Cris esperançoso

O capitão Cris acredita que "chegou a hora" do Lyon, apelando aos seus colegas para emendarem os erros cometidos na primeira mão ante o Bayern de Munique, para levarem o clube pela primeira vez à final.

O Olympique Lyonnais está muito perto de alcançar a sua primeira final da UEFA Champions League e não quer deixar fugir a oportunidade. O capitão Cris ficou frustrado pela exibição decepcionante na primeira mão, que o FC Bayern München venceu por 1-0, mas espera uma grande melhoria no encontro no Stade de Gerland, esta terça-feira.

"O Bayern é uma grande equipa e provou-o frente ao Manchester United, à Fiorentina e também contra nós", explicou o brasileiro de 32 anos. "Temos de os respeitar, mas sabemos que não jogámos bem em Munique”.

"Sabemos que temos de mudar algumas coisas para alcançar a final. Não conseguimos impor o nosso jogo. Estamos a medir forças contra uma equipa que tem um excelente bloco defensivo, por isso vamos ter de fazer girar bem a bola, algo que não conseguimos em Munique".

Cris lesionou-se numa anca e num joelho no jogo na Baviera e está em dúvida para o embate desta terça-feira, mas beneficiou de o Lyon não ter jogado no fim-de-semana e espera recuperar a tempo de jogar no eixo da defesa, muito provavelmente ao lado de Jean-Alain Boumsong. "Sinto-me melhor e quero sempre jogar", confessou Cris. "Penso que não haverá problemas".

Ambas as equipas estão privadas de jogadores importantes. O Lyon sentirá dificuldades para colmatar a ausência de Jérémy Toulalan, que foi expulso em Munique. Este impedimento deve levar a que os lugares no meio-campo sejam ocupados por Kim Källström e Jean II Makoun, mas Cris garante que todos os que entrarem em campo estarão conscientes da tarefa que têm pela frente.

"É verdade que os jogadores que estão suspensos ou lesionados são importantes para ambas as equipas. Vão fazer falta, mas todos têm de estar preparados mentalmente para esta meia-final. Estamos a 90 minutos da final e os 22 jogadores que estiverem em campo vão dar o máximo".

O Lyon está em estágio desde sexta-feira, pois o jogo contra o AS Monaco FC foi adiado para permitir uma melhor preparação do desafio europeu. Cris explicou que alguns dos seus colegas passaram o tempo a pescar, enquanto outros jogaram golfe, mas todos aproveitaram esta pausa para descontrair.

Agora a tensão vai começar a aumentar. Cris está há seis épocas no Lyon, tendo já vivido várias noites frustrantes em eliminatórias da UEFA Champions League, mas tem a noção que oportunidades como esta não surgem muitas vezes. "Sabemos da importância deste jogo", afirmou Cris. "Temos de estar descontraídos mas, ao mesmo tempo, também concentrados”.

"Sabemos o que temos de fazer, agora temos de o mostrar em campo. É um grande momento na história do clube, mas não podemos ficar por aqui, temos de ir até o fim. A final é um sonho para todos. Temos de aproveitar, chegou a nossa hora".

Topo