Lyon conta com factor-casa

O Lyon espera que o formidável registo caseiro nas competições europeias esta época o ajude a chegar à primeira final da UEFA Champions League da sua história, às custas do Bayern.

O Olympique Lyonnais confia no formidável registo caseiro nas competições europeias para dar a volta a uma derrota por 1-0 e chegar à primeira final da UEFA Champions League da sua história, às custas do FC Bayern München.

• A equipa de Claude Puel ainda não perdeu no Stade de Gerland esta época e, depois de ter ganho os três últimos jogos em casa a contar para a UEFA Champions League, espera prolongar a série para quatro consecutivos, frente ao visitante alemão.

• O Bayern, finalista em sete edições anteriormente, perdeu as deslocações nas duas últimas eliminatórias da competição, mas está a um pequeno passo da sua primeira final da UEFA Champions League desde 2001, última vez em que conquistou o troféu.

• Numa primeira mão em Munique recheada de peripécias, Arjen Robben marcou o único golo do desafio, aos 69 minutos. Ambas as equipas terminaram reduzidas a dez jogadores, depois de Franck Ribéry, do Bayern, ter visto cartão vermelho directo aos 37 minutos, após uma entrada violenta sobre Lisandro, enquanto Jérémy Toulalan viu dois cartões amarelos na segunda parte.

Jogos anteriores
• Antes da primeira mão, as equipas tinham-se defrontado em seis ocasiões na UEFA Champions League ao longo da última década, e cada uma delas registou duas vitórias.

• Empataram (1-1) em Munique na fase de grupos da edição de 2008/09, em que um golo de Zé Roberto (52 minutos) deu a igualdade ao Bayern, depois de o Lyon ter ganho vantagem graças ao tento de Martín Demichelis na própria baliza (25').

• O Bayern terminou no topo do agrupamento ao vencer depois em França, por 3-2, na derradeira jornada, resultado que deixou o Lyon no segundo lugar. A formação germânica chegou a estar a vencer por 3-0, com três golos assinados ainda na primeira parte e apontados por Miroslav Klose (11' e 37') e por Franck Ribéry (34'), antes da reacção dos anfitriões no segundo tempo, que reduziram por intermédio de Sidney Govou (52') e Karim Benzema (68').

• As equipas do encontro de 10 de Dezembro de 2008 foram as seguintes:
Lyon: Lloris, Gassama (Källström 64), Mensah, Boumsong, Grosso, Toulalan, Makoun, Govou, Ederson (Delgado 77), Mounier (Fred 64), Benzema.
Bayern: Rensing, Oddo (Breno 90), Demichelis, Van Buyten, Lahm, Van Bommel, Borowski, Schweinsteiger (Altıntop 89), Ribéry, Klose (Ottl 68), Toni.

• As posições inverteram-se quando Lyon e Bayern se encontram na fase de grupos de 2003/04. Nessa época, as duas equipas empataram 1-1 no Stade de Gerland (o golo do empate de Péguy Luyindula aos 88 minutos salvou os gauleses da derrota) antes de o Lyon vencer por 2-1 na Baviera, graças a um remate certeiro de Giovane Elber, antigo jogador do Bayern.

• Demichelis actuou pelo Bayern nessas partidas, enquanto Anthony Réveillère e Govou jogaram pelo Lyon.

• Os dois clubes encontraram-se pela primeira vez na segunda fase de grupos da edição de 2000/01. Jens Jeremies apontou o único golo do desafio em Munique, disputado em Novembro de 2000. De todos os jogadores que alinharam nesse encontro, Govou é o único que ainda permanece na respectiva equipa, tendo entrado em campo aos 81 minutos.

• Govou bisou depois na vitória por 3-0 do Lyon em França na partida da segunda volta, a 6 de Março de 2001, mas o Bayern seguiu em frente e acabou mesmo por ganhar a prova nessa temporada, enquanto o Lyon ficou pelo caminho.

Retrospectiva
• O Lyon nunca disputou a final de uma competição europeia – o mais perto que conseguiu foi a presença nas meias-finais da edição 1963/64 da Taça das Taças, onde foi eliminado pelo Sporting, depois de uma finalíssima.

• Em contraste, o Bayern participa pela 13ª vez nas meias-finais da principal competição europeia de clubes, e ambiciona apurar-se para a sua primeira final desde que venceu o Valencia CF e conquistou a UEFA Champions League em 2001, Nessa época, tal como na actual, eliminou o Manchester United FC nos quartos-de-final.

• Quatro vezes campeão da Europa de clubes, o registo do Bayern em meias-finais da mais importante prova de clubes da UEFA é de sete vitórias e cinco derrotas:
2000/01 Real Madrid CF: 1-0 (fora), 2-1 (casa)
1999/00 Real Madrid CF: 0-2 (fora), 2-1 (casa)
1998/99 FC Dynamo Kyiv: 3-3 (fora), 1-0 (casa)
1994/95 AFC Ajax: 0-0 (casa), 2-5 (fora)
1990/91 FK Crvena Zvezda: 1-2 (casa), 2-2 (fora)
1989/90 AC Milan: 0-1 (fora), 2-1 (casa)
1986/87 Real Madrid CF: 4-1 (casa), 0-1 (fora)
1981/82 PFC CSKA Sofia: 3-4 (fora), 4-0 (casa)
1980/81 Liverpool FC: 0-0 (fora), 1-1 (casa)
1975/76 Real Madrid CF: 1-1 (fora), 2-0 (casa)
1974/75 AS Saint-Etienne: 0-0 (fora), 2-0 (casa)
1973/74 Újpest FC: 1-1 (fora), 3-0 (casa)

• No total, o Bayern disputou 20 meias-finais de competições europeias de clubes, tendo superado nove e acabado eliminado em 11. A sua última presença numa semifinal ocorreu na edição de 2007/08 da Taça UEFA, frente ao FC Zenit St. Petersburg, quando a turma germânica acabou afastada após uma igualdade (1-1) em casa e uma derrota por 4-0 na Rússia.

• O Lyon tem estado em excelente forma no Gerland esta época, onde somou cinco vitórias e um empate na UEFA Champions League – "play-off" incluído.

• O registo caseiro do Lyon frente a equipas da Bundesliga é de seis vitórias, um empate e três derrotas. Em eliminatórias a duas mãos, o registo é de duas vitórias e três derrotas.

• Além disso, a equipa francesa apenas por duas vezes conseguiu dar a volta a uma derrota na primeira mão nas competições europeias, sendo eliminada em seis ocasiões. Essa contagem inclui as duas eliminatórias em que a formação gaulesa perdeu por 1-0 fora – eliminada pelo VfL Borussia Mönchengladbach, da Alemanha, na segunda eliminatória da edição 1974/75 da Taça UEFA, com um resultado total de 6-2, e frente ao Nottingham Forest FC, na terceira eliminatória da mesma competição, em 1995/96, com um resultado total de 1-0.

• O Bayern perdeu por 2-1 em casa do FC Girondins de Bordeaux – eliminado pelo Lyon nos quartos-de-final – na última visita a França, na fase de grupos desta época.

• O registo do Bayern fora de casa frente a equipas da Ligue 1 é de três vitórias, três empates e seis derrotas.

• A turma bávara venceu duas das três eliminatórias a duas mãos disputadas diante de equipas gaulesas, a última das quais quando levou a melhor sobre o Bordéus na final da Taça UEFA de 1995/96.

• O Bayern conquistou o terceiro título de campeão europeu de clubes ao triunfar por 1-0 sobre os franceses do St-Etienne, em 1976; Franz Roth foi o autor do golo.

• O conjunto alemão apurou-se em 38 das 46 eliminatórias das competições europeias nas quais venceu a primeira mão em casa. No entanto, e depois de um triunfo por 1-0 em Munique, o seu registo contabiliza dois apuramentos e três eliminações. Os desaires aconteceram frente a FC Dynamo Kyiv, nos quartos-de-final da edição 1976/77 da Taça dos Clubes Campeões Europeus, e Tottenham Hotspur FC, na terceira eliminatória da edição 1983/84 da Taça UEFA, perdendo os dois jogos fora por 2-0.

• O Bayern apurou-se na mais recente ocasião em que venceu a primeira mão em casa por 1-0, afastando o Belenenses na primeira eliminatória da edição 2007/08 da Taça UEFA. Selou a qualificação com um triunfo por 2-0 em Portugal.

• O actual treinador do Bayern, Louis van Gaal, espera levar os alemães à glória na UEFA Champions League 15 anos depois de ter conduzido o Ajax à conquista da prova. Apenas Ernst Happel (Feyenoord 1970, Hamburger SV 1983) e Ottmar Hitzfeld (BV Borussia Dortmund 1997, Bayern 2001) conquistaram o título europeu como treinadores de dois clubes diferentes. José Mourinho, treinador do FC Internazionale Milano, está também na luta por alcançar semelhante feito, depois de ter conquistado a prova ao leme do FC Porto, em 2004.

• O Bayern conta no seu plantel com dois jogadores que já sabem o que é jogar uma final da UEFA Champions League final. Mark van Bommel conquistou a competição em 2006 com a camisola do FC Barcelona, enquanto Hans-Jörg Butt representava o Bayer 04 Leverkusen na derrota dos germânicos, em 2002.

Ligações entre as equipas
• Van Gaal defrontou os franceses do AJ Auxerre na fase de grupos da edição de 1996/97 da UEFA Champions League, como treinador do Ajax. Guiou a sua equipa à vitória por 1-0 em solo gaulês, mas perdeu por 2-1 em casa.

• Klose não guarda boas recordações dos embates com o Lyon. Enquanto jogador do Werder Bremen viu a sua equipa ser derrotada por 10-2 no conjunto das duas mãos dos oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2004/05.

• Ribéry experimentou sortes diferentes frente ao Lyon em duelos internos do futebol francês. Nunca levou a melhor em partidas da Ligue 1, num jogo com a camisola do FC Metz e em três ao serviço do Olympique de Marseille, mas ajudou por duas vezes os marselheses a afastarem o Lyon da Taça de França. Em 2005/06, fez a assistência para o golo da vitória de Mamadou Niang, no triunfo de 2-1 nos quartos-de-final, realizados no Stade de Gerland, e na temporada seguinte voltou a ajudar o Marselha a levar a melhor, novamente por 2-1, dessa feita nos oitavos-de-final, no Stade Vélodrome.

• Daniel Van Buyten alinhou duas temporadas e meia no Marselha, onde chegou em 2001.

• Van Buyten, que em cinco jogos na Liga francesa nunca conseguiu ganhar ao Lyon, apontou, ainda assim, um golo num desses encontros, numa derrota por 4-1 em Novembro de 2003. Réveillère e Govou alinhavam já do lado do Lyon.

• Butt defrontou o Lyon ao serviço do Leverkusen na primeira fase de grupos da edição de 2001/02 da UEFA Champions League. A sua equipa venceu por 1-0 em França e perdeu por 4-2 na Alemanha, tendo Govou estado entre os marcadores dos golos do lado francês.

• Arjen Robben apontou o seu primeiro golo na UEFA Champions League frente aos franceses do Auxerre, ainda como jogador do PSV Eindhoven, numa vitória caseira por 3-0, em Outubro de 2002. Marcou também pela Holanda na vitória por 4-1 sobre a França no UEFA EURO 2008. Jérémy Toulalan, Bafétimbi Gomis e Govou, jogadores do Lyon, alinharam nesse encontro pela selecção francesa, tal como Ribéry, do Bayern.

• Kim Källström alinhou pela selecção da Suécia quando esta perdeu no Campeonato do Mundo de 2006 por 2-0 diante da Alemanha, onde pontificavam Klose, Philipp Lahm e Bastian Schweinsteiger, jogadores do Bayern.

• A 14 de Outubro do ano passado, David Alaba, do Bayern, entrou no decorrer da derrota da Áustria em França por 3-1, em jogo da fase de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2010. Do lado contrário estiveram Hugo Lloris, Govou e Gomis, jogadores do Lyon.

• O registo do Lyon em desempates por penalties nas competições europeias é:
2-4 v PSV Eindhoven, quartos-de-final da edição 2004/05 da UEFA Champions League

• O registo do Bayern é:
5-4 v Valencia CF, final da edição 2000/01 da UEFA Champions League
9-8 v PAOK FC, segunda eliminatória da edição 1983/84 da Taça UEFA
4-3 v Åtvidaberg FF, primeira eliminatória da edição 1973/74 da Taça dos Clubes Campeões Europeus

• A equipa vencedora apura-se para a final, no estádio Santiago Bernabéu, em Madrid, no dia 22 de Maio, onde vai defrontar o vencedor da outra meia-final, entre Barcelona-Inter.

Topo