Champions Festival termina em grande

O UEFA Champions Festival fechou as portas após uma semana de celebração do futebol, com todos os envolvidos no evento realizado no Hyde Park a destacarem o seu enorme êxito.

Jay-Jay Okocha (camisola nº 44) marcou um dos golos durante o jogo Ultimate Champions, realizado no Hyde Park
Jay-Jay Okocha (camisola nº 44) marcou um dos golos durante o jogo Ultimate Champions, realizado no Hyde Park ©Sportsfile

Desde estrelas do futebol mundial a recordes do Mundo, o UEFA Champions Festival, em Hyde Park, teve um pouco de tudo para toda a gente, antes de fechar as portas, este sábado, após uma semana inteira de celebração do futebol.

Com uma área de 39.000m² e 18 diferentes "stands" e actividades, o evento foi inaugurado no passado sábado por Gary Lineker, embaixador da final da UEFA Champions League, e Graeme Le Saux, embaixador do UEFA Champions Festival. E, ao longo de sete dias, manteve londrinos, turistas e amantes do futebol entretidos, no lançamento da final de Wembley, entre FC Barcelona e Manchester United FC.

O festival terminou com a realização do jogo Ultimate Champions, que colocou frente-a-frente uma equipa de estrelas de Inglaterra e uma de estrelas mundiais, diante de uma enorme assistência que circundou o principal dos dois campos existentes no recinto. Depois de os "visitantes" terem adquirido uma confortável vantagem, o jogo acabou por ser decidido no sistema de "quem marcar ganha", glória que coube ao antigo lateral-esquerdo internacional inglês Chris Powell.

"Foi fantástico", destacou Giovanni van Bronckhorst, antigo jogador do Barcelona. "Joguei com atletas que estava habituado a ver na televisão, como John Barnes. Foi incrível para mim e toda a atmosfera deste festival foi extraordinária. Para os adeptos, crianças, é perfeito verem os jogadores de tão perto."

Andy Cole, vencedor da UEFA Champions League com a camisola do United em 1999, acrescentou: "Este festival é excelente. Não é muitas vezes que se disputa uma final da Champions League em Wembley, por isso quando tal acontece e se cria um evento como este em Hyde Paark, creio que toda a gente adora."

Jogadores como Cafu, Van Bronckhorst, Gianfranco Zola e Dwight Yorke também emprestaram os seus dotes técnicos a algumas actividades ao longo da semana, deixando nos jovens presentes recordações que, certamente, ficarão para sempre nas suas memórias. Le Saux, sempre à frente de todas essas sessões de actividades, afirmou: "Quando se conta com antigos jogadores e treinadores a oferecerem estes momentos, trata-se de uma experiência única na vida."

Sobre o festival no seu todo, Le Saux acrescentou: "Está lotado e, por se tratar de um belo espaço aberto, permite-nos uma maior interacção com as pessoas. Os números são fantásticos − justificam, claramente, o investimento realizado. As actividades realizadas dentro de campo resumem na perfeição o que aqui se pretende."

Segunda-feira ficou marcada por um dos pontos altos da semana, com 417 pessoas a erguerem o troféu de campeão europeu de clubes, estabelecendo um novo recorde mundial para o maior número de levantamentos do troféu no espaço de uma hora. A capitã da selecção de Inglaterra, Faye White, e a seleccionadora Hope Powell, marcaram também presença no evento, nas sessões técnicas realizadas terça-feira, dedicada ao Dia das Mulheres, 24 horas antes de no festival se celebrar o Dia das "Raízes" da UEFA, assinalado em toda a Europa.

Topo