Benítez elogia esforço colectivo

Samuel Eto'o assinou um "hat-trick" e deu um golo a marcar, mas o treinador do Inter, Rafael Benítez, foi mais longe ao elogiar toda a equipa pela vitória (4-0) sobre o Bremen.

O Inter não deu hipóteses ao Bremen
O Inter não deu hipóteses ao Bremen ©Getty Images

Rafael Benítez mostrou-se relutante em destacar Samuel Eto'o como a estrela da noite, isto depois do ponta-de-lança dos Camarões ter apontado um "hat-trick" e dado um golo a marcar a Wesley Sneijder, numa partida em que o FC Internazionale Milano "varreu" autenticamente a defesa do SV Werder Bremen e ganhou por expressivos 4-0. "Eto'o fez um jogo brilhante", afirmou o técnico, adiantando: "Mas isso só aconteceu porque toda a equipa esteve muito bem." Pelo contrário, o alemão Thomas Schaaf não teve dúvidas em destacar que a sua formação facilitou imenso a vida aos italianos.

Rafael Benítez, treinador do Inter
Temos muitos campeões e muitos jogadores jovens e talentosos; o segredo é encontrar o equilíbrio perfeito. Jogámos muito bem esta noite e agora temos de encontrar o nosso caminho. Não sentimos qualquer pressão depois de termos perdido [contra a AS Roma] e estou muito satisfeito com a nossa exibição. Tivemos à volta de 15 remates à baliza. Acredito que a jogar com a intensidade certa o Inter pode derrotar qualquer adversário.

O Eto'o fez um jogo brilhante porque toda a equipa esteve muito bem. Ele é muito perigoso quando joga no meio, mas também quando começa na ala esquerda. Agora temos de nos concentrar no jogo de domingo, frente à Juventus. Talvez possamos adoptar a mesma táctica que utilizámos nesta partida.

Thomas Schaaf, treinador do Bremen
Não estivemos no jogo. Facilitámos a vida ao Inter. Ajudámos o adversário a fazer golos e fomos incapazes de o atingir. Claro que a nossa defesa teve vários problemas, mas não é a única culpada da derrota; toda a equipa deveria ter jogado de forma diferente. Por vezes tem que se pressionar os adversários, fazê-los correr atrás da bola e isso não se verificou.

Cometemos vários erros individuais, mas também muitos erros como equipa, não mostrámos entreajuda e apesar dos nossos probelmas com lesões tivemos dez internacionais em campo. Eles deveriam ter jogado melhor, mas não o fizeram e isso é algo que teremos de debater.

Topo