O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Resumo de quarta-feira: Benfica segue imparável, Haaland brilha

O Benfica somou a 12ª vitória seguida da época ao virar o jogo na visita à Juventus; City - com Haaland a marcar - e Paris também ganharam depois de estarem a perder.

David Neres festeja com os colegas depois de marcar o golo da vitória do Benfica sobre a Juventus
David Neres festeja com os colegas depois de marcar o golo da vitória do Benfica sobre a Juventus AFP via Getty Images

Erling Haaland marcou de forma espetacular contra a sua ex-equipa quando o Dortmund estava na frente ante o Manchester City, que ainda conseguiu dar a volta ao marcador. Quem também virou o marcador foram Benfica e Paris, no Grupo G, com as "águias" a triunfarem no terreno da Juventus e a somarem a 12ª vitória em 12 jogos esta temporada e o Paris a vencer em Israel com Kylian Mbappé, Neymar e Lionel Messi a fazerem, todos eles, o gosto ao pé. Noutros jogos, o Nápoles derrotou o Rangers, enquanto o Chelsea não foi além do empate na primeira partida sob as ordens de Graham Potter..

O UEFA.com resume-lhe toda a acção.

Prognósticos da Champions League

Grupo A

Rangers 0-3 Nápoles 

Matteo Politano, Giacomo Raspatori e Tanguy Ndombélé marcaram na segunda parte e o Nápoles conquistou os três pontos, apesar de Allan McGregor ter defendido duas das três grandes penalidades que enfrentou após a expulsão de James Sands aos 56 minutos. Piotr Zieliński foi frustrado em duas ocasiões – a segunda em nova tentativa após Politano ter entrado na área mais cedo para facturar na recarga – antes de Politano finalmente converter um castigo máximo, a meio da segunda parte. Os golos tardios de Raspatori e Ndombélé deram expressão a um jogo de quase sentido único..

Estatística: Com 40 anos e 266 dias, Allan McGregor tornou-se no quinto jogador mais velho a participar na competição.
04/10: Liverpool - Rangers, Ajax - Nápoles

Grupo E

AC Milan 3-1 Dinamo Zagreb

O Dínamo chegou a Milão com a intenção de usar o mesmo plano de jogo que tão bem resultou na vitória sobre o Chelsea, na Jornada 1: defender de forma profunda e acertar no contra-ataque. Um penálti convertido por Olivier Giroud, porém, momentos antes do intervalo, deu uma vantagem merecida aos anfitriões e um cabeceamento de Alexis Saelemaekers logo a abrir a segunda parte dilatou o avanço dos campeões de Itália. O Dínamo ainda reagiu e reduziu por Mislav Oršić, mas as suas esperanças de um final feliz desapareceram quando Tommaso Pobega saltou do banco para fechar a contagem para o Milan.

Estatística: A vitória do Milan foi a primeira do heptacampeão em casa para a Champions League em nove anos.
05/10: Salzburgo - Dinamo Zagreb, Chelsea - AC Milan

Chelsea 1-1 Salzburgo

Um golo de Noah Okafor negou a Graham Potter um começo vitorioso ao leme do Chelsea. Os "Blues" dominaram a primeira parte, mas não conseguiram forçar Philipp Köhn a qualquer defesa complicada. A abrir a segunda parte, ainda assim, Raheem Sterling colocou os londrinos na frente, com um belo remate em arco. No entanto, o Salzburgo cresceu no jogo e Okafor marcou após cruzamento de Junior Adamu a 15 minutos do fim. Hakim Ziyech e Armando Broja saltaram do banco e estiveram perto de marcar, mas os visitantes mantiveram-se firme.

Estatística: Só um jogador inglês marcou mais golos do que os 25 de Sterling na Champions League: Wayne Rooney (30).
05/10: Salzburgo - Dinamo Zagreb, Chelsea - AC Milan

Grupo F

Shakhtar 1-1 Celtic

Um novo momento de magia de Mykhailo Mudryk travou o Celtic em Varsóvia. A turma escocesa começou bem o jogo e foi recompensada quando um cruzamento de Reo Hatate foi desviado por Artem Bondarenko para o fundo da própria baliza. Só que, momentos depois de Moritz Jenz ter visto Anatoliy Trubin negar-lhe o golo, um passe inteligente de Georgiy Sudakov libertou Mudryk e este ultrapassou Josip Juranović antes de rematar para o fundo da baliza, ainda na primeira parte. A segunda parte foi de mais cautelas de parte a parte, ainda que Giorgos Giakoumakis e Daizen Maeda, vindos do banco, tenham ficado perto de marcar.

Estatística: O Celtic só ganhou dois dos 34 jogos que disputou fora na Champions League.
05/10: Leipzig - Celtic, Real Madrid - Shakhtar

Real Madrid 2-0 Leipzig

Federico Valverde e Marco Asensio marcaram dois grandes golos já perto do fim e permitiram aos detentores do troféu derrotarem o Leipzig. O Real mostrou fragilidades na etapa inicial, com Christopher Nkunku a ficar por três vezes perto do golo. E o Real parecia mesmo caminhar para ficar em branco num jogo da fase de grupos pela primeira vez em 41 partidas, até ao momento em que Valverde, servido por Vinícius Júnior, rematou em arco, certeiro. Depois, Asensio, vindo do banco, rematou forte para mais um grande golo, já nos descontos..

Estatística: O Real Madrid venceu todos os oito jogos que disputou esta temporada no conjunto de todas as competições.
05/10: Leipzig - Celtic, Real Madrid - Shakhtar

Classificações

Grupo G

Man City 2-1 Dortmund

Dois impressionantes golos no final permitiram ao Manchester City dar a volta à desvantagem e vencer o Dortmund. Depois de uma primeira parte difícil, os visitantes inauguraram o marcador quando Jude Bellingham desviou de cabeça o cruzamento de Marco Reus. O City teve de batalhar para quebrar a resistência germânica, sendo necessário um grande golo de John Stones, num remate de longe, para empatar. À beira do fim, o fantástico golo de Erling Haaland frente à equipa que representava, após cruzamento não menos espectacular de João Cancelo, deu os três pontos.

Estatística: O Manchester City igualou o recorde do Chelsea, com 21 jogos caseiros sem perder na Champions League.
05/10: Man City - Copenhagen, Sevilla - Dortmund

Copenhaga 0-0 Sevilha

As defesas destacaram-se neste jogo, que permitiu às duas equipas conquistarem os primeiros pontos no Grupo G. A equipa espanhola dominou a fase inicial na capital dinamarquesa mas teve dificuldades para transformar a sua superioridade em oportunidades, com o remate por cima de Ivan Rakitić a ser a melhor ocasião. Gradualmente o Copenhaga foi crescendo no jogo e poderia ter inaugurado o marcador através de Victor Kristiansen, mas o seu remate também passou por cima. Isco mostrou toda a sua qualidade ao longo do jogo, mas nem a sua técnica refinada conseguiu desbloquear a defesa anfitriã.

Estatística: O Copenhaga não sofreu golos nos últimos quatro jogos caseiras na fase de grupos da competição.
05/10: Man City - Copenhaga, Sevilha - Dortmund

Grupo H

Juventus 1-2 Benfica

O Benfica deu a volta depois de se ver cedo em desvantagem e condenou a Juventus à segunda derrota consecutiva no Grupo H. Arkadiusz Milik colocou a Juventus na frente logo aos quatro minutos, quando cabeceou certeiro no seguimento de um livre de Leandro Paredes. No entanto, o Benfica reagiu após o domínio inicial da Juve e empatou antes do intervalo, por João Mário, na conversão de uma grande penalidade a castigar falta de Fabio Miretti sobre Gonçalo Ramos. A partir daí as "águias" ganharam confiança e David Neres marcou o golo da vitória após o intervalo.

Estatística: O Benfica conseguiu a sua primeira vitória em solo italiano nas provas europeias desde um triunfo sobre a Fiorentina na Taça dos Vencedores das Taças, em 1997.
05/10: Juventus - Maccabi Haifa, Benfica - Paris

Maccabi Haifa 1-3 Paris

Mbappé tornou-se no melhor marcador de sempre do Paris na Champions League, num jogo em que os campeões franceses começaram por se deixar surpreender. Um golo soberbo de Tjaronn Chery colocou a equipa da casa em vantagem aos 24 minutos, para alegria dos adeptos que lotaram o Estádio Sammy Ofer. Mas Mbappé assistiu depois Lionel Messi para o empate e os papéis inverteram-se já no segundo tempo, com Messi a servir Mbappé para o seu 30º golo na prova pelo clube, igualando o registo de Edinson Cavani e colocando o Paris na frente. Neymar selou, depois, o triunfo já perto do final..

Estatística: Messi é o primeiro jogador a marcar em 18 temporadas seguidas da Champions League, deixando para trás Karim Benzema (que marcou em 17).
05/10: Juventus - Maccabi Haifa, Benfica - Paris