersburgo, porque as equipas portuguesas são muito fortes em casa".

Zenit e Benfica vão defrontar-se pela primeira vez, apesar de a equipa de Luciano Spalletti ter medido forças com o FC Porto na fase de grupos desta época, empatando a zero no Estádio do Dragão, depois de uma vitória por 3-1 na Rússia. O Zenit ainda não perdeu em três jogos caseiros frente a equipas portuguesas, vencendo dois deles, mas foi derrotado na primeira de duas deslocações a Portugal, frente ao Nacional, por 4-3.

O emblema de São Petersburgo também pode recolher algumas informações úteis sobre o seu próximo adversário da parte de Danny, o seu internacional português nascido na Venezuela, que representou Marítimo e Sporting no seu país-natal, antes de ingressar no FC Dinamo Moskva em 2005, e ainda o defesa-central Bruno Alves.

Entretanto, o Benfica pode moralizar-se com o seu registo frente a equipas russas, uma vez que só perdeu uma vez em oito jogos. Permaneceu invicto nos seis primeiros, até à última eliminatória a duas mãos, onde foi eliminado pelo PFC CSKA Moskva nos 16 avos-de-final da Taça UEFA, em 2004/05, por culpa de uma derrota por 2-0 em Krasnodar e de um empate a um golo em Lisboa.

O director-desportivo Rui Costa, que marcou na vitória do Benfica, com um total de 4-2, sobre o Dínamo, na terceira eliminatória da Taça UEFA, em 1992/93, está confiante. "Estamos muito confiantes em relação ao nosso potencial e é preciso estarmos optimistas", disse. "O Zenit esteve bem na fase de grupos e afastou o FC Porto. Respeitamo-lo – não vai ser fácil −, mas o Benfica tem uma equipa suficientemente boa para seguir em frente na prova".

O antigo médio criativo de ACF Fiorentina e AC Milan, agora com 39 anos, acrescentou: "O Zenit não é uma equipa defensiva. O seu treinador é italiano, mas não defensivo. Possui jogadores de qualidade na frente, especialmente o Danny, e sabe como adaptar-se a diferentes situações. O nosso objectivo é ir passo-a-passo e realizar uma boa campanha na UEFA Champions League. Era muito importante para o Benfica regressar aos oitavos-de-final. Agora vamos lutar para atingir, pelo menos, os quartos-de-final".

Última actualização: 17-12-11 13.52CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/newsid=1735899.html#malafeev+alerta+zenit+para+perigo+encarnado