Bayern ciente do perigo

O sucesso do Lyon esta época, à custa de dois antigos campeões europeus, significa que o Bayern vai estar atento quando receber a equipa francesa no jogo da primeira mão das meias-finais.

O FC Bayern München não precisa de melhor aviso do que saber que o sucesso do Olympique Lyonnais esta época já passou pelo afastamento de dois colossos do futebol europeu, prova de que o clube francês é uma séria ameaça à sua pretensão de chegar à final da UEFA Champions League. O aviso chegou pela voz de Andries Jonker, treinador-adjunto de Louis van Gaal, presente na conferência de imprensa de antevisão no lugar do treinador do Bayern, ausente no funeral de um familiar. Entretanto, Claude Puel deu pouca importância ao facto de a sua equipa ter feito a deslocação até à Baviera por via terrestre, para a primeira mão das meias-finais, esta quarta-feira, e sabe que "tudo é possível", assim que o jogo começar.

Andries Jonker, treinador-adjunto do Bayern
Realizámos uma boa sessão de treino e todos os jogadores estão aptos. Não tivemos qualquer tipo de problema. O Lyon tem uma equipa muito boa – afastou Liverpool e Real Madrid. É muito organizada e a defesa é sempre sólida. Vamos tentar jogar da nossa forma habitual.

Não vai ser um encontro fácil para o Lyon, que tem sete jogadores em risco de suspensão, mas não vamos tentar provocar a amostragem de cartões amarelos, pois não é essa a forma de estar do Bayern de Munique. O Mark van Bommel [capitão de equipa, que está castigado] é um jogador muito importante para o Bayern, mas temos outros que o podem substituir. Já vencemos jogos sem o Mark, por isso vamos encontrar uma boa solução para colmatar a sua ausência.

Claude Puel, treinador do Lyon
A viagem não foi um problema – estamos habituados a viajar e agora conhecemos a paisagem francesa e alemã um pouco melhor. Porque é que as meias-finais podem ser o fim da nossa participação? Esperamos dois jogos frente a um adversário forte e temos que dar o nosso melhor. Agora tudo é possível, não só para o Bayern como também para nós.

Temos vários jogadores em risco de exclusão, mas não vamos mudar nada por causa disso. Se tivermos que substituir um jogador, isso não será um problema, podemos fazer alterações. A época do Bayern tem sido semelhante à nossa. O período outonal foi uma altura crítica, mas temos vindo a melhorar nos últimos meses. O Bayern possui bastante qualidade individual e espírito de equipa, mas nós também. Penso que as hipóteses de sucesso são de 50-50.

Notícias das equipas
Bayern
Ausente:
ninguém
Em dúvida: ninguém
Suspensos:
Mark van Bommel, Holger Badstuber
Em risco de exclusão: Danijel Pranjić

• Miroslav Klose esteve ausente na vitória sobre o Hannover 96, este fim-de-semana, devido a uma infecção abdominal.

Lyon
Ausentes:
François Clerc (joelho), Joan Hartock (tendão de Aquiles), Mathieu Bodmer (coxa), Jean-Alain Boumsong (gémeos)
Em dúvida: Jean II Makoun (virilha), Lisandro (tornozelo)
Suspensos: ninguém
Em risco de exclusão:
Aly Cissokho, César Delgado, Maxime Gonalons, Kim Källström, Cris, Miralem Pjanić, Jérémy Toulalan

• Cissokho regressou à competição frente ao FC Girondins de Bordeaux, no sábado, depois de debelar uma lesão num tornozelo.

• Ausente da equipa do Lyon desde o dia 16 de Janeiro de 2008, Anderson foi suplente não utilizado frente ao Bordéus, depois de recuperar de lesões no joelho e no ombro. Substitui Boumsong, que tem um problema nos gémeos de uma perna.

• Makoun regressou aos treinos, mas vai realizar um teste para aferir a sua condição física.

Resultados do fim-de-semana
17/04/10 Bayern 7-0 Hannover 96
(Olić 21 49, Robben 30 50 90+1, Müller 44 62)

• O primeiro "hat-trick" de Arjen Robben ao serviço do Bayern garantiu a vitória mais folgada em 84 jogos no campeonato desde a mudança para o Fußball Arena München. O internacional holandês marcou 16 golos nos últimos 18 jogos.

• A formação bávara mantém dois pontos de vantagem sobre o FC Schalke 04, a três jornadas do fim.

17/04/10 FC Girondins de Bordeaux 2-2 Lyon
(Chamakh 25, Plašil 62; Ederson 55, Cris 71)

• Numa reedição dos quartos-de-final da UEFA Champions League, o Lyon ficou sem Anthony Réveillère, expulso, enquanto o Bordéus terminou a partida reduzido a nove jogadores. O Lyon é terceiro classificado, a nove pontos do Olympique de Marseille.

• Impossibilitado de viajar de avião, o Lyon percorreu 540 quilómetros por terra no regresso de Bordéus, aos quais somou quase 800 até Munique, com uma paragem para pernoitar em Estugarda.

Retrospectiva
• O Lyon faz a sua estreia nesta fase da competição, enquanto o Bayern ganhou sete das anteriores 12 meias-finais (venceu duas e perdeu outras tantas na era da UEFA Champions League).

• Os clubes defrontaram-se seis vezes em jogos da fase de grupos da UEFA Champions League, com duas vitórias para cada um e dois empates. Em Munique, na época passada, registou-se um empate 1-1, enquanto o Lyon venceu por 2-1 em 2003/04 e o Bayern levou a melhor, por 1-0, em 2000/01.

Ligações entre as equipas
• Franck Ribéry, do Bayern, nunca venceu o Lyon em quatro jogos da Ligue 1, um com a camisola do FC Metz e três com a do Marselha. No entanto, ajudou o OM a bater este adversário duas vezes na Taça de França.

Sabia que?
• Van Gaal espera tornar-se no terceiro treinador, depois de Ernst Happel e Ottmar Hitzfeld, a conquistar a Taça dos Clubes Campeões Europeus ao serviço de dois clubes diferentes, depois de já o ter feito no AFC Ajax, em 1995.

Saiba mais sobre o jogo no press kit oficial da UEFA Champions League (em inglês).

Topo