Robben não entra em euforias

Arjen Robben insistiu que "nada está ainda decidido", isto depois de o extremo holandês ter marcado o único golo da meia-final que deu ao Bayern uma "pequena vantagem" sobre o Lyon.

Arjen Robben festeja depois do apito final
Arjen Robben festeja depois do apito final ©Getty Images

Arjen Robben continua a mostrar estar em excelente forma, tendo marcado a 25 metros do alvo o tento para dar ao FC Bayern München a vitória por 1-0 na primeira mão das meias-finais da UEFA Champions League ante o Olympique Lyonnais. Apesar do triunfo, foi o holandês o primeiro a acalmar as hostes.

"Nada está decidido ainda", disse o internacional holandês, que soma nove golos em outros tantos encontros. "Talvez tenhamos agora uma pequena vantagem, mas vamos ter um jogo difícil em Lyon".

A formação alemã entra no Stade de Gerland, na terça-feira, sem Franck Ribéry, expulso no minuto 38, pelo que Robben admitiu que tudo se complicou nessa altura.

"Foi difícil quando ficou dez contra 11, pois todos tivemos que dar mais 20 por cento. Mas desde que o Lyon ficou com menos um [Jérémy Toulalan foi expulso depois de ter visto dois cartões amarelos no início da segunda parte] jogámos muito bem".

O tento de Robben aos 69 minutos, que sofreu ainda um pequeno desvio na cabeça de Thomas Müller, fez com que a boa exibição tivesse reflexo no marcador. O Bayern acabou por sair do relvado com o mesmo ambiente festivo exibido aquando da entrada em campo, embora desta feita com menos adereços.

"Os momentos antes do jogo foram fantásticos; muito divertidos", disse Müller. "Olhando para o desafio, podíamos ter vencido por uma margem maior, mas, se antes nos oferecessem o 1-0, teríamos aceitado de imediato".

Após a inadvertida intervenção no golo de Robben, Müller agradeceu a "falta de comparência no barbeiro", antes de voltar a falar mais a sério do encontro.

"A final está agora apenas a um jogo de distância", disse o jogador de 20 anos, a disputar a primeira época completa como profissional. "Temos de ver como vão correr as coisas em Lyon, mas estou bastante optimista".

De facto, tudo se está a compor na altura certa para os pupilos de Louis van Gaal, que consolidaram a liderança na Bundesliga mercê da goleada de 7-0 imposta ao Hannover 96 no sábado passado. Robben marcou um "hat-trick", embora para o ponta-de-lança Mario Gómez o poder defensivo seja tão importante como o atacante.

"Temos de estar satisfeitos com a vitória", afirmou o dianteiro de 24 anos, entrado em campo no decorrer da segunda parte. "Não sofremos golos e agora temos excelentes hipóteses de chegar à final. Restringimos o Lyon a ter apenas algumas oportunidades; penso que tiveram somente um remate de longe”.

Topo