O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Ajax 0-1 Benfica (total: 2-3): Darwin sela apuramento das "águias"

Darwin Núñez marcou no único remate do Benfica na direcção da baliza em Amesterdão e a formação portuguesa garantiu um lugar nos quartos-de-final.

Watch as Benfica caused an upset in Amsterdam to knock out Ajax and progress to the quarter-finals.
Resumo: Ajax 0-1 Benfica

Um golo de cabeça de Darwin Núñez já ao cair do pano permitiu ao Benfica apurar-se para os quartos-de-final da UEFA Champions League com um total de 3-2 no conjunto das duas mãos, depois de uma estoica exibição defensiva em Amesterdão.

Momentos-chave

Minuto 6': Haller vê golo anulado por fora-de-jogo
Minuto 36': Vlachodimos defende remate de Gravenberch 
Minuto 77': Darwin cabeceia para o único golo do jogo

O jogo em poucas palavras: Darwin Núnez conquistou Amesterdão

Darwin Núñez antecipa-se a André Onana e cabeceia para o golo
Darwin Núñez antecipa-se a André Onana e cabeceia para o goloUEFA via Getty Images

À semelhança do encontro da primeira mão, em Lisboa, a primeira parte foi toda do Ajax. Antony ameaçou pela direita, Dušan Tadić criou dores de cabeça pela esquerda e Ryan Gravenberch ditou o ritmo do jogo pelo meio, com classe. No entanto, apesar de todo o seu domínio, o Ajax chegou ao intervalo sem nada para mostrar no que toca a reais ocasiões de golo, com o Benfica a mostrar-se muito seguro a defender.

Soualiho Meïté entrou no arranque da segunda parte para travar o fluxo ofensivo do Ajax e o Benfica manteve a equipa holandesa à distância com algum conforto até conquistar um livre perto da bandeirola de canto a 13 minutos dos 90. Álex Grimaldo cruzou na perfeição para as imediações da pequena área, onde Núñez subiu mais alto do que o guarda-redes do Ajax, André Onana para marcar o único golo do jogo e apurar as "águias".

Melhor em Campo PlayStation®: Darwin Nuñez (Benfica)

"Trabalhou muito para a equipa, tentou sempre causar problemas à defesa do Ajax e coroou a sua exibição com o golo que decidiu a eliminatória."
Painel de observadores técnicos da UEFA

Como tudo aconteceu: Ajax 0-1 Benfica

Derek Brookman, repórter a acompanhar o Ajax

O Ajax volta a sofrer a maldição da fase a eliminar depois de uma fase de grupos de sonho na UEFA Champions League. Durante grande parte do jogo, o Ajax controlou, mas um lance menos feliz de Onana permitiu a Darwin Núñez marcar o único golo do jogo. A verdade é que os jogadores de Ten Hag não conseguiram esta noite criar grandes oportunidades para marcarem. Crédito à forma como o Benfica defendeu.

Carlos Machado, repórter a acompanhar o Benfica

O Benfica conseguiu! Nelson Veríssimo fez bem o trabalho de casa, preparou na perfeição os seus pupilos para travarem a forma de atacar do Ajax e, apesar de todo o tempo de posse de bola dos anfitriões, as "águias" conseguiram impedi-los de criarem verdadeiras ocasiões de golo. Depois, compacto a defender, o Benfica soube desferir o golpe decisivo quando a oportunidade surgiu!

Reacções

Nélson Veríssimo, treinador do Benfica: "O Ajax é uma das equipas da Europa que consegue ter mais qualidade no seu jogo, pelas dinâmicas ofensivas que tem, na procura dos espaços. Não conseguimos aqui fazer o jogo que pretendíamos, mas, se não dá de uma maneira, tem de dar de outra. Sabíamos que tínhamos de defender, ter rigor defensivo, e, numa bola parada, aproveitar."

Nicolás Otamenti, defesa do Benfica: "Alegria enorme! A Champions é uma competição diferente, onde tens que estar atento aos detalhes e a verdade é que, se calhar, não fizemos o nosso melhor jogo mas a entrega da equipa para defender foi impressionante. Dou os parabéns a todos, demos a vida para defender este resultado e também para atacar e conseguir o golo, estou muito, muito feliz"

Dušan Tadić, capitão do Ajax: “"Fomos a melhor equipa esta noite. O Benfica não fez nada, excepto num livre. Queríamos dominar o encontro e conseguimos mas, bastou um momento... inacreditável".

Erik ten Hag, treinador do Ajax: “Foi um jogo de sentido único. Criámos muitas chances. Pressionámos bem e o Benfica não conseguiu atacar. Demos golos de bola parada ao Benfica, mas é frustrante perder assim. Estamos chateados”

Principais estatísticas

  • O Benfica está nos quartos-de-final pela primeira vez desde 2015/16. As "águias" não ultrapassam essa fase desde 1990, ano em que chegaram à final.
  • Esta foi apenas a segunda vitória do Benfica nos seus últimos 15 jogos fora na Champions League.
  • O Ajax não ganha um jogo em casa em fases a eliminar da Champions League desde 1996. Desde então, empatou quatro e, com a derrota ante o Benfica, perdeu cinco.

Melhores do Fantasy

Alejandro Grimaldo – 10
Darwin Núñez – 9
Gilberto – 7
Nicolás Otamendi – 7
Jan Vertonghen – 7

Equipas

Ajax: Onana; Mazraoui, Timber (Kudus 90+6), Martínez, Blind; Edson Álvarez (Brobbey 81), Berghuis (Klaassen 81), Gravenberch; Antony, Haller, Tadić

Benfica: Vlachodimos; Gilberto (Lázaro 90+1), Otamendi, Vertonghen, Grimaldo; Weigl, Taarabt (Meite 46); Everton (Yaremchuk 72), Gonçalo Ramos (Paulo Bernardo 90+1), Rafa Silva, Darwin Núñez (Diogo Gonçalves 81)