Imprensa rendida a um Barcelona brilhante

Os jornais europeus não pouparam adjectivos ao triunfo do Barcelona na final, com o La Vanguardia a destacar "uma das melhores equipas da história" e Lionel Messi a ser alvo de inúmeros elogios.

David Villa comemora com os colegas em Wembley
David Villa comemora com os colegas em Wembley ©Getty Images

Os jornais de toda a Europa foram unânimes nos elogios ao FC Barcelona, vencedor da UEFA Champions League, com o espanhol La Vanguardia a falar de "uma das melhores equipas da história" após o triunfo, por 3-1, sobre o Manchester United FC. Em Inglaterra, o Guardian explica que os clubes europeus estão perante o desafio de "elevarem o seu jogo até um patamar próximo do Barcelona", enquanto o avançado Lionel Messi é alvo de inúmeros elogios.

Barça entrar no panteão dos deuses
La Vanguardia, Espanha
"O Barcelona conquistou a primeira Taça dos Clubes Campeões Europeus em Wembley e foi no estádio de Londres que a equipa confirmou - como se ainda houvessem dúvidas - que é uma das melhores de sempre. Não se trata apenas dos títulos que conquistou, mas o estilo deslumbrante que lhe permite superar todos os obstáculos. Esta é a melhor equipa da Europa e fala uma linguagem futebolística que os adversários não conseguem entender."

Campeões
El Mundo Deportivo, Espanha
"O jogo começou da mesma forma que a final de Roma, com o United ao ataque e a criar perigo na área de Víctor Valdés, obrigando o guarda-redes a algumas intervenções atentas. Depois de ultrapassados os primeiros 15 minutos, o Barcelona começou a encontrar o seu ritmo e, no final do encontro, os "diabos vermelhos" foram apenas anjinhos nas mãos da equipa de Josep Guardiola."

Manchester United fiel às suas raízes, mas o Barcelona arrasou tudo
The Guardian, Inglaterra
"As limitações do United foram bem visíveis, mas apenas porque estamos num período especial da história do futebol. O Barcelona conseguiu uma grande evolução, acrescentando o rigor defensivo à fantasia que surgiu com o "dream team" de Johan Cruyff. Tal como o Real Madrid, Milan, Chelsea, Bayern de Munique e todos os outros, o United está perante o desafio de elevar o seu jogo até um patamar próximo do Barcelona."

FantaBarça
Gazzetta dello Sport, Itália
"Os rapazes de Guardiola dominaram um jogo que desejámos que nunca mais acabasse. Venceram as melhores equipas dentro de campo e a partir de agora só têm de ajustar contas com o passado, com as equipas que fizeram a história do futebol."

A mesma história, os mesmos vencedores
L'Équipe, França
"Tínhamos avisado que esta final entre o Barcelona e o Manchester United seria a final da década, o jogo perfeito. A 56ª edição da prova não defraudou as expectativas, com a excepção que, embora não seja muito importante, assistimos a uma (boa) repetição da final de Roma, de há dois anos, com as mesmas equipas, quase a mesma história e o mesmo vencedor. O Barça voltou a mostrar que está numa classe à parte, acima do United, que esteve melhor do que em 2009, mas foi impotente para contrariar os catalães.

Topo