Bayern à procura da sorte

O Bayern vai disputar a sua 13ª meia-final da mais importante prova europeia de clubes frente ao Lyon, clube que nunca antes chegou tão longe, mas a história recente deixa antever muito equilíbrio.

O FC Bayern München vai procurar que o 13 seja um número de sorte quando medir forças com o Olympique Lyonnais, presente pela primeira vez entre os semifinalistas da UEFA Champions League.

• A formação alemã, por seu lado, está pela 13ª ocasião nas meias-finais da mais importante competição de clubes da UEFA e tenta chegar pela primeira vez à final desde que conquistou a prova em 2001, quando, tal como na presente edição, também eliminou o Manchester United FC nos quartos-de-final.

• O Bayern leva vantagem a nível histórico, pois esta é a primeira presença do Lyon nas meias-finais da UEFA Champions League. A formação gaulesa nunca disputou a final de uma grande competição europeia e o mais perto que esteve de o fazer aconteceu no já longínquo ano de 1963/64, quando foi afastado pelo Sporting no jogo de desempate das meias-finais da edição dessa época da Taça dos Vencedores das Taças, que a equipa portuguesa acabaria por conquistar.

Jogos anteriores
• Bayern e Lyon encontraram-se em seis ocasiões na UEFA Champions League ao longo da última década e cada uma das equipas registou duas vitórias.

• Empataram (1-1) em Munique na fase de grupos da edição de 2008/09, em que um golo de Zé Roberto (52 minutos) deu a igualdade ao Bayern, depois de o Lyon ter ganho vantagem graças ao tento de Martín Demichelis na própria baliza (25').

• Nesse encontro, a 30 de Setembro de 2008, as equipas alinharam da seguinte forma:
Bayern: Rensing, Oddo, Breno, Lucio, Lahm, Schweinsteiger, Demichelis, Zé Roberto, Ribéry (Borowski 82), Klose, Toni.
Lyon: Lloris, Réveillère, Cris, Bodmer, Mensah, Juninho (Boumsong 87), Toulalan, Makoun, Govou (Ederson 36), Fred (Mounier 75), Benzema.

• O Bayern terminou no topo do agrupamento ao vencer depois em França, por 3-2, na derradeira jornada, resultado que deixou o Lyon no segundo lugar. A formação germânica chegou a estar a vencer por 3-0, com três golos assinados ainda na primeira parte e apontados por Miroslav Klose (11' e 37') e por Franck Ribéry (34'), antes da reacção dos anfitriões no segundo tempo, que reduziram por intermédio de Sidney Govou (52') e Karim Benzema (68').

• As posições inverteram-se quando Lyon e Bayern se encontram na fase de grupos de 2003/04. Nessa época, as duas equipas empataram 1-1 no Stade de Gerland (o golo do empate de Péguy Luyindula aos 88 minutos salvou os gauleses da derrota) antes de o Lyon vencer por 2-1 na Baviera, graças a um remate certeiro de Giovane Elber, antigo jogador do Bayern.

• Demichelis actuou pelo Bayern nessas partidas, enquanto Anthony Réveillère e Govou jogaram pelo Lyon.

• Os dois clubes encontraram-se pela primeira vez na segunda fase de grupos da edição de 2000/01. Jens Jeremies apontou o único golo do desafio em Munique, disputado em Novembro de 2000. De todos os jogadores que alinharam nesse encontro, Govou é o único que ainda permanece na respectiva equipa, tendo entrado em campo aos 81 minutos.

• Govou bisou depois na vitória por 3-0 do Lyon em França na partida da segunda volta, a 6 de Março de 2001, mas o Bayern seguiu em frente e acabou mesmo por ganhar a prova nessa temporada, enquanto o Lyon ficou pelo caminho.

Retrospectiva
• O Bayern perdeu em casa (0-2) e fora (1-2) na fase de grupos da presente edição da prova frente ao campeão francês Girondins de Bordeaux, curiosamente a equipa que o Lyon afastou nos quartos-de-final.

• Quatro vezes campeão da Europa de clubes, o registo do Bayern em meias-finais da mais importante prova de clubes da UEFA é de sete vitórias e cinco derrotas:
2000/01 Real Madrid CF: 1-0 (fora), 2-1 (casa)
1999/00 Real Madrid CF: 0-2 (fora), 2-1 (casa)
1998/99 FC Dynamo Kyiv: 3-3 (fora), 1-0 (casa)
1994/95 AFC Ajax: 0-0 (casa), 2-5 (fora)
1990/91 FK Crvena Zvezda: 1-2 (casa), 2-2 (fora)
1989/90 AC Milan: 0-1 (fora), 2-1 (casa)
1986/87 Real Madrid CF: 4-1 (casa), 0-1 (fora)
1981/82 PFC CSKA Sofia: 3-4 (fora), 4-0 (casa)
1980/81 Liverpool FC: 0-0 (fora), 1-1 (casa)
1975/76 Real Madrid CF: 1-1 (fora), 2-0 (casa)
1974/75 AS Saint-Etienne: 0-0 (fora), 2-0 (casa)
1973/74 Újpest FC: 1-1 (fora), 3-0 (casa)

• No total, o Bayern disputou 20 meias-finais de competições europeias de clubes, tendo superado nove e acabado eliminado em 11. A sua última presença numa semifinal ocorreu na edição de 2007/08 da Taça UEFA, frente ao FC Zenit St. Petersburg, quando a turma germânica acabou afastada após uma igualdade (1-1) em casa e uma derrota por 4-0 na Rússia.

• O registo do Bayern na recepção a formações francesas é de sete vitórias, dois empates e três derrotas. A turma bávara venceu duas das três eliminatórias a duas mãos disputadas diante de equipas gaulesas, a última das quais quando levou a melhor sobre o Bordéus na final da Taça UEFA de 1995/96.

• O Bayern conquistou o terceiro título de campeão europeu de clubes ao triunfar por 1-0 sobre os franceses do St-Etienne, em 1976; Franz Roth foi o autor do golo.

• O actual treinador do Bayern, Louis van Gaal, espera levar os alemães à glória na UEFA Champions League 15 anos depois de ter conduzido o Ajax à conquista da prova. Apenas Ernst Happel (Feyenoord 1970, Hamburger SV 1983) e Ottmar Hitzfeld (BV Borussia Dortmund 1997, Bayern 2001) conquistaram o título europeu como treinadores de dois clubes diferentes. José Mourinho, treinador do FC Internazionale Milano, está também na luta por alcançar semelhante feito, depois de ter conquistado a prova ao leme do FC Porto, em 2004.

• O Bayern conta no seu plantel com dois jogadores que já sabem o que é jogar uma final da UEFA Champions League final. Mark van Bommel conquistou a competição em 2006 com a camisola do FC Barcelona, enquanto Hans-Jörg Butt representava o Bayer 04 Leverkusen na derrota dos germânicos, em 2002.

• O Lyon alcançou quatro vitórias e um empate nas últimas cinco visitas à Alemanha. Ao todo, regista quatro vitórias, dois empates e cinco derrotas em solo alemão.

• Em eliminatórias disputadas a duas mãos diante de emblemas da Bundesliga, o Lyon seguiu em frente por duas vezes, mas viu-se eliminado em três ocasiões.

Ligações entre as equipas
• Van Gaal defrontou os franceses do AJ Auxerre na fase de grupos da edição de 1996/97 da UEFA Champions League, como treinador do Ajax. Guiou a sua equipa à vitória por 1-0 em solo gaulês, mas perdeu por 2-1 em casa.

• Klose não guarda boas recordações dos embates com o Lyon. Enquanto jogador do Werder Bremen viu a sua equipa ser derrotada por 10-2 no conjunto das duas mãos dos oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2004/05.

• Ribéry experimentou sortes diferentes frente ao Lyon em duelos internos do futebol francês. Nunca levou a melhor em partidas da Ligue 1, num jogo com a camisola do FC Metz e em três ao serviço do Olympique de Marseille, mas ajudou por duas vezes os marselheses a afastarem o Lyon da Taça de França. Em 2005/06, fez a assistência para o golo da vitória de Mamadou Niang, no triunfo de 2-1 nos quartos-de-final, realizados no Stade de Gerland, e na temporada seguinte voltou a ajudar o Marselha a levar a melhor, novamente por 2-1, dessa feita nos oitavos-de-final, no Stade Vélodrome.

• Daniel Van Buyten alinhou duas temporadas e meia no Marselha, onde chegou em 2001.

• Van Buyten, que em cinco jogos na Liga francesa nunca conseguiu ganhar ao Lyon, apontou, ainda assim, um golo num desses encontros, numa derrota por 4-1 em Novembro de 2003. Réveillère e Govou alinhavam já do lado do Lyon.

• Butt defrontou o Lyon ao serviço do Leverkusen na primeira fase de grupos da edição de 2001/02 da UEFA Champions League. A sua equipa venceu por 1-0 em França e perdeu por 4-2 na Alemanha, tendo Govou estado entre os marcadores dos golos do lado francês.

• Arjen Robben apontou o seu primeiro golo na UEFA Champions League frente aos franceses do Auxerre, ainda como jogador do PSV Eindhoven, numa vitória caseira por 3-0, em Outubro de 2002. Marcou também pela Holanda na vitória por 4-1 sobre a França no UEFA EURO 2008. Jérémy Toulalan, Bafétimbi Gomis e Govou, jogadores do Lyon, alinharam nesse encontro pela selecção francesa, tal como Ribéry, do Bayern.

• Kim Källström alinhou pela selecção da Suécia quando esta perdeu no Campeonato do Mundo de 2006 por 2-0 diante da Alemanha, onde pontificavam Klose, Philipp Lahm e Bastian Schweinsteiger, jogadores do Bayern.

• A 14 de Outubro do ano passado, David Alaba, do Bayern, entrou no decorrer da derrota da Áustria em França por 3-1, em jogo da fase de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2010. Do lado contrário estiveram Hugo Lloris, Govou e Gomis, jogadores do Lyon.

• A segunda mão disputa-se em Lyon, a 27 de Abril. O vencedor desta eliminatória seguirá para a final de Madrid, a 22 de Maio, onde encontrará o vencedor da outra meia-final, entre FC Internazionale Milano e FC Barcelona.

Topo