O "site" oficial do futebol europeu

Alex Ferguson revela ambições futuras

Publicado: Sábado, 5 de Novembro de 2011, 11.15CET
Na véspera do seu 25º aniversário como treinador do United, Alex Ferguson falou ao UEFA.com sobre a equipa do Real de 1960, de Matt Busby e do seu desejo pela glória europeia.

O conteúdo é transmitido de forma a que seja protegido e apenas disponível no formato flash. O seu aparelho não parece ser compatível com o leitor vídeo de flash.

 
 
Publicado: Sábado, 5 de Novembro de 2011, 11.15CET

Alex Ferguson revela ambições futuras

Na véspera do seu 25º aniversário como treinador do United, Alex Ferguson falou ao UEFA.com sobre a equipa do Real de 1960, de Matt Busby e do seu desejo pela glória europeia.

Com 12 títulos de campeão da Premier League, cinco Taças de Inglaterra e duas UEFA Champions League, o currículo de Alex Ferguson no Manchester United FC, onde tem a seu cargo o português Nani, não tem precedentes no futebol inglês. Antes do 25º aniversário da sua chegada a Old Trafford, que se assinala este domingo, o treinador escocês falou ao UEFA.com sobre o desejo de sucesso europeu, que lhe suscitou interesse em 1960 e que ainda se mantém 51 anos depois.

O interesse inicial de Ferguson nas competições europeias nasceu quando assistiu à final da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1960 – realizada em Hampden Park, na sua nativa Glasgow – ganha pelo Real Madrid CF. "Foi talvez a primeira percepção que tive acerca da dimensão das competições europeias", afirmou o treinador do United.

"Na altura acompanhava a carreira do Rangers, e quando alcançou as meias-finais defrontou o Eintracht Frankfurt, sendo eliminado com um resultado total de 12-4. Por isso todos os adeptos do Rangers pensavam: 'Esta equipa do Eintracht vai arrasar o Real na final', – como é óbvio, aconteceu exactamente o contrário, e isso fez-me perceber como o Real era bom – incrível, mesmo. Foi verdadeiramente o primeiro clube com dimensão mundial e tinha uma equipa fantástica."

Também acompanhou o percurso da primeira campanha vitoriosa do United nas competições europeias, em 1968, quando a equipa orientada por Matt Busby conquistou a sua primeira Taça dos Clubes Campeões Europeus, uma década depois do devastador desastre aéreo de Munique. "Toda a gente na Escócia ficou contente por Busby, tendo em conta o que passou em 1958 e por ter reconstruído a equipa principalmente com jogadores da casa. O 'onze' apresentado na final tinha apenas três jogadores contratados a outros clubes, o que foi um feito incrível. Para Busby, isso foi o ponto-alto, ser capaz de recuperar da tragédia de Munique e reconstruir uma equipa que ganhou um troféu europeu."

Conduzir o Aberdeen FC à vitória na final da Taça dos Vencedores das Taças, frente ao Real, por 2-1, em 1983, apenas serviu para aumentar o desejo de Ferguson em novas conquistas europeias. Uma mentalidade que viria a incutir no United durante o seu reinado, que levou a uma vitória emocionante sobre o FC Bayern München, por 2-1, em 1999, e, mais recentemente, a três presenças na final da UEFA Champions League nas últimas quatro épocas.

"Penso que acumulámos um capital de experiência valioso ao longo dos últimos anos, que nos serviu na perfeição para o futebol europeu da actualidade", disse o veterano de 69 anos, cuja equipa venceu a segunda UEFA Champions League do seu historial em 2008. "Penso que agora somos mais pacientes fora de casa, algo que não costumávamos ser, e isso reflecte-se na posse de bola e concentração, que estão muito melhores. Às vezes, num jogo das competições europeias, pode-se estar muito bem e, de repente, acontece um descalabro. Muitos dos nossos jogadores já estão habituados a isso. Não se deixam surpreender facilmente com ataques adversários como acontecia há uns anos."

A derrota frente ao FC Barcelona, na final da UEFA Champions League de 2011, levou Ferguson a reforçar o plantel este Verão, tendo em vista a conquista do troféu pela terceira vez. "É um grande desafio igualar o recorde de alguém e o Bob Paisley [antigo treinador do Liverpool FC], foi um dos expoentes máximos do jogo. Não falava muito, mas sabia bastante e a sua transmissão de conhecimento sempre teve uma grande influência nos jogadores da altura."

"Foi um grande período para eles, mas agora é a nossa vez. É uma oportunidade para chegarmos ao nível do Real, que ganhou o troféu nove vezes, do AC Milan, com sete; Liverpool com cinco; Bayern e Ajax, ambos com quatro. Mas devemos mesmo estar nessa categoria, por isso esta é a nossa oportunidade para conseguirmos isso."

Última actualização: 27-11-12 10.07CET

Informação relacionada

Perfis das equipas
Jogo relacionado
  • SSI Err
  • SSI Err
  • SSI Err
  • SSI Err
  • 60952
  • SSI Err
  • SSI Err

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/newsid=1713119.html#alex+ferguson+revela+ambicoes+futuras