O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Final da Champions League: Presenças anteriores de Man City e Inter no jogo decisivo da Taça dos Campeões

O UEFA.com recorda todas as finais da Taça dos Campeões em que marcaram presença Manchester City e Inter.

O capitão Javier Zanetti segura no troféu em 2010
O capitão Javier Zanetti segura no troféu em 2010 AFP via Getty Images

O Man City está de volta a uma final da UEFA Champions League, pela segunda vez em quatro temporadas, enquanto o Inter vai disputar pela sexta vez a final da mais importante prova europeia de clubes, mas apenas a segunda nos últimos 50 anos.

O UEFA.com olha para as anteriores presenças dos finalistas de 2023 no jogo de todas as decisões da Taça dos Campeões Europeus/UEFA Champions League, incluindo a final perdida pelo City no Porto e a conquistada pelo Inter sob o comando de José Mourinho.

Manchester City

2021: Man City 0-1 Chelsea
(Havertz 42)

Timo Werner desperdiçou duas ocasiões de ouro para abrir o marcador nos primeiros 15 minutos do encontro, mas Havertz não perdoou à passagem da meia hora, batendo Ederson e derrotando o City após assistência brilhante de Mason Mount.

Resumo da final de 2021

Inter

1964: Inter 3-1 Real Madrid
(Mazzola 43 76, Milani 61; Felo 70)

Sandro Mazzola, do Inter, foi a figura do encontro quando o Inter ergueu o troféu pela primeira vez na sua história, no Praterstadion, em Viena. Mazzola abriu o activo, antes de Aurelio Milani dilatar a vantagem para a formação de Milão. Felo ainda reduziu para o Real, mas Mazzola bisou e selou o triunfo.

1965: Inter 1-0 Benfica
(Jair 43)

A disputar a final no seu próprio estádio, em San Siro, o Inter tornou-se no terceiro clube a revalidar o título de campeão europeu graças a um golo solitário de Jair à beira do intervalo. Depois de bisar na final do ano anterior, Mazzola rematou à trave no segundo tempo, mas isso não impediu a festa Nerazzurra diante de um antigo bicampeão europeu.

Inter soma segundo título seguido

1967: Celtic 2-1 Inter
(Gemmell 63, Chalmers 84; Mazzola 7p)

Mazzola voltou a estar em evidência ao colocar o Inter em vantagem bem cedo no jogo, mas o Celtic reagiu e virou o resultado em Lisboa, acabando por levar o troféu para a Grã-Bretanha pela primeira vez. O golo da vitória surgiu a seis minutos do final, quando um remate de Bobby Murdoch à entrada da área desviou em Steve Chalmers e traiu Giuliano Sarti.

1972: Ajax 2-0 Inter
(Cruyff 47 76)

Johan Cruyff marcou duas vezes na casa do rival Feyenoord, em Roterdão, e o Ajax, agora sob as ordens do romeno Ștefan Kovács e não de Rinus Michels, a conquistar o segundo de três títulos consecutivos.

2010: Bayern 0-2 Inter
(Milito 35 70)

A longa espera pelo terceiro título acabou graças a José Mourinho e Diego Milito. Mourinho levou o Inter a dois títulos consecutivos na Serie A, em 2009 e 2010, mas conduzir o clube de volta à glória europeia após 45 anos foi a cereja no topo do bolo. Milito foi brilhante, com um bis, e fez a diferença em Madrid.

Resumo da final de 2010